Get us in your inbox

Mariana Morais Pinheiro

Mariana Morais Pinheiro

Articles (169)

Restaurantes no Porto com menus especiais para o Dia dos Namorados

Restaurantes no Porto com menus especiais para o Dia dos Namorados

Menus de degusta√ß√£o pensados especialmente para a data; hot√©is com propostas que combinam jantar com possibilidade de alojamento; sess√Ķes de cinema em rooftops com pipocas inclu√≠das; cabazes para preparar em casa jantares memor√°veis ou pastelaria artesanal para come√ßar bem o dia, depois de uma noitada √©pica, s√£o algumas das sugest√Ķes que estes seis espa√ßos no Porto aqui lhe deixam para celebrar o Dia dos Namorados como deve ser. D√™ uma espreitadela e comece j√° a fazer os seus planos. Boa sorte. Recomendado: Os melhores restaurantes rom√Ęnticos no Porto¬†

Escapadinha: as melhores coisas para fazer em Viana do Castelo

Escapadinha: as melhores coisas para fazer em Viana do Castelo

Habituada a que lhe chamem de ‚ÄúPrincesa do Lima‚ÄĚ, Viana do Castelo enche-se de chieira (que √© como quem diz ‚Äėvaidade‚Äô para estes lados) e mostra sobranceira, da altivez do seu monte, a linda cidade que tem aos p√©s. Bela todos os dias do ano, durante o Ver√£o ‚Äď muito por causa da Romaria de Nossa Senhora da Agonia ‚Äď recebe enchentes de turistas que se espalham por toda a cidade. No entanto, h√° muito para ver, descobrir e admirar com calma, quando os meses mais frios se instalam. Da boa comida que reconforta at√© a alma, aos desportos ao ar livre que exercitam os m√ļsculos, passando pelas boas camas quentinhas dos hot√©is, √© imposs√≠vel n√£o sentir aquele calorzinho c√° dentro quando se chega a esta vaidosa cidade minhota. Recomendado:¬†Os melhores s√≠tios para fazer glamping

Escapadinha: as melhores coisas para fazer em Lamego

Escapadinha: as melhores coisas para fazer em Lamego

N√£o se fa√ßa desentendido. Sabemos bem que veio at√© aqui por uma boa raz√£o: a comida desta terra. Dona de uma rica gastronomia, Lamego √© uma cidade com muitos predicados ao n√≠vel culin√°rio. Das famosas bolas de carne, passando pelos enchidos de porco, pelos pratos de cabrito assado, e pela vasta do√ßaria, onde figuram os biscoitos Lamegos e tartes com o mesmo nome que carregam doses astron√≥micas de am√™ndoa, ovos e a√ß√ļcar. Como v√™, √© imposs√≠vel n√£o ceder √† tenta√ß√£o em cada esquina. Depois das tainadas que por aqui certamente far√°, aproveite para visitar o patrim√≥nio local, beber um bom vinho √† sua sa√ļde e encher a mala do carro com artesanato t√≠pico e bons produtos da regi√£o, dos queijos aos enchidos. Recomendado:¬†Escapadinha: as melhores coisas para fazer em¬†Resende

Histórias à moda do Bolhão: as muitas vidas do mais famoso mercado do Porto

Histórias à moda do Bolhão: as muitas vidas do mais famoso mercado do Porto

Nascido de um lameiro, por onde corria um regato que ali formava uma bolha de água (conta-se que é daí que vem o nome Bolhão), o mais emblemático mercado do Porto foi erguido em 1839, contando hoje mais de 180 voltas ao sol. Em 1914 ergueu-se o actual edifício, conhecido pela sua monumentalidade, própria do estilo neoclássico, e que foi recentemente remodelado, depois de quatro longos anos de espera por parte dos comerciantes que, durante esse período, foram alocados no Mercado Temporário do Bolhão. Em Setembro de 2022 regressaram à casa que os viu crescer e que manteve a traça original, respeitando o tempo e a memória. Mas se as paredes cheiram a tinta fresca e a novos acabamentos, as histórias que se contam dentro delas têm muitos anos, saltam de geração em geração, e perduram no imaginário de quem ainda se lembra de as contar… Recomendado: Os 14 melhores mercados no Porto

Três sítios onde comer cheesecake basco no Porto

Três sítios onde comer cheesecake basco no Porto

Queijo, muito queijo, natas, a√ß√ļcar, ovos, farinha e uma boa cozedura no forno at√© ficar ligeiramente queimado por cima. Assim √© feito um dos doces mais na moda nos √ļltimos tempos (que parece ter destronado temporariamente o banana bread). Nesta lista com tr√™s s√≠tios onde comer cheesecake basco no Porto, encontra alguns com varia√ß√Ķes (inven√ß√Ķes dos chefs pasteleiros que os preparam) e outros que seguem √† risca as receitas tradicionais do pa√≠s vizinho. Com ou sem compotas a acompanhar, vale a pena espetar o dente nestas tartes fofinhas. Bom apetite. Recomendado: As melhores queijarias no Porto

Cinco novos livros de cozinha acabados de sair do forno

Cinco novos livros de cozinha acabados de sair do forno

Acabadinhos de chegar às prateleiras das livrarias, estes compêndios, cheios de sabor e saber, têm o propósito de lhe facilitar a vida na hora de andar à volta dos tachos. Com receitas vegan e vegetarianas, ideias de pratos para toda a família e propostas de doces para comer à dentada, têm um pouco de tudo e são uma boa lufada de ar fresco nos seus cozinhados. Com receitas fáceis, eficazes, muitas delas saudáveis e económicas, estes são os novos livros de cozinha que deve ter sempre à mão. Bom proveito. Recomendado: Seis livros para ler sobre sustentabilidade

As melhores lojas no Porto para comprar presentes de Natal

As melhores lojas no Porto para comprar presentes de Natal

Lo√ß√Ķes, sabonetes, j√≥ias, cer√Ęmicas, roupas, m√°quinas fotogr√°ficas, livros, pe√ßas novas ou antigas, para mi√ļdos ou gra√ļdos. O Porto est√° cheio de lojas bonitas e com pinta onde gastar todo o nosso dinheiro. E como a¬†√©poca natal√≠cia vem carregada de presentes, mas tamb√©m de uma grande carga de stress, decidimos facilitar-lhe a vida com uma lista¬†de algumas das melhores lojas do Porto para comprar presentes de Natal.¬† Nelas h√° produtos e objectos de diferentes marcas e¬†artistas, capazes de agradar a qualquer um: m√£e, pai, tio, prima, sobrinho ou amigo secreto. Agora s√≥ precisa de pegar na sua lista e come√ßar a pensar que prendas comprar. Livros, roupa, j√≥ias ou¬†perfumes ‚Äď vai encontrar um pouco de tudo por aqui. Boas compras e festas felizes.¬† Recomendado:¬†Roteiro com as melhores coisas para fazer este Natal no Porto

