Mais um Dia de Vida

Filmes, Animação
2 /5 estrelas
Mais um Dia de Vida

A Time Out diz

2 /5 estrelas

No verão de 1975, o jornalista polaco Ryszard Kapuscinski foi enviado pela agência de imprensa estatal do seu país para Luanda, numa altura em os portugueses fugiam em massa de Angola e MPLA, UNITA e FNLA combatiam pelo poder numa guerra civil sem quartel.

Dessa estadia em que chegou a correr perigo de vida, Kapuscinski tirou, no ano seguinte, o seu primeiro livro de reportagens, publicado em Portugal como Mais um Dia de Vida – Angola 1975. Esta longa-metragem animada de Raúl de la Fuente e Damian Nenow vem na linha de outros filmes de animação realista, feitos sobre vivências pessoais ou a partir de bandas desenhadas e ficções, como A Valsa com Bashir, de Ari Folman, Persépolis, de Vincent Paronnaud e Marjane Satrapi ou O Homem Duplo, de Richard Linklater.

Se a qualidade da animação não compromete, Mais um Dia
de Vida fica bastante aquém da riqueza literária e descritiva,
e da complexidade humana e dramática do livro do grande repórter polaco, além de ser ainda mais pró-MPLA do que o próprio autor era na época.

Por Eurico de Barros

Por Eurico de Barros

Publicado:

Detalhes

Detalhes da estreia

Duração
85 minutos

Elenco e equipa

Também poderá gostar