O Protector

Filmes, Acção e aventura
2 /5 estrelas
O Protector

A Time Out diz

2 /5 estrelas

Mel Gibson é um tatuador em liberdade condicional que vai em busca de vingança em nome da sua filha adolescente.

Condenado em liberdade condicional, tatuador com pouca clientela a entrar e a sair da sua caravana, enfim, homem com passado não recomendável a procurar manter-se nos carris. Quando, de súbito, um telefonema, uma filha adolescente, uma pedido de auxílio… Nada que perturbe – enfim, um bocadinho – um anti-herói interpretado por Mel Gibson movido pela adrenalina da acção. Pelo que o carrossel começa a rodar, e vai rodar sempre e sempre mais depressa até perder o gás que o filme de Jean-François Richet nunca realmente tem.

Uma coisa é certa, o realizador atirou-se de cabeça, mas não sem a rede de segurança da cinefilia (facção alt.), a dirigir uma – pronto, conceda-se – homenagem ao cinema de acção e porrada da década de 1970. Como então, nos piores filmes, quase sempre, um criminoso alcança a redenção através do exercício do bem, embora em versão muito enviesada, o que é sempre pretexto para mais uma perseguição ou um tiroteio. Mel Gibson aguenta a coisa com algum nervo, mas é um actor só.

Por Rui Monteiro

Publicado:

Detalhes

Detalhes da estreia

Data de estreia
sexta-feira 7 outubro 2016
Duração
88 minutos

Elenco e equipa

Realização
Jean-François Richet
Elenco
Mel Gibson
Erin Moriarty
Diego Luna