Quatro novos brunches para provar no Porto

Quatro novos brunches para provar no Porto

Os anos passam, as esta√ß√Ķes mudam, mas h√° coisas que permanecem inalter√°veis na vida dos portuenses. Quer um exemplo? F√°cil, o seu amor pelos brunches recheados de ovos e panquecas, bem regados a mimosas e cocktails. A par destes cl√°ssicos, presentes em qualquer mesa digna,¬†brilham¬†ainda tostas em p√£o de fermenta√ß√£o lenta, papas de aveia, ta√ßas de granola ou de a√ßa√≠, gulosas fatias de cheesecakes de diferentes sabores, pok√© bowls coloridas, hamb√ļgueres em vers√Ķes vegetarianas¬†e uma infind√°vel quantidade de comida boa. Se quer mais um pretexto para juntar a fam√≠lia e os amigos em refei√ß√Ķes fora de horas, aqui tem quatro bons motivos. Recomendado: As melhores panquecas no Porto

Novos brunches para provar no Porto

Novos brunches para provar no Porto

Se já experimentou a maioria dos brunches da cidade e está à espera de uma lufada de ar fresco gastronómica, há boas novidades para provar no Porto. Durante a semana ou nos dias de descanso, na Foz ou nas ruas mais movimentadas da Baixa, vai encontrar desde os clássicos de inspiração americana, como panquecas e ovos, a propostas mais viajadas e inovadoras, tudo bem regado com sumos, cocktails e especialidades de café. Reserve uma mesa, junte os amigos e ponha a conversa em dia com a barriga bem aconchegada.  Recomendado: Os melhores brunches no Porto

Yo Ho Ho e três garrafas de gin

Yo Ho Ho e três garrafas de gin

As¬†folhas¬†secas¬†pelo Outono caem em c√Ęmara lenta, desde o alto da copa dos¬†pl√°tanos que enchem a Pra√ßa da Corujeira, em Campanh√£. Os primeiros clientes abeiram-se da soleira da porta dos caf√©s, confusos, sem saberem se devem ou n√£o entrar de m√°scara posta. Atiram a interroga√ß√£o l√° para dentro. Recebem um ‚Äúentre, entre‚ÄĚ e o cheiro a caf√© escapa-se para a rua, onde carrinhas comerciais se atropelam abastecendo o com√©rcio da zona. Um edif√≠cio rosa p√°lido, de linhas direitas e sem grandes ornamentos, a dar ares de art d√©co mas sem muitas pretens√Ķes, quase passa despercebido, caso n√£o and√°ssemos √† sua procura. Mas √© um pequeno autocolante, colado por baixo da ma√ßaneta da porta em metal, que denuncia a Scoundrels Distilling Co., a destilaria que acolhe a primeira escola de gin do pa√≠s. Passam poucos minutos das dez e meia da manh√£ quando Travis Cunningham abre a porta e somos recebidos por um caloroso bafo a rum adocicado. No fundo do armaz√©m, a pi√®ce de r√©sistance: um bonito alambique, polido e brilhante, trabalha a todo o g√°s, destilando os primeiros litros das primeiras tentativas de fazer rum. ‚ÄúCustou 40 mil euros em segunda m√£o. S√≥ h√° tr√™s assim em Portugal. Este, um no Alentejo e outro no Algarve. D√° para destilar rum, whiskey, gin, brandy...‚ÄĚ, conta o australiano, que viveu em meio mundo antes de assentar arraiais no Porto. Trabalhou na √°rea da Sa√ļde na China e na Ar√°bia Saudita. Com o eclodir da Primavera √Ārabe, mudou-se para a Mong√≥lia a convite de um amigo. Da√≠ foi para o

Seis bons restaurantes no Porto com menus de Natal e Ano Novo

Seis bons restaurantes no Porto com menus de Natal e Ano Novo

Et voil√†, o ano passou a correr e c√° estamos novamente a tentar conciliar agendas, procurando efusivamente um restaurante ainda com mesas livres, que agrade a toda a gente, e, de prefer√™ncia, com um menu √† maneira, pensado especialmente para esta √©poca. Servidos durante todo o m√™s ou apenas em dias de celebra√ß√£o ‚Äď seja na noite de Consoada, no dia 25, na passagem de ano ou no primeiro dia de Janeiro ‚Äď, reunimos-lhe algumas propostas de menus que os restaurantes da Invicta ir√£o estar a servir nestes dias t√£o especiais. Tchim-tchim e boas festas. Recomendado: 21 restaurantes para jantares de Natal no Porto

Porto par√°grafo. Tudo o que est√° a acontecer em meia d√ļzia de linhas

Porto par√°grafo. Tudo o que est√° a acontecer em meia d√ļzia de linhas

Bom, por vezes as hist√≥rias s√£o t√£o boas que precisam de ser contadas em mais do que meia d√ļzia de linhas. E, volta e meia, excedemo-nos, como seria de prever. Mas a ideia mant√©m-se: contar-lhe a quantas anda o Porto enquanto esfrega um olho, bebe um caf√© ou devora em duas dentadas um estaladi√ßo pastel de nata. Por aqui vai encontrar de tudo. Exposi√ß√Ķes de arte, restaurantes com jantares tem√°ticos, concertos, pe√ßas de teatro, espect√°culos de dan√ßa e por a√≠ fora. Em suma, a base de sustenta√ß√£o da vida cultural desta bela cidade. Recomendado: 40 coisas incr√≠veis para fazer no Porto

Listings and reviews (71)

Casa no Castanheiro

Casa no Castanheiro

Se procura sil√™ncio, calma, esta casa no meio da natureza, rodeada de castanheiros, carvalhos e pedras cobertas de musgo, √© o seu destino. Fica perto da aldeia de Valeflor, na Beira Alta, num vale entre Trancoso e M√™da, com vista para a Serra da Marofa. A Casa no Castanheiro, em funcionamento desde 2021, √© um ref√ļgio, um lugar para recarregar energias longe do bul√≠cio di√°rio e citadino. Mas n√£o √© um ref√ļgio qualquer. Esta casa especial √© composta por uma estrutura modular, feita com madeira e corti√ßa, que abra√ßa um castanheiro quase secular. O projecto arrojado fez com que o arquitecto Jo√£o Mendes Ribeiro vencesse o Pr√©mio Nacional de Arquitectura em Madeira de 2021 e fosse nomeado para o pr√©mio de arquitectura contempor√Ęnea Mies Van der Rohe, que ser√° revelado em Abril deste ano. Mas vamos aos pormenores. N√£o √© um hotel, avisam, por isso n√£o conte com servi√ßo de quartos sempre √† disposi√ß√£o. As visitas que receber√° durante a sua estadia poder√£o ser de lebres e p√°ssaros mais curiosos. Por ser pequena ‚Äď a √°rea total √© de 25 metros quadrados ‚Äď s√≥ tem um quarto, pelo que est√° aconselhada para dois adultos e uma crian√ßa, no m√°ximo. Tem casa de banho com chuveiro, kitchenette, wi-fi e uma salamandra para aquecer os dias mais frios e encher as noites de romantismo.

