Mudbound – As Lamas do Mississípi

Filmes, Drama
Escolha dos críticos
2 /5 estrelas
Mudbound – As Lamas do Mississípi

A Time Out diz

2 /5 estrelas

A história de ‘Mudbound’ passa-se no delta do Rio Mississípi, após a II Guerra Mundial, uma zona dos EUA onde há lama por todos os lados. Nem por acaso, o filme de Dee Rees, baseado no livro de Hillary Jordan, parece um carro atolado na lama: patina, anda de lado, mas não avança, não sai do sítio. E dura quase duas horas e meia.

A família McAllan, Henry, a mulher Laura, as duas filhas e o pai daquele, mudou-se de armas e bagagens para uma quinta no Mississípi, cuja produção principal parece
 ser – adivinharam – lama.
 Um dia, Jamie, o irmão mais novo de Henry, que pilotou bombardeiros na guerra, volta a casa. Jamie bebe demais, não faz nada na quinta e trava-se de amizade com Ronsel, um negro de uma família de rendeiros dos McAllan, que também combateu na Europa, deixou lá a alemã da qual teve um filho e sente-se tão frustrado e inútil como Jamie. Um sentimento também partilhado pela cunhada deste. Além da lama, o racismo também abunda na região. O próprio pai de Henry e Jamie é uma das figuras mais activas no Ku Klux Klan local, acabando por ter um episódio violento envolvendo o filho mais novo e Ronsel.

Monótono, penoso, atacado de astenia dramática, com personagens subdesenvolvidas, estereotipado e a transbordar de boas intenções sociais, Mudbound – As Lamas do Mississípi é uma espessa, indigesta e infindável estopada. Actores como Carey Mulligan e Garrett Edlund pouco têm que fazer, enquanto que Mary J. Bilge faz pose de mãe de família sofredora e estóica. O filme foi produzido pela Netflix, e devia ter ficado por lá.

Por Eurico de Barros

Por Eurico de Barros

Publicado:

Detalhes

Detalhes da estreia

Classificação
15
Data de estreia
sexta-feira 17 novembro 2017
Duração
134 minutos

Elenco e equipa

Realização
Dee Rees
Argumento
Dee Rees, Virgil Williams
Elenco
Jason Clarke
Garrett Hedlund
Carey Mulligan
Jason Mitchell
Mary J. Blige
Também poderá gostar