Branca Como Neve

Filmes, Comédia
2 /5 estrelas
Branca Como Neve

A Time Out diz

2 /5 estrelas

E se Branca de Neve vivesse nos nossos dias? A escolha da sensual Lou de Laâge para a interpretar neste filme de Anne Fontaine, que faz uma releitura contemporânea desta história de fadas, é praticamente o único motivo de interesse de Branca como Neve, onde a realizadora de Coco Antes de Chanel e Gemma Bovery comete o grave pecado de subaproveitar Isabelle Huppert no papel da Madrasta Má. Em Branca como Neve, Claire (Laâge) trabalha no hotel do falecido pai, gerido pela madrasta. Esta, furiosa pelo facto de o seu amante se ter apaixonado por Claire, tenta matá-la. Mas ela sobrevive e abrigase numa quinta, travando conhecimento com sete homens da região que irão cair sob o seu encanto e levar à sua emancipação emocional e sexual. Ao invés do que sucede na história tradicional, em que Branca de Neve depende dos homens (os sete anões e, mais tarde, o príncipe) para sobreviver, aqui são eles a submeter-se a ela. Esta ideia esgota-se muito cedo, o filme começa a chover no molhado e em vez de encantar ou provocar, limita-se a maçar.

Por Eurico de Barros

Por Eurico de Barros

Publicado:

Detalhes

Detalhes da estreia

Duração
90 minutos

Elenco e equipa

Também poderá gostar