Gavi√£o Nature Village

Gavi√£o Nature Village

A poucos dias de celebrar o primeiro anivers√°rio, o Gavi√£o Nature Village, projecto que saiu das m√£os de quatro amigos de inf√Ęncia, √© um daqueles casos que chuta para canto o campismo lamacento e os banhos de √°gua fria. Com 13 tendas glamping, bem equipadas e decoradas como se de um hotel se tratasse; e dez cork shelter, pequenas casinhas com capacidade para duas, quatro e oito pessoas, muito confort√°veis e funcionais, promete facilitar o contacto com a natureza e tornar a experi√™ncia memor√°vel. Al√©m das casas/quartos de diferentes tipologias (a maior tem uma pequena sala de estar), possuem tr√™s tipos de tendas: para uma escapadinha rom√Ęntica (vai poder dormir numa cama redonda); para umas f√©rias em fam√≠lia (al√©m da cama de casal, h√° um beliche); e para um conv√≠vio entre amigos (com quatro camas individuais). Todas instaladas sobre estrados de madeira e com mobili√°rio ecol√≥gico e sustent√°vel. As tendas deste glamping de quatro estrelas perto de Portalegre s√£o climatizadas, possuem televis√£o, casa de banho privativa, minibar, chaleira e outras comodidades. De manh√£, um pequeno-almo√ßo buffet espera por si. A seguir, √© tempo de explorar o circuito wellness, com jacuzzi, banho turco e sauna.

Amor & Farinha

Amor & Farinha

√Č imposs√≠vel n√£o querer levar um exemplar de cada um dos p√£es que repousam na estante. E o mais prov√°vel √© sair desta pequena padaria cheio de sacos nos bra√ßos. P√£o de alecrim, p√£o de batata doce e coco, de arroz, de iogurte e arandos, com ab√≥bora, canela e nozes, e de chia com s√©samo tostado s√£o alguns dos que poder√° comprar aqui. Todos bons. Todos de fermenta√ß√£o lenta, agradavelmente tostados e crocantes. Tamb√©m t√™m focaccias com tomate seco, cebola roxa, pimento, cogumelos e manjeric√£o; empadas de legumes; bolos caseiros, como o muito guloso brownie de chocolate; e, mais recentemente, croissants, que √© o que nos interessa hoje. S√£o caseiros, feitos com massa m√£e e doses generosas de manteiga, e levedam de um dia para o outro. H√°-os simples (1,80‚ā¨), com chocolate ou com manteiga de amendoim (ambos a 2‚ā¨).

Brites

Brites

A lista de ingredientes para fazer estes croissants √© longa, mas o mais importante √© o tempo. ‚ÄúA Brites √© uma padaria e pastelaria de fabrico artesanal, onde se opta pelo melhor processo e onde se respeita o tempo de cada produto. O tempo √©, ali√°s, o ingrediente mais importante‚ÄĚ, insiste Ver√≥nica Dias, a jovem padeira de 29 anos que abriu, em meados de Janeiro, este espa√ßo onde p√£es, baguetes e bolos crescem ao seu pr√≥prio ritmo. ‚ÄúO p√£o e a viennoiserie, a pastelaria francesa, √© toda de fermenta√ß√£o natural e longa. Fa√ßo bolas de Berlim, donuts e croissants franceses, por exemplo, que s√£o a nossa imagem de marca. Levam 50% de manteiga‚ÄĚ, conta. Mas n√£o uma manteiga qualquer. A massa leva uma manteiga a√ßoriana e no processo de lamina√ß√£o (que d√° ao croissant o seu aspecto folhado), Ver√≥nica opta por uma manteiga francesa com 84% de gordura e extra seca. ‚ÄúIsto faz com que o croissant se torne mais amanteigado, leve e crocante‚ÄĚ. O processo √© moroso, complexo: exige tr√™s dias, da prepara√ß√£o √† confec√ß√£o. No primeiro faz-se a massa, no segundo lamina-se e no terceiro coze-se. Al√©m dos croissants simples (1,50‚ā¨), speculoos, toffee de chocolate, ganache e gianduia, que √© uma mistura de chocolate e avel√£, s√£o alguns dos recheios (entre 2‚ā¨ e 2,30‚ā¨) que passam pelas vitrinas deste novo e tentador espa√ßo.

Cantina de Ventozelo

Cantina de Ventozelo

Os National Geographic Traveller Hotel Awards elegeram, em Setembro passado, os 39 melhores hot√©is em 2021 em todo o mundo. E h√° apenas um portugu√™s na lista: a Quinta de Ventozelo, em Ervedosa do Douro, no concelho de S√£o Jo√£o da Pesqueira, que foi seleccionada como uma das tr√™s melhores escapadinhas gastron√≥micas. Na Cantina de Ventozelo, local onde antigamente eram servidas as refei√ß√Ķes aos trabalhadores, agora servem-se pratos da autoria de Miguel Castro e Silva, que aposta no receitu√°rio regional e numa oferta ‚Äúquil√≥metro zero‚ÄĚ, ou seja, as ementas adaptam-se ao que a natureza fornece. √Č por isso que muitos dos produtos v√™m das hortas da quinta, como a beterraba, o feij√£o-verde, as couves, as acelgas, o tomate cora√ß√£o de boi, os figos, os marmelos e o azeite. Quando algo lhes falta, como √© o caso da carne maronesa, procuram produtores na proximidade, e sempre que √© poss√≠vel, trocam directamente os excedentes com os vizinhos. Se lhes fizer uma visita, conte com almo√ßos ou jantares informais, onde ser√£o servidos pratos de forno, como costela maronesa ou cacha√ßo de porco b√≠saro, ou pratos de tacho, como feijoada ou rancho. Ao domingo h√° cabrito.

