Get us in your inbox

Editores da Time Out Lisboa

Editores da Time Out Lisboa

Articles (788)

As melhores coisas gr√°tis para fazer em Lisboa esta semana

As melhores coisas gr√°tis para fazer em Lisboa esta semana

Gr√°tis √© a palavra m√°gica que todos gostamos de ouvir. Felizmente, uma das vantagens de viver em Lisboa (e s√£o bastantes) √© ter √† disposi√ß√£o um calend√°rio de iniciativas gratuitas que lhe d√° poucos argumentos para ficar a pregui√ßar em casa.¬†Por isso mesmo, todas as semanas, trazemos-lhe sugest√Ķes para aproveitar, √† borla, tudo o que Lisboa tem para oferecer, ou seja, eventos de que pode usufruir sem ter de abrir os cord√Ķes √† bolsa. Vai ficar¬†surpreendido com a quantidade de coisas gr√°tis que h√° para fazer em Lisboa. Recomendado: S√≠tios em Lisboa que s√£o mais do que parecem

B Fachada, Interpol e mais concertos em Lisboa em Fevereiro

B Fachada, Interpol e mais concertos em Lisboa em Fevereiro

√Č o m√™s mais curto e a lista tamb√©m n√£o √© longa. Ainda assim, h√° muito por onde escolher. Entre¬†ser√Ķes mais intimistas e noites de algazarra garantida, propomos-lhe uns quantos¬†concertos que preenchem a agenda de todas as semanas do segundo m√™s do ano. Quase todos¬†os¬†artistas que vale a pena ver ao vivo em Fevereiro¬†s√£o portugueses, mas h√° umas quantas excep√ß√Ķes, com destaque para Casper Clausen e os Interpol, respectivamente no Musicbox e no Lisboa ao Vivo. Recomendado:¬†Os¬†concertos a n√£o perder em Lisboa esta semana

T-Rex e outros concertos a n√£o perder em Lisboa esta semana

T-Rex e outros concertos a n√£o perder em Lisboa esta semana

A vida voltou de vez ao normal e os concertos em Lisboa tamb√©m. Todas as semanas, quase todos os dias,¬†h√° m√ļsica para ouvir nos bares e salas de espect√°culos da cidade, da pop-rock mais orelhuda ao¬†jazz mais livre, de pequenas bandas locais a grandes nomes internacionais, passando por tudo o¬†que se encontra no meio. E porque alguns concertos valem mais a pena do que o resto, ou porque¬†uns s√£o potenciais surpresas enquanto outros s√£o valores mais ou menos seguros, toda a¬†informa√ß√£o ajuda. Siga estas dicas e sugest√Ķes para todos os gostos. N√£o se vai arrepender. Recomendado: Os concertos a n√£o perder em 2023

Os melhores bares históricos em Lisboa

Os melhores bares históricos em Lisboa

Luzes a meio g√°s, madeiras e veludos a forrar o espa√ßo, sala de jogos, cocktails trabalhados e cartas com selec√ß√Ķes vastas, que v√£o dos ch√°s aos pratos. Os bares hist√≥ricos de Lisboa carregam um misticismo que serve de c√°psula do tempo, mesmo que a data de funda√ß√£o possa n√£o corresponder √† decora√ß√£o, e h√° neles uma vertente quase-secreta que continua a entusiasmar quem os escolhe. Salas de conspira√ß√£o, retiros jornal√≠sticos ou speakeasies,¬†embalados por bandas sonoras que nos remetem ao cinema noir,¬†transformaram-se em pontos de encontro de muitas gera√ß√Ķes. E √© por isso que deve uma visita aos melhores bares hist√≥ricos em Lisboa. Recomendado: As lojas vintage em Lisboa que tem mesmo de conhecer

