Todos os Sonhos do Mundo

Filmes
3 /5 estrelas
Todos os Sonhos do Mundo

A Time Out diz

3 /5 estrelas

Desde Ou Morro, Ou fico Melhor, de 2008, que Laurence Ferreira Barbosa não filmava. Está de volta com Todos os Sonhos do Mundo, onde pela primeira vez conta uma história ambientada na comunidade portuguesa em França (Laurence tem origens lusas), muito mal representada no cinema (Ganhar a Vida, de João Canijo, e A Gaiola Dourada, de Rúben Alves, são raras excepções).

A história centra-se em Paméla (Paméla Constantino Ramos), uma luso-descendente de segunda geração, que vive com a família em Paris. Paméla não é daquelas filhas de emigrantes que recusa a herança e os valores dos pais, e volta as costas a Portugal e à sua cultura. Ela até quer conhecer melhor o país dos pais e passa o Verão na aldeia onde nasceram. Mas quer também ter um rumo certo na vida. O que implica tomar decisões que chocarão com os sonhos que os pais têm para ela.

Laurence Ferreira Barbosa fez um filme sensível, bem pesado e medido, onde consegue dar uma ideia das tensões de geração, das sensibilidades, dos dilemas de identidade e das aspirações dos jovens luso-descendentes de França, e da sua relação diversa com Portugal. Sem caricaturas, clichés, soluções fáceis ou peneiras sociológicas, e com uma protagonista que, em parte, se interpreta a si própria.

Por Eurico de Barros

Por Eurico de Barros

Publicado:

Detalhes

Detalhes da estreia

Elenco e equipa