Mark Felt: O Homem que Derrubou a Casa Branca

Filmes
3 /5 estrelas
Mark Felt: O Homem que Derrubou a Casa Branca

A Time Out diz

3 /5 estrelas

Antes de Chelsea Manning e Edward Snowden, houve muitos denunciantes das más práticas do governo dos Estados Unidos, mas nenhum foi tão importante e discreto como Mark Felt no fornecimento da informação que levou à queda do Presidente Richard Nixon.

No título deste filme está meia história do caso Watergate. Mark Felt (Liam Neeson) um alto quadro do F.B.I. preterido para a direcção por um nomeado pela Casa Branca após a morte de J. Edgar Hoover, o histórico fundador e manda-chuva da instituição, resiste à interferência presidencial na investigação do assalto a uma sede do Partido Democrata. É afastado, e, tomado pelo sentido do dever perante os abusos de Nixon, e decerto com uma ponta de despeito, nos fundos de uma garagem começa a dar a um repórter do The Washington Post as pistas e a informação necessária para Bob Woodward (Julian Morris), em conjunto com Carl Bernstein, realizar o conjunto de reportagens que levou à resignação do Presidente antes de o Congresso o demitir.

Peter Landesman, ao contar o caso Watergate na perspectiva do denunciante que permaneceu incógnito durante 30 anos e depois escreveu um livro a contar, tem sem dúvida interesse histórico, mas falta-lhe a garra e a ousadia de ir narrativamente um pouco mais além.

Por Rui Monteiro

Por Rui Monteiro

Publicado:

Detalhes

Detalhes da estreia

Duração
103 minutos

Elenco e equipa