Os melhores restaurantes de petiscos em Lisboa

Os melhores restaurantes de petiscos em Lisboa

Este √© o roteiro perfeito para quem n√£o √© ego√≠sta √† mesa e gosta de partilhar ‚Äď agora, mais do que nunca, com as devidas cautelas, √© claro. Para almo√ßaradas de amigos, para finais de tarde depois da praia, para melhorar os dias de chuva, para lanches ajantarados ou at√© para jantares fora de horas. A arte de picar √© bem t√≠pica portuguesa e calha bem a qualquer hora do dia ou a qualquer refei√ß√£o. Descubra aqui os melhores restaurantes de petiscos em Lisboa, ponha de lado o ego√≠smo do prato principal s√≥ para si e pe√ßa uma s√©rie de pratinhos da pr√≥xima vez que se sentar √† mesa. Partilhar √© a palavra de ordem. Sem vergonha, nem medos. Recomendado: Os melhores restaurantes em Lisboa at√© dez euros

Dia dos Namorados: cinco programas para solteiros

Dia dos Namorados: cinco programas para solteiros

S√£o o bin√≥mio √≠mpar. √Ātomos isolados √† espera de se combinarem com outros elementos com quem sintam alguma qu√≠mica. Sabem que estar sozinho √© melhor do que estar mal acompanhado ‚Äď e melhor do que estar mais ou menos acompanhado. S√£o exigentes, selectivos e acreditam que est√£o na cidade certa para encontrar algu√©m especial.¬†Eis¬†cinco coisas para fazer em Lisboa no Dia dos Namorados, pensando especificamente em quem est√° solteiro. S√£o ideias que tanto servem de escapat√≥ria aos s√≠tios a abarrotar de casais melosos como s√£o uma boa forma de ir √† procura da cara-metade em¬†ambiente de S√£o Valentim. Recomendado: Cinco coisas que n√£o sabe sobre o Dia dos Namorados

Os bares mais bonitos em Lisboa

Os bares mais bonitos em Lisboa

Os bares do famoso coleccionador Lu√≠s Pinto Coelho, uma antiga pens√£o de prostitutas, um wine bar coberto de garrafas de vinho ou uma incurs√£o no contempor√Ęneo e instagram√°vel. Lisboa √© linda e tem bares lindos, bem o sabemos, e o que vai abrindo pela cidade continua a preencher a quota necess√°ria √† manuten√ß√£o deste t√≠tulo. Nesta lista n√£o olh√°mos a fachadas e apar√™ncias exteriores; foc√°mo-nos no que interessa, o que est√° dentro, a vista que temos pela frente quando nos sentamos e mandamos copos abaixo. Porque nem s√≥ os cocktails nos encantam e h√° muitas p√©rolas a conhecer, estes s√£o os bares mais bonitos em Lisboa. Recomendado:¬†Os 50 melhores bares de Lisboa

As melhores coisas para fazer este fim-de-semana em Lisboa

As melhores coisas para fazer este fim-de-semana em Lisboa

Escolher um sítio para uma refeição incrível, assistir a uma peça de teatro ou a um espectáculo de dança, dar um passeio, explorar um festival, assistir a um concerto num espaço perto de si ou programar uma ida às compras. Parece simples, mas às vezes é uma grande trabalheira. Ou não tivesse Lisboa muito por onde escolher. Não dê mais voltas à cabeça a decidir o que fazer no fim-de-semana, que nós damos uma ajuda para que tenha três dias perfeitos (e bem preenchidos). Está sem ideias? Então espreite esta lista com propostas para todos serem mais felizes. Recomendado: Fim-de-semana perfeito em família

Os melhores restaurantes na Baixa

Os melhores restaurantes na Baixa

Mal-amada pelos lisboetas e idolatrada pelos turistas, a Baixa continua a ter v√°rios restaurantes que merecem a sua aten√ß√£o ‚Äď quer ande √† procura de boa comida portuguesa, de um japon√™s diferente dos cong√©neres ou daqueles cl√°ssicos que mant√™m a qualidade h√° anos. Entre armadilhas para turistas, resistem e renascem restaurantes em que ainda vale a pena reservar mesa,¬†seja num almo√ßo corrido ou numa¬†comemora√ß√£o de uma data especial a dois (ou quantos quiser). Estas s√£o as nossas escolhas dos melhores restaurantes na Baixa, mas aten√ß√£o: o melhor √© reservar para n√£o ficar a ver navios.¬† Recomendado: Os melhores novos restaurantes em Lisboa ¬†