Naperon

Naperon

‚ÄúRestaurante de aldeia. Menu sazonal. Produtos locais‚ÄĚ. √Č assim que o Naperon se apresenta, o primeiro restaurante a solo de Hugo Nascimento, depois de longos e bons anos ao lado de V√≠tor Sobral em projectos como a Tasca da Esquina, em Lisboa. Em Setembro de 2019, o chef abalou com a fam√≠lia para Odeceixe, onde abriu este pequeno espa√ßo despretensioso ‚Äď s√≥ tem 30 lugares ‚Äď nas Casas do Moinho, projecto tur√≠stico onde j√° costumava passar f√©rias. Aqui servem dois menus de degusta√ß√£o que v√£o mudando quinzenalmente. Um tem seis momentos (60‚ā¨) e o outro √© servido em tr√™s tempos (38‚ā¨). Anchova, batata doce, tomate, azeitona e coentros; cabe√ßa de xara em bolo l√™vedo; pudim de medronho com ‚Äúfarofa‚ÄĚ de poejo; e chocolate, maracuj√°, noz e caramelo salgado s√£o apenas algumas das cria√ß√Ķes com as quais Hugo j√° presenteou quem por l√° passou.

Wine District

Wine District

Este restaurante e wine bar, inaugurado em meados do m√™s no Chiado, n√£o podia ter aberto as portas em melhor altura. Agora que Jeroen Dijsselbloem, o presidente do Eurogrupo fez quest√£o de frisar que os pa√≠ses do Sul gastam tudo em √°lcool e mulheres, este √©, decididamente, o local ideal para vir esbanjar o seu ordenado (no bom vinho que vendem, entenda-se). Mas deixemo-nos de brincadeiras. Quem olha para a fachada do n√ļmero 44 da Rua Ivens n√£o imagina que para l√° da montra de vidro se estende um espa√ßo bem vers√°til, com um balc√£o com 36 lugares feito de madeira de carvalho americano e franc√™s (o mesmo de que s√£o feitas as barricas onde estagia o vinho), uma mezzanine resguardada com mesas e sof√°s, uma esplanada interior e ainda uma antiga cisterna do tempo do Marqu√™s que, em breve, vai ser usada como sala de provas de vinho e para workshops. ‚ÄúOs propriet√°rios deste espa√ßo s√£o donos da Quinta de S√£o Sebasti√£o, uma marca de vinhos de Arruda dos Vinhos, e queriam criar um espa√ßo onde ele pudesse ser apreciado. E como para se beber vinho, tamb√©m √© preciso comer, surgiu este projecto‚ÄĚ, explica J√ļlio Fernandes, um dos respons√°veis, juntamente com Tom√°s Marinho. Na carta h√°, sobretudo, petiscos. Uns em conserva, como o povo com azeitonas e picles (9‚ā¨), as sardinhas com cebolinhas e menjeric√£o (5,90‚ā¨) ou a moxama de atum com laranja e am√™ndoa (10‚ā¨), e outros em cima de t√°buas. Os presuntos Pata Negra DOP com 40 meses de cura, e os queijos da Serra DOP s√£o os que mais brilham na ement

Viarco

Viarco

As instala√ß√Ķes velhas fazem parte do charme. A Viarco, em S√£o Jo√£o da Madeira, tem um carisma inexplic√°vel: cheira a papelaria antiga e a bancos de escola. Esta hist√≥ria come√ßa no piso inferior, num armaz√©m negro pintado pelas minas que se espalham pelo ch√£o, por cima das bancada s‚Ä®e no rosto de quem mistura grafite, argila e √°gua para fazer o primeiro passo no processo de fabrica√ß√£o de um l√°pis: a mina. Esta sec√ß√£o, √† qual tamb√©m chamam de ‚Äúc√°psula‚Ä®do tempo‚ÄĚ, est√° repleta de m√°quinas em funcionamento desde a funda√ß√£o da f√°brica, em 1936, em Vila do Conde, por Manoel Vieira Ara√ļjo. Daqui seguimos para a arredondagem. Colocam-se duas placas de madeira, j√° com a forma bruta de um l√°pis ‚Äď usam maioritariamente madeira de cedro da Calif√≥rnia ‚Äď, em redor da mina e afina-se o objecto. Por fim, os acabamentos, altura em que os l√°pis passam por v√°rias camadas de tinta sobre um tapete rolante. Por√©m √© tamb√©m neste antigo espa√ßo, repleto de nostalgia, que se fazem alguns dos produtos mais inovadores do segmento. O Art Graf Taylor, por exemplo, √© a estrela‚Ä®da companhia: um composto de caulino, pigmento e talco, que resultou numa ferramenta vers√°til, de forma quadrada, que faz lembrar o giz dos alfaiates. Consoante a forma como for usado, pode ser tinta, pastel, aguarela ou l√°pis de cor, ou seja, com ele‚Ä® √© poss√≠vel fazer tra√ßos mais finos ou mais grossos, usar muita ou pouca √°gua. Como √© f√°cil de imaginar, nem sempre a vida da Viarco foi colorida como os seus l√°pis de ‚Ä®cor. E a marca, q

Oliva - Oficinas Metal√ļrgicas

Oliva - Oficinas Metal√ļrgicas

Tanto a Fepsa como a Viarco fazem parte de um projecto de turismo industrial, criado em 2012 pela C√Ęmara Municipal de S√£o Jo√£o da Madeira, que tem como objectivo preservar e dar a conhecer o legado arqueol√≥gico industrial do concelho atrav√©s de circuitos tur√≠sticos. As visitas come√ßam todas aqui, na torre que v√™ na imagem, onde funcionou a Oliva ‚Äď Oficinas Metal√ļrgicas, a f√°brica de Ant√≥nio Jos√© Pinto de Oliveira, fundada em 1925. Inicialmente dedicada √† fundi√ß√£o e √† serralharia, neste complexo industrial produziram-se, ao longo de quase 90 anos, alfaias agr√≠colas, materiais para a ind√ļstria chapeleira (que sempre foi muito forte no concelho), fog√Ķes de cozinha, ferros de engomar e at√© torneiras. S√≥ mais tarde, no final da d√©cada de 40, √© que come√ßaram a produzir as m√°quinas de costura que a tornaram famosa e l√≠der no mercado durante mais de 30 anos. Depois de v√°rios processos de insolv√™ncia, a Oliva fechou as portas em 2010, mas a C√Ęmara Municipal n√£o a deixou morrer e deu-lhe uma uma nova vida, agora, ligada ao turismo.

