Quo Vado ou Já Foste!

Filmes
2 /5 estrelas

A Time Out diz

2 /5 estrelas

Depois do sucesso em Itália, a pertinente mas inconsistente comédia de Checco Zalone chega às salas portuguesas

O cantor e actor Checco Zalone, protagonista e co-argumentista desta comédia, é desconhecido fora de Itália, mas uma grande vedeta no seu país. Prova-o o colossal sucesso de Quo Vado ou Já Foste!, o segundo filme mais lucrativo de sempre nas bilheteiras italianas.
 
É uma sátira à função pública e ao imobilismo que a domina, onde Zalone interpreta um sujeito calão e comodista, que faz tudo para que nada mude na sua vida. Ainda mora com os pais para evitar as despesas da independência, está noivo da namorada há anos para fugir às maçadas do casamento, e é funcionário público para ter um emprego para a vida e uma boa reforma garantida.
 
Só que o governo decide reformar a administração pública (a reunião no organismo estatal onde o protagonista trabalha é desopilante) e ele é posto perante um dilema: ou vai para casa, ou aceita que o transfiram para outros sítios, em nome da “mobilidade”. E como está decidida a livrar-se dele, a sua chefe manda-o para os lugares mais incríveis.
 
O combustível cómico de Quo Vado ou Já Foste! dura meia hora, e depois o filme começa a perseguir a própria cauda. Zalone tem uma piada patusca, mas não é um Sordi, um Tognazzi ou um Benigni.
 
Eurico de Barros

Por Eurico de Barros

Publicado:

Detalhes

Detalhes da estreia

Duração
86 minutos

Elenco e equipa