Olhos Sem Rosto

Filmes, Drama
Escolha dos críticos
Olhos Sem Rosto

A Time Out diz

Como falar de cinema francês, que não falta esta semana, é também falar da arte da citação, melhor é começar já por uma a propósito de Georges Franju, que, dizia o crítico Gerard Leblanc, desconstruiu os modelos em vigor “recusando fronteiras entre o documentário 
e a ficção”. Em Olhos Sem Rosto (1960) encontra-se essa espécie de poética das sombras herdada de Fritz Lang no interior de uma história marcada por um onirismo a dar para o surrealista.

Por Rui Monteiro

Por Rui Monteiro

Publicado:

Detalhes

Detalhes da estreia

Classificação
15
Data de estreia
segunda-feira 19 outubro 1959
Duração
88 minutos

Elenco e equipa

Também poderá gostar