Os melhores restaurantes de cozinha tradicional em Lisboa

Os melhores restaurantes de cozinha tradicional em Lisboa

Do Minho ao Algarve, do interior ao litoral ‚Äď n√£o √© preciso sair de Lisboa para experimentar os melhores sabores da cozinha portuguesa. A√ßordas, bacalhaus, riss√≥is e pataniscas. Entremeadas, croquetes, cozidos e empad√Ķes ‚Äď o que n√£o falta nestes restaurantes de cozinha tradicional em Lisboa s√£o especialidades do pa√≠s inteiro. E temos de tudo, dos restaurantes com toalhas de papel e travessas de inox aos pratos cuidados a ro√ßar o¬†fine dining. Verdade seja dita, √© a melhor comida de conforto que algu√©m pode querer. Troque as fus√Ķes e a comida do mundo por um destes pratos com sabor a Portugal. Recomendado: Tascas a n√£o perder em Lisboa

As melhores coisas para fazer em Lisboa este mês

As melhores coisas para fazer em Lisboa este mês

Com¬†Fevereiro pela frente, a agenda da cidade est√° novamente ao rubro, e n√£o h√° raz√£o para ficar em casa a olhar para as paredes. Est√° na hora de se organizar e decidir onde √© que quer passar o seu tempo livre. Entre concertos, exposi√ß√Ķes, festivais e espect√°culos de teatro (e at√© uma pequena feira popular), o dif√≠cil √© mesmo escolher. Mas n√£o se preocupe. Fomos √† procura das melhores coisas para fazer em Lisboa este m√™s e encontr√°mos mais de duas m√£os cheias de sugest√Ķes, incluindo iniciativas gratuitas. Aproveite e viva a cidade ao m√°ximo. Recomendado:¬†As melhores coisas para fazer este fim-de-semana em Lisboa

Os melhores filmes na Netflix

Os melhores filmes na Netflix

J√° sabemos que a oscila√ß√£o de conte√ļdos faz parte. Isto √©, o que hoje temos dispon√≠vel, amanh√£ desaparece sem deixar rasto. Por isso, tudo o que lhe pedimos √© que mergulhe rapidamente nesta lista. H√° drama, h√° com√©dia, h√° ac√ß√£o, hist√≥rias para rir desmedidamente, para roer as unhas, para colar ao ecr√£ horas a fio sem qualquer no√ß√£o de vida exterior. Compil√°mos o que de melhor existe actualmente na plataforma de streaming para que n√£o tenha de o fazer e damos-lhe uma boa dose de sugest√Ķes abaixo. Prepare os snacks, as pipocas, se as tiver, hidrate-se e ponha os olhos nos melhores filmes na Netflix. Recomendado: Os 100 melhores filmes cl√°ssicos

Listings and reviews (3125)

KINO - Mostra de Cinema de Express√£o Alem√£

KINO - Mostra de Cinema de Express√£o Alem√£

Entre 2 e 18 de Fevereiro, a KINO - Mostra de Cinema de Express√£o Alem√£, organizada pelo Goethe-Institut Portugal, regressa a Lisboa com um programa refor√ßado, em jeito de celebra√ß√£o de 20 anos de exibi√ß√Ķes. Nesta edi√ß√£o, os filmes v√£o passar, como √© habitual, pelo Cinema S√£o Jorge, mas a Cinemateca Portuguesa tamb√©m abrir√° portas para acolher um programa especial. Uma oficina para fam√≠lia e acesso gratuito a filmes online tamb√©m fazer parte da festa.¬†Destaque para a exibi√ß√£o de Corre, Lola, Corre (1998) numa sess√£o especial de 35mm, um filme de culto realizado por Tom Tykwer, que ganhou uma batelada de pr√©mios, entre eles o Pr√©mio do P√ļblico no Sundance Film Festival. No elenco, conta com os actores Franka Potente e Moritz Bleibtreu, cujas estreias na realiza√ß√£o tamb√©m fazem parte da programa√ß√£o, em concreto com os filmes C√≥rtex, de Bleibtreu, e Home, de Potente.