Arc√°dia

Arc√°dia

A Arc√°dia √© uma armadilha para gulosos, e at√© os mais pequenos e inofensivos bombons, que nos fazem olhinhos nos tabuleiros, parecem conspirar contra n√≥s para serem comidos com sofreguid√£o. Trabalham sobretudo com chocolate belga negro 51% cacau e chocolate belga de leite com 31% cacau. √Č aquecido at√© 45¬ļ e depois arrefecido at√© 27¬ļ para que fique com as caracter√≠sticas ideais de brilho, suavidade, sabor e qualidade que um bom chocolate deve ter.¬†

Cervejaria Liberdade

Cervejaria Liberdade

4 out of 5 stars

The construction of the Tivoli Avenida da Liberdade have dictated the closure of Brasserie Flo (rest in peace) and the birth of the uber-chic shellfish restaurant with cloth towels and impeccable service - but be aware that the tartar steak remains in the menu, phew! Start with the prawns from the Algarve that arrive with the couvert, follow through with a dose of seafood, have some sashimi (why not?) and then advance to the roosterfish fillets or a black pork slices. The perfect finish is made with the cacao mousse, very bitter. Perfect for: a seafood platter out of the box, ie without stainless steel platters and cutlery noises.Must try: the santola shell.

√Āgua pela Barba

√Āgua pela Barba

4 out of 5 stars

It's one of those infallible recommendations when someone asks, "where‚Äôs cool cheap place to go and have dinner?" √Āgua pela Barba fits like a glove in this request and has a very fish and shellfish-oriented menu, with dishes to share. From the fried fish tacos to the fish ceviche, from the sea rice to the crab on the bread, here the exception to the ocean is seen in only two pork dishes and their beautiful desserts ‚Äď be sellfish and ask for the shackles just for you. Perfect for: a lively friends dinner, without suffering in the end.Must try: the burrata with almond pesto and grilled shrimp.

News (292)

Casa do Design recebe exposição 'Sapatilhas: Marcas Portuguesas do Estado Novo ao Virar do Milénio'

Casa do Design recebe exposição 'Sapatilhas: Marcas Portuguesas do Estado Novo ao Virar do Milénio'

Estas sapatilhas foram feitas para‚Ķ andar, correr, praticar h√≥quei em patins. A exposi√ß√£o Sapatilhas: Marcas Portuguesas do Estado Novo ao Virar do Mil√©nio, que a partir de dia 11 de Fevereiro poder√° ser visitada na Casa do Design, em Matosinhos, resulta de uma parceria entre a C√Ęmara Municipal desta cidade e a esad‚ÄĒidea, o Centro de Investiga√ß√£o da Escola Superior de Artes e Design. A curadoria √© de Pedro Carvalho de Almeida e o objectivo da iniciativa √© dar a conhecer ‚Äúuma parte do legado da ind√ļstria nacional de cal√ßado desportivo‚ÄĚ, numa altura em que ‚Äúas sapatilhas ganham dimens√£o global como um dos √≠cones da cultura contempor√Ęnea‚ÄĚ, anunciam em comunicado. Em exposi√ß√£o estar√£o mais de 500 modelos de sapatilhas de 100 marcas criadas e produzidas em Portugal, que espelham o contexto social, cultural, pol√≠tico e econ√≥mico de uma √©poca. Assim sendo, prop√Ķem uma contextualiza√ß√£o hist√≥rica de marcas como a Sanjo e a Cortebel, mas tamb√©m de outras de menor dimens√£o, com menos produ√ß√£o ou prop√≥sitos diferentes, como, por exemplo, para a pr√°tica de desporto. Celtex, Centro, Cross, Desportex, Gitto‚Äôs, Jorui, Mind, Valcor e X√°vi Sport s√£o algumas das que tiveram maior express√£o no mercado nacional e que aqui tamb√©m estar√£o representadas.¬† ¬©Lu√≠s EspinheiraChuteiras de crian√ßa / d√©cada de 30 Da tecnologia usada no fabrico das sapatilhas √†s suas embalagens, a exposi√ß√£o conta ainda com uma instala√ß√£o audiovisual que ‚Äúpretende avivar a mem√≥ria‚ÄĚ e convidar os visitantes a contribu√≠rem c

Semea estreia menu de bar ao final da tarde

Semea estreia menu de bar ao final da tarde

De olhos postos nos dias mais soalheiros e nas tardes mais longas que se avizinham, a partir deste m√™s o restaurante Semea, do grupo Euskalduna, na Ribeira, vai passar a ter dispon√≠vel um menu de bar, que funcionar√° entre as 17.00 e as 19.00. Na sala de bar, no interior do restaurante ou na esplanada sobre o rio, ser√£o servidos cocktails e canap√©s. Para beber n√£o faltam propostas: White Lady (8‚ā¨), Negroni (9‚ā¨), Fitz Gerald (8‚ā¨) ou Expresso Martini (10‚ā¨) s√£o algumas das op√ß√Ķes. E, para acompanhar, h√° snacks de finger food, como a gamba da costa roll e as guiozas (ambas a 4,50‚ā¨), ostras (3,50‚ā¨) e frango frito (7,50‚ā¨), s√≥ para enumerar alguns dos petiscos com os quais poder√° contar. Se quiser ficar para jantar (√© bem¬†prov√°vel que isso aconte√ßa, avisamos j√°), conte com pratos onde os peixes e os mariscos s√£o reis e ainda com a famosa rabanada com gelado de queijo da Serra, que j√° conquistou f√£s por toda a parte, a rematar a refei√ß√£o. Bom apetite. + Os melhores restaurantes na Ribeira

Gito é o novo bar de vinhos naturais a morar na rua dos Mártires da Liberdade

Gito é o novo bar de vinhos naturais a morar na rua dos Mártires da Liberdade

Foi sentado √†s mesas de Madrid que Bruno Gouv√™a, brasileiro que em 2017 trocou o pa√≠s natal pela capital espanhola, descobriu o crescente e curioso mundo dos vinhos naturais. Publicit√°rio de forma√ß√£o e com a namorada a viver no Porto, em 2021 fez novamente as malas e veio morar para a Invicta. Nelas trazia esta nova paix√£o vin√≠cola que n√£o demorou a p√īr em pr√°tica. ‚ÄúTinha muita vontade de abrir um neg√≥cio meu e n√£o estava feliz com as perspectivas que tinha na empresa onde trabalhava‚ÄĚ, diz o empreendedor de 30 anos, que arrega√ßou as mangas e foi √† procura de um local que lhe enchesse as medidas. ‚ÄúQueria que o Gito ‚Äď que significa pequeno em ‚Äėribeirinh√™s‚Äô (os meus pais nasceram ambos em localidades ribeirinhas, junto ao rio, no Brasil) ‚Äď fosse um local tranquilo, relaxado, que eu gostasse de frequentar‚ÄĚ, ri. Desta feita, em Janeiro abriu o Gito, um bar dedicado a vinhos naturais, na cada vez mais cosmopolita rua dos M√°rtires da Liberdade. Com tectos altos, uma fotografia balnear a dar ares de Martin Parr na parede e bancos estofados azuis a fazer pendant com os azulejos da mesma cor na cozinha, Bruno alegra quem entra nos 40 metros quadrados de que disp√Ķe. ¬©Bruno Gouv√™aGito Wine Pelas mesas e prateleiras h√° cerca de 45 refer√™ncias de vinhos (espera, em breve chegar √†s 50), muitas delas portuguesas, mas n√£o s√≥. Dos vinhos espanh√≥is aos austr√≠acos, dos franceses aos alem√£es, tem de tudo¬†um pouco. ‚ÄúQuero que as pessoas percebam que podem vir c√° provar coisas diferentes, menos h

