A Time Out na sua caixa de entrada

Paupério

  • Compras
  1. Paupério
    © João SaramagoOs biscoitos da Paupério são um símbolo da cidade
  2. Paupério
    ©João SaramagoOs biscoitos e a regueifa têm destaque nesta festa
  3. O concurso acontece domingo 3, às 16.30
    ©João SaramagoO concurso acontece domingo 3, às 16.30
  4. Paupério
    ©João Saramago
  5. Paupério
    ©DR
  6. Paupério
    ©DR
Publicidade

A Time Out diz

Nem sempre a vida da Paupério foi doce como os seus biscoitos e bolachas. Fundada em 1874 por António de Sousa Malta Paupério e Joaquim Carlos Figueira numa terra fortemente ligada à indústria panificadora – conta-se que a proximidade de Valongo com
o rio Ferreira foi boa para a plantação de cereais e para a construção de moinhos para moagem do grão –, esta fábrica familiar correu o risco de fechar as portas pouco depois do 25 de Abril.

Mas como não há fome que não dê em fartura, a sorte da Paupério mudou. A procura pelo vintage e por tudo quanto é retro, fez nascer o chamado “mercado da saudade” e hoje, é rara a mercearia gourmet que não tenha em exposição uma das suas míticas latas azuis e brancas de biscoitos sortidos. Dentro delas há fidalguinhos, um dos ex-líbris da marca, feitos numa máquina comprada em Inglaterra, em 1910, e que ainda funciona, cozidos num forno de 18 metros de comprimento, e embalados à mão.

Se quiser ver a fábrica em actividade, apareça por lá. A Paupério tem visitas pensadas para quem quer ficar a conhecer mais sobre a sua história. O percurso inclui um passeio pela zona de fabrico, onde as pessoas ficam a conhecer as etapas de produção, e termina no núcleo museológico, onde há várias máquinas, algumas delas com mais de um século de trabalho em cima.

Escrito por
Mariana Morais Pinheiro

Detalhes

Endereço
Rua de Sousa Paupério, 61/71
Valongo
4440-697
Horário
Seg-Sex 09.00-13.00/14.00-19.00, Sáb 09.00-13.00/14.00-17.30
Publicidade
Também poderá gostar