Ant√≥nio Zambujo e Miguel Ara√ļjo

Ant√≥nio Zambujo e Miguel Ara√ļjo

S√£o os mais populares escritores de can√ß√Ķes dos √ļltimos anos em Portugal e verdadeiros papa-coliseus ‚Äď esgotaram as ic√≥nicas salas do Porto e Lisboa 28 vezes em 2016¬†e essas noites foram imortalizadas no duplo-√°lbum 28 Noites Ao Vivo nos Coliseus.¬†Reencontram-se agora em¬†salas maiores, no Porto, em Lisboa e ainda nos A√ßores, para n√£o terem de tocar tantas¬†noites seguidas.

Ana Moura

Ana Moura

Uma das mais internacionais cantoras portuguesas apresenta Casa Guilhermina, um dos melhores discos do ano passado, onde para l√° de fado se escutam ecos do Magrebe, semba e kizomba, o fandango e outros ritmos ib√©ricos, uma electr√≥nica fantasmag√≥rica e m√ļsica urbana, pop.

Harry Styles

Harry Styles

O antigo membro dos One Direction cresceu e tornou-se um melhor escritor de can√ß√Ķes. Est√° de volta a Portugal para apresentar o disco Harry‚Äôs House,¬†editado no¬†ano passado. Com Wet Leg na primeira parte.

Tito Paris

Tito Paris

Um dos maiores embaixadores da m√ļsica de Cabo Verde regressa a uma sala que conhece de ginjeira e onde √© sempre bem recebido. E leva a banda com ele.

Michael Bublé

Michael Bublé

Cantor de jazz-pop cujos discos pingam amor. O √ļltimo chama-se Higher, saiu em Mar√ßo¬†de 2022,¬†junta mais uma s√©rie de vers√Ķes de standards jazz√≠sticos e can√ß√Ķes populares, e √© a principal raz√£o deste regresso √† Altice Arena.

Chico Buarque

Chico Buarque

O hist√≥rico e justamente celebrado cantor, compositor e escritor (de can√ß√Ķes, mas n√£o s√≥) brasileiro vem a Portugal perguntar: ‚ÄúQue tal um samba?‚ÄĚ. A resposta do p√ļblico, que esgotou os bilhetes mal foram postos √† venda, foi um un√Ęnime¬†‚Äúvamos a isso‚ÄĚ.¬†M√īnica Salmaso √© a sua convidada especial.

Masterkids: Bolachas de Natal

Masterkids: Bolachas de Natal

Traga os seus mini-chefs √† Academia Time Out para uma manh√£ divertida a fazer os presentes de Natal mais deliciosos ‚Äď Bolachas de Natal -, que v√£o arrancar os maiores sorrisos de quem os receber. E a seguir, ainda h√° tempo para aprender a fazer uns deliciosos ‚ÄúCinamon Rolls‚ÄĚ (bolinhos de canela) para levar para casa. 35‚ā¨ (um adulto e uma crian√ßa). Dura√ß√£o: 1h30. A Partir dos 6 anos.

Matias Dam√°sio

Matias Dam√°sio

Cantor rom√Ęntico, kizombeiro e recordista angolano na modalidade de venda de discos. Viver, Amar & Dan√ßar, de 2020, √© o seu mais recente EP.

Festa do Cinema Francês

Festa do Cinema Francês

O Outono traz consigo a Festa do Cinema Franc√™s, que vai percorrer o pa√≠s entre 26 de Outubro e 20 de Novembro. Em Lisboa, vai estar no Cinema S√£o Jorge (26 de Outubro a 6 de Novembro), na Cinemateca (2 a 30 de Novembro) e nos Cinemas NOS Amoreiras (8 a 11 de Novembro), indo tamb√©m a Almada, Coimbra, Oeiras, Porto, Faro, Viseu, √Čvora, Lagos e Funchal. √Äs sec√ß√Ķes habituais que comp√Ķem a Festa do Cinema Franc√™s junta-se este ano uma nova, dedicada √† gastronomia e denominada Cinema √† Mesa.