Brownies, bolos e brunch. Os Bolinhos do Jorge vão andar por aí a adoçar o mês de Fevereiro

Brownies, bolos e brunch. Os Bolinhos do Jorge vão andar por aí a adoçar o mês de Fevereiro

√Č um guloso inveterado que n√£o resiste a um docinho? Era capaz de mergulhar numa piscina de chocolate sem pensar duas vezes? Temos boas not√≠cias para si. Os Bolinhos do Jorge est√£o de volta √†s ruas do Porto com uma s√©rie de eventos pop-up, em espa√ßos bem apetitosos, que prometem ado√ßar o m√™s de Fevereiro. O primeiro acontece j√° no pr√≥ximo dia 12. Chama-se Brownie Fest e entre as 10.00 e as 16.00 (ou at√© o stock acabar), Jorge Santos vai estar a vender 12 tipos de brownies diferentes na loja Tonton Cake, na rua da Alegria. Felizmente, o pasteleiro n√£o se ficou por aqui e dia 19 instala-se de armas e bagagens numa das melhores padarias de fermenta√ß√£o lenta da cidade: a Brites. Desta vez, n√£o ser√£o os brownies os reis da festa (apesar de tamb√©m marcarem presen√ßa), mas sim alguns dos bolos mais famosos e cl√°ssicos da marca, como o bolo Kinder, o bolo natas do c√©u, o bolo Speculoos, o bolo de cenoura americano, o bolo de lima e pist√°chio com leite-creme ou o bolo de cenoura com brigadeiro de chocolate. ¬©Renata JunotBrownie do Bolinhos do Jorge Conte ainda com queijadinhas, sticky toffee pudding, cheesecake de forno e croissants da Brites recheados com cria√ß√Ķes suas, como lemon curd e merengue, natas do c√©u ou Kinder Bueno. Ao contr√°rio da Tonton Cake, que tem lugares sentados, na Brites √© pegar e andar, mas aproveite que o Jorge vai l√° estar, entre as 10.00 e as 16.00, para trocar dois dedos de conversa com ele, enquanto d√° umas dentadas num bolo encostado ao balc√£o. E como n√£o

Cora√ß√Ķes ao Alto. O novo restaurante de Cedofeita tem um brunch que o vai deixar perdido de amores

Cora√ß√Ķes ao Alto. O novo restaurante de Cedofeita tem um brunch que o vai deixar perdido de amores

Bekhruz e Arman s√£o os melhores anfitri√Ķes e a dupla mais ex√≥tica por estas bandas. O primeiro nasceu no Uzbequist√£o e o segundo na Arm√©nia; conheceram-se na R√ļssia, em Moscovo, e apaixonaram-se pelo Porto numa frac√ß√£o de segundo. ‚ÄúSou um grande f√£ desta cidade. Estive muitas vezes em Portugal antes de me mudar para c√°, mas quando sa√≠ do comboio, na Esta√ß√£o de S√£o Bento, o Porto acertou-me em cheio no cora√ß√£o‚ÄĚ, conta Bekhruz animado. A paix√£o instalou-se e por aqui decidiram ficar. ‚ÄúO Porto √© uma cidade mais confort√°vel do que Lisboa, no sentido em que n√£o √© uma cidade pequena, mas podemos andar a p√© para todo o lado‚ÄĚ, diz Arman, acrescentando que ter um espa√ßo de restaura√ß√£o era um sonho de ambos.¬†O desejo realizou-se agora.¬†Uma equipa internacional, da qual Bekhruz e Arman fazem parte, montou o¬†Alto em meados de Janeiro, em plena rua de Cedofeita,¬†decidida a servir um brunch como deve ser: saboroso e com uma apresenta√ß√£o cuidada. ‚ÄúO brunch e o pequeno-almo√ßo s√£o refei√ß√Ķes sagradas. Se come√ßarmos um dia a comer bem, de certeza que ele correr√° melhor‚ÄĚ, ri Bekhruz.¬† ¬©Jo√£o SaramagoCroissant recheado / Alto E n√£o faltam formas de alegrar os dias por aqui. Com uma carta t√£o viajada quanto os seus respons√°veis, esta espelha influ√™ncias de todo o mundo. Seja atrav√©s da shakshuka, prato do t√≠pico do M√©dio Oriente, aqui servido com ovos escalfados, tomate, cebola, paprica e um toque de hortel√£ (10‚ā¨), ou pela muito sedosa omelete com camar√Ķes e tomate assado, que vem mergulhada em S

Coliseu do Porto vai receber 150 espect√°culos ao longo do ano

Coliseu do Porto vai receber 150 espect√°culos ao longo do ano

Liberte espa√ßo na sua agenda, porque at√© ao final do ano h√° muito para ver, admirar e aplaudir. O Coliseu do Porto vai receber, at√© Dezembro, 150 espect√°culos dos mais variados quadrantes art√≠sticos. Conte com bailados, teatro, √≥pera, dan√ßa, com√©dia, espect√°culos infanto-juvenis e circo, claro, com o imperd√≠vel cl√°ssico de Natal, mas n√£o s√≥.¬† Mas vamos por partes. Nas produ√ß√Ķes nacionais l√≠ricas e sinf√≥nicas, muitas em estreia absoluta, h√° 13 propostas, com interpreta√ß√Ķes cl√°ssicas ou contempor√Ęneas, onde aparecem, entre muitas outras, ‚Äú√≥peras encenadas, concertos sinf√≥nicos e coral-sinf√≥nicos, bailados com m√ļsica ao vivo, teatro musical l√≠rico e √≥pera electroac√ļstica e ainda um festival de √≥pera‚ÄĚ, avan√ßam em comunicado enviado √†s redac√ß√Ķes. Assim sendo, a 28 de Mar√ßo ouvir-se-√° Requiem, em estreia nacional, que ser√° interpretada pela Banda Sinf√≥nica Portuguesa e dirigida pelo maestro convidado Diogo Costa. A ‚Äúmissa f√ļnebre‚ÄĚ foi composta pelo h√ļngaro Frigyes Hidas em homenagem √† Revolu√ß√£o H√ļngara de 1956. A 22 de Junho, tamb√©m em estreia absoluta, √© a vez de √ďpera Real, produzida pela ESMAE, que acompanha a hist√≥ria de uma fam√≠lia e dos seus descendentes, pautada por uma s√©rie de desastres e cat√°strofes, que t√™m in√≠cio no Terramoto de 1755. ¬† ¬©DRRequiem ¬† Carmen, obra-prima de Georges Bizet e uma das mais populares do repert√≥rio ocidental, chega dia 22 de Setembro. ‚ÄúCiganos, toureiros, ladr√Ķes, gente do povo e toda uma coloratura sevilhana prometem fazer desta uma das noite

