A Time Out na sua caixa de entrada

Pão, Bolo do Caco, Madeira
©DRBolo do Caco

Quatro sandes em bolo do caco para se deliciar

O bolo do caco é o pão preferido dos madeirenses que tanto pode servir para acompanhar a refeição ou para rechear. Uma vez na Madeira, experimente estas sandes em bolo do caco.

Escrito por
Inês Garcia
Publicidade

Tal como a poncha se bebe a qualquer hora na ilha, o bolo do caco é outra das relíquias gastronómicas da Madeira que se come em qualquer momento e não só com manteiga de alho como petisco inicial. Acompanha refeições ou faz uma refeição por si só. Feito com farinha, batata doce, sal e água, sem precisar de ir ao forno. Isto significa que sempre que vir fotografias em restaurantes estilo snack bar com o bolo recheado, não é artimanha para turistas, é mesmo o petisco que os locais gostam de comer ali mesmo ou pegar e levar. Na Casa da Pedra, na Madalena do Mar, há quatro sandes em bolo do caco que lhe damos aqui a conhecer (tome nota: fica em frente ao mar, pelo que é também um bom sítio para se sentar na varanda a comer uns picados e deixar-se ficar para ver o pôr-do-sol).

Quatro sandes em bolo do caco para se deliciar

Prego
©Gonçalo F. Santos

1. Prego

Um prego é sempre um prego, aquele clássico que nunca falha. E embora bife de vaca entre duas fatias de pão vá sempre bem, independentemente da hora, tipo de pão ou extras que se enfiem lá para dentro, a versão em bolo do caco com o pão torrado com manteiga é uma maravilha. Leva queijo e alface na versão especial.

Preço: 4,20€-4,80€.

Atum escabeche
©Gonçalo F. Santos

2. Atum escabeche

Os nacos de atum na Madeira são suculentos e desfazem-se na boca à primeira garfada, sem necessidade de passar muito tempo na frigideira (ou até tempo nenhum, na verdade). Mas outra maneira de o comer é em escabeche, e aqui tem uma boa dose de cebola a equilibrar a sandes.

Preço: 4,80€.

Publicidade
Espada
©Gonçalo F. Santos

3. Espada

Polme seco e crocante, sem pingo de gordura, como se quer. É assim o espada frito que enfiam dentro de um caco artesanal, com alface e rodelas de tomate a dar ainda mais frescura.

Preço: 4,50€.

Polvo
©Gonçalo F. Santos

4. Polvo

O polvo que recheia esta sandes não é escabeche mas também não vai em básico. O polvo é à moda da Madeira, com um refogado feito com massa de pimentão, concentrado de tomate, vinho branco ou vinho madeira. Vai bem em picados, as travessas com o petisco que acompanham com batata frita, ou cortado aos bocadinhos e enfiado no bolo do caco. Fome não passa.

Preço: 4,90€.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade