Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Paupério

Paupério

Compras, Chocolates e doces
Paupério
1/6
© João SaramagoOs biscoitos da Paupério são um símbolo da cidade
Paupério
2/6
©João SaramagoOs biscoitos e a regueifa têm destaque nesta festa
O concurso acontece domingo 3, às 16.30
3/6
©João SaramagoO concurso acontece domingo 3, às 16.30
Paupério
4/6
©João Saramago
Paupério
5/6
©DR
Paupério
6/6
©DR

A Time Out diz

Nem sempre a vida da Paupério foi doce como os seus biscoitos e bolachas. Fundada em 1874 por António de Sousa Malta Paupério e Joaquim Carlos Figueira numa terra fortemente ligada à indústria panificadora – conta-se que a proximidade de Valongo com
o rio Ferreira foi boa para a plantação de cereais e para a construção de moinhos para moagem do grão –, esta fábrica familiar correu o risco de fechar as portas pouco depois do 25 de Abril.

Mas como não há fome que não dê em fartura, a sorte da Paupério mudou. A procura pelo vintage e por tudo quanto é retro, fez nascer o chamado “mercado da saudade” e hoje, é rara a mercearia gourmet que não tenha em exposição uma das suas míticas latas azuis e brancas de biscoitos sortidos. Dentro delas há fidalguinhos, um dos ex-líbris da marca, feitos numa máquina comprada em Inglaterra, em 1910, e que ainda funciona, cozidos num forno de 18 metros de comprimento, e embalados à mão.

Se quiser ver a fábrica em actividade, apareça por lá. A Paupério tem visitas pensadas para quem quer ficar a conhecer mais sobre a sua história. O percurso inclui um passeio pela zona de fabrico, onde as pessoas ficam a conhecer as etapas de produção, e termina no núcleo museológico, onde há várias máquinas, algumas delas com mais de um século de trabalho em cima.

Detalhes

Endereço Rua de Sousa Paupério, 61/71
Valongo
4440-697
Contato
Horário Seg-Sex 09.00-13.00/14.00-19.00, Sáb 09.00-13.00/14.00-17.30