Os planos de S√£o Valentim do WOW v√£o conquist√°-lo pelo est√īmago

Os planos de S√£o Valentim do WOW v√£o conquist√°-lo pelo est√īmago

N√£o h√° t√©cnica de sedu√ß√£o t√£o infal√≠vel como conquistar algu√©m pela barriga. Com isto em mente, o World of Wine¬†muniu-se de todos os seus trunfos e preparou dois programas especiais para aquela que √© considerada a noite mais rom√Ęntica do ano. Um envolve uma prova cega de chocolates e o outro uma visita ao Pink Palace, onde poder√° brindar com os cocktails de vinho do Porto ros√© que v√£o estar a preparar para si. Ambos incluem jantar. Quer melhor? Al√©m da prova cega de chocolates a dois, o programa inclui um jantar no restaurante Golden Catch, onde ser√£o servidos pratos como gambas, camar√Ķes, mexilh√Ķes e ostras como entradas; a cataplana de peixe chega como prato principal; e h√° ainda uma sobremesa preparada com chocolate, claro. O pack custa 60‚ā¨/pessoa com bebidas inclu√≠das, mas se optar s√≥ pelo jantar, o pre√ßo fica-lhe nos 45‚ā¨/pessoa sem bebidas. Quanto √† proposta que inclui uma visita ao Pink Palace, o museu mais instagram√°vel da cidade (e do pa√≠s), esta come√ßa √†s 19.00 e termina com a degusta√ß√£o de quatro cocktails preparados com Croft Pink, que celebra ‚Äď justamente no Dia dos Namorados ‚Äď 15 anos sobre o seu lan√ßamento. A noite continua no PIP com um menu que inclui p√£o de alho e duas pizzas servidas em forma de cora√ß√£o (awwww). O programa custa 45‚ā¨/pessoa.¬† ¬† ¬©DR1828 ¬† Mas h√° mais para ver, comer e explorar no arrojado quarteir√£o cultural de Vila Nova de Gaia. Os restaurantes Bar√£o Fladgate e 1828 tamb√©m v√£o ter menus pensados para dia 14 de Fevereiro (ambos custam 65‚ā¨/se

Romance e poesia à beira-mar. O Correntes d’Escritas está de volta

Romance e poesia à beira-mar. O Correntes d’Escritas está de volta

O Correntes d‚ÄôEscritas est√° de regresso e promete fazer correr muita tinta. A P√≥voa de Varzim volta a receber, entre os dias 14 e 18 de Fevereiro, o mais famoso encontro de escritores de express√£o ib√©rica, considerado o maior festival de literatura do pa√≠s. Dos habitu√©s que todos os anos marcam presen√ßa aos rec√©m-chegados, o evento vai contar com perto de uma centena de escritores ‚Äď 18 em estreia absoluta ‚Äď de 15 nacionalidades diferentes e com origens em v√°rios pa√≠ses onde as l√≠nguas portuguesa e espanhola s√£o oficiais. Nesta 24¬™ edi√ß√£o, os ‚Äúafectos‚ÄĚ ter√£o tratamento especial, uma vez que ser√£o evocados ‚Äúgrandes vultos da literatura escrita nas l√≠nguas ib√©ricas‚ÄĚ, que faleceram nos √ļltimos anos, ‚Äúcomo Ana Lu√≠sa Amaral, cuja obra po√©tica servir√° de mote √†s mesas, N√©lida Pi√Īon, que ser√° objecto de uma conversa, ou Lu√≠s Sep√ļlveda, atrav√©s do lan√ßamento de um livro de poesia de sua autoria, in√©dito‚ÄĚ, avan√ßam em comunicado. Vamos a isto. A Cerim√≥nia de Abertura e a entrega dos pr√©mios Dos 90 livros a concurso, 11 chegaram √† final. O an√ļncio do vencedor do Pr√©mio Liter√°rio Casino da P√≥voa 2023, no valor de 20 mil euros, e que este ano premeia a poesia, ser√° feito durante a cerim√≥nia de abertura, no dia 15, naquele local. As obras finalistas s√£o: Acidentes, de H√©lia Correia; Amor C√£o e outras palavras que n√£o adestram, de Rosa Alice Branco; Atirar para o torto, de Margarida Vale de Gato; Caderneta de Lembran√ßas, de A.M. Pires Cabral; e Caderno das duas irm√£s e do que elas sabiam, de

Ilícito: o novo restaurante da Baixa pisca o olho às artes circenses e às noites de farra dos cabarés

Ilícito: o novo restaurante da Baixa pisca o olho às artes circenses e às noites de farra dos cabarés

Nada nos prepara para o circo que √© atravessar o n√ļmero 224 da rua do Almada. E n√£o, n√£o estamos a exagerar. Dois murais de prodigiosas dimens√Ķes ladeiam a primeira divis√£o, mesmo √† entrada, com desenhos de acrobatas, tocadoras de concertina, tigres ferozes, cavalos de carrossel e macacos mecanizados a tocar pratos. Todos sa√≠dos do pincel de Sofia Torres. Atr√°s de n√≥s, pesadas cortinas de veludo vermelho separam uma das ruas mais movimentadas do Porto deste universo circense, que transporta quem entra para uma Paris rom√Ęntica, histri√≥nica e ousada dos anos 20 do s√©culo passado. Com um ch√£o ziguezagueante e um tecto repleto de figurinhas sensuais em poses sugestivas, o bar √© um dos espa√ßos mais carism√°ticos deste Il√≠cito, o restaurante-bar do The Editory Boulevard Aliados Porto Hotel, do grupo Sonae, com cinco estrelas e entrada principal pela Avenida dos Aliados. Sobre as mesas baixas com rebordos recortados, fazendo lembrar o debruado das tendas de circo, aterram cocktails de autor servidos em copos inusitados, com a forma de banheira ou corpetes, que aquecem (alguns com pequenos n√ļmeros de pirotecnia) quem chega para almo√ßar ou jantar.¬†¬† ¬©Jos√© MonicaIl√≠cito ‚ÄúA ideia foi criar uma liga√ß√£o entre a decora√ß√£o deste espa√ßo e a do hotel‚ÄĚ, come√ßa Andr√© Silva, o chef que, sa√≠do da cozinha, assumiu por momentos o papel de anfitri√£o. No hotel ‚Äď com 68 quartos, de diferentes tipologias, com uma piscina exterior aquecida onde um gigante pato amarelo insufl√°vel navega airosamente, e d

Obras de remodelação do Shopping Center Brasília começam já esta semana

Obras de remodelação do Shopping Center Brasília começam já esta semana

O Shopping Center Bras√≠lia vai finalmente ser remodelado. Os trabalhos da primeira fase de interven√ß√£o arrancam j√° esta quinta-feira, dia 26 de Janeiro, com o intuito de transformar o ‚Äúmais antigo shopping portugu√™s ainda em funcionamento‚ÄĚ, inaugurado em 1976, num espa√ßo ‚Äúmais actual‚ÄĚ e ‚Äúatractivo‚ÄĚ, mas tamb√©m ‚Äúmais ecologicamente respons√°vel‚ÄĚ, explicam em comunicado enviado √†s redac√ß√Ķes. O projecto para a requalifica√ß√£o do centro comercial, na Boavista, ficou a cargo do arquitecto Jo√£o Ferros e a empreitada ser√° levada a cabo pela Openline, pelo menos at√© Outubro deste ano. Ambos prop√Ķem-se a trazer o espa√ßo ‚Äúpara o s√©culo XXI‚ÄĚ. ‚ÄúO espa√ßo vai ser inteiramente renovado, com uma imagem mais atraente e sobretudo mais eficiente. Novos espa√ßos v√£o nascer, todos os sistemas de ilumina√ß√£o v√£o ser refeitos, o que, aliado aos pain√©is fotovoltaicos, permite uma maior efici√™ncia energ√©tica do edif√≠cio‚ÄĚ, adiantam, acrescentando que pretendem combinar ‚Äúnum espa√ßo abrigado, o com√©rcio t√≠pico de rua num modelo de lojas showroom‚ÄĚ. O investimento, feito com capitais pr√≥prios, est√° estimado em¬†530 mil euros. + As 23 melhores lojas no Porto que tem de conhecer

Restaurante Mind The Glass dedica semana ao vinho do Porto

Restaurante Mind The Glass dedica semana ao vinho do Porto

O Dia Internacional do Vinho do Porto acontece esta sexta-feira, dia 27 de Janeiro. No entanto, o Mind The Glass, o bistrot junto √† Pra√ßa dos Le√Ķes, achou por bem dedicar-lhe a semana toda. Em homenagem a este ex-l√≠bris da enologia, ‚Äúpilar da tradi√ß√£o vitivin√≠cola duriense e um importante patrim√≥nio nacional‚ÄĚ, como anunciam em comunicado, entre esta ter√ßa-feira e at√© s√°bado, dia 28, v√£o organizar uma s√©rie de actividades que incluem desde conversas e provas comentadas a uma carta especial com vinhos do Porto a copo. Mas vamos por partes. Al√©m desta carta especial, onde pode consumir a copo diversos vinhos do Porto e atrav√©s da qual poder√° escolher algumas garrafas para levar para casa, com descontos especiais; h√° ainda uma outra dedicada a cocktails preparados com o vinho fortificado, como o Porto Negroni, o Cosmo Porto e o Canario, que podem ser acompanhados com algumas das sobremesas da casa.¬† Na sexta-feira, dia 27, data em que se celebra a efem√©ride, o programa de festas inclui uma conversa sobre a hist√≥ria do vinho do Porto √†s 17.00, seguida, √†s 18.00, de uma prova comentada, subordinada ao tema ‚ÄúRuby versus Tawny‚ÄĚ, conduzida por Jo√£o Roseira, da Quinta do Infantado. √Äs 20.00 d√°-se in√≠cio ao jantar v√≠nico com quatro harmoniza√ß√Ķes do sommelier Jo√£o Louren√ßo, pensadas de prop√≥sito para o evento. √Ä chegada ser√° recebido com uma bebida de boas-vindas e a refei√ß√£o arranca com uma entrada composta por terrina de cabe√ßa de porco com cenoura assada, espargos verdes e farofa de p

Robbie Williams actua pela primeira vez no Porto, em Maio

Robbie Williams actua pela primeira vez no Porto, em Maio

Robbie Williams vem, pela primeira vez, ao Porto. O cantor brit√Ęnico √© o primeiro grande nome anunciado e ser√° um dos cabe√ßas de cartaz da quinta edi√ß√£o do North Festival, que acontecer√° entre os dias 26 e 28 de Maio, na Alf√Ęndega do Porto. A novidade foi hoje avan√ßada pela Vibes & Beats, promotora do evento. O concerto est√° agendado para o dia 28. A vinda de Robbie Williams (o artista celebra este ano 25 anos de carreira a solo), est√° integrada na digress√£o mundial ‚ÄúThe XXV Tour‚ÄĚ, que partilha o mesmo nome com o √°lbum lan√ßado em Setembro passado. Nele √© poss√≠vel ouvir ‚Äúvers√Ķes reimaginadas dos seus maiores √™xitos‚ÄĚ, explicam em comunicado, como ‚ÄúAngels‚ÄĚ, por exemplo, mas tamb√©m conhecer novos temas, entre eles, ‚ÄúLost‚ÄĚ e ‚ÄúNo Regrets‚ÄĚ. ‚ÄúEnche-nos de orgulho poder receber um dos maiores artistas de todos os tempos no nosso palco‚ÄĚ, diz Jorge Veloso, fundador e CEO da promotora Vibes & Beats, acrescentando que ‚ÄúRobbie Williams √© apenas o primeiro dos grandes nomes da m√ļsica mundial que o North Festival vai receber este ano‚ÄĚ. Com mais de 85 milh√Ķes de √°lbuns vendidos em todo o mundo, Robbie Williams √© um dos maiores artistas internacionais da actualidade. Para j√° ainda n√£o s√£o conhecidos mais nomes, mas uma coisa √© certa, haver√° muito o que fazer neste festival √† beira-rio. Al√©m de um food court com v√°rias propostas gastron√≥micas, conte tamb√©m com experi√™ncias v√≠nicas, um espa√ßo lounge com barbeiros, tatuadores, maquilhadoras e outras surpresas, e ainda o palco clubbing, para quem

The best things in life are free.

Get our free newsletter ‚Äď it‚Äôs great.

Loading animation
Déjà vu! We already have this email. Try another?

ūüôĆ Awesome, you're subscribed!

Thanks for subscribing! Look out for your first newsletter in your inbox soon!