CinePop

CinePop

O¬†CinePop leva, sem preconceitos, filmes de culto √† tela do F√≥rum Lisboa, antigo Cinema Roma. Ou filmes que apenas ganharam o amor incondicional do p√ļblico. Uma ideia do realizador e argumentista Tiago P. de Carvalho que acontece algumas vezes por ano, ao domingo.¬†A programa√ß√£o desta ronda inclui cl√°ssicos do cinema, como¬†Pesadelo em Elm Street, de¬†Wes Craven (30 de Outubro) ou Doutor Estranhoamor, de Stanley Kubrick¬†(6¬†de Novembro).

Brunch Electronik Halloween

Brunch Electronik Halloween

Mais uma vez, o Brunch Electronik desce da Tapada da Ajuda para a cidade. Numa festa especial de Hallowen, no Pavilh√£o Carlos Lopes,¬†a programa√ß√£o promete grandes nomes da m√ļsica electr√≥nica em duas noites que prometem ser memor√°veis (apesar da segunda j√° estar esgotada).¬†Maceo Plex, Raxon, Nuno Lopes e Kokeshi d√£o m√ļsica ao Dia das Bruxas no s√°bado. O disfarce fica por sua conta.

News (444)

Olhem quem voltou, mesmo a tempo do Natal: as caixas 2por1 Deluxe da Time Out Lisboa

Olhem quem voltou, mesmo a tempo do Natal: as caixas 2por1 Deluxe da Time Out Lisboa

O ano¬†est√° a chegar ao fim ‚Äď tempo de olhar para tr√°s e para a frente. 2022 foi f√©rtil¬†no panorama gastron√≥mico de Lisboa, e em 2023 queremos descobrir e aproveitar as melhores mesas da¬†cidade. Para isso, nada melhor do que usar e abusar dos cart√Ķes das novas caixas 2por1 Deluxe da Time Out, em pr√©-venda no site na Fnac¬†na pr√≥xima semana e¬†muito em breve¬†nas lojas: a dos 10 Grandes Restaurantes promete refei√ß√Ķes inesquec√≠veis a dois em alguns dos melhores restaurantes da cidade, a dos 10 Novos Restaurantes convida a descobrir as novidades mais deliciosas do ano. Tudo a pre√ßo de saldo.¬† N√£o sabe como funciona? N√≥s explicamos: cada caixa tem 10 cart√Ķes ‚Äď e cada cart√£o permite¬†usufruir de uma refei√ß√£o para duas pessoas com 50% de desconto, excluindo bebidas.¬† A caixa 2por1 Deluxe dos 10 Grandes Restaurantes¬†custa¬†49,90‚ā¨ e inclui o Izanagi, o Potzalia, o Boa-Bao, o Carnal (que entrou agora para o Guia Michelin¬†na selec√ß√£o Bib Gourmand, que aponta os restaurantes com a melhor rela√ß√£o qualidade/pre√ßo), o MachimBombo, o Paco Bigotes, o The Old House, o Sumaya, o So√£o e a Taberna Albricoque.¬† J√° a caixa dos 10 Novos Restaurantes¬†convida a conhecer alguns dos melhores restaurantes que abriram em 2022: o Alto, o In.Vulgar, o M Bistro & Terrace, o Shiso Burger, o Soul Burger, o Taste Invaders, o Tinto e Brasa, o Tosco, o √önico e o Copo de Mar. Tem o valor de 39,90‚ā¨.¬† √Ä semelhan√ßa dos anos anteriores, n√£o √© necess√°ria qualquer refer√™ncia √† promo√ß√£o, mas √© recomendada a reserva pr√©via par

Pinóquio volta a abrir no Time Out Market

Pinóquio volta a abrir no Time Out Market

O restaurante original do Pin√≥quio abriu a 13 de Maio de 1982 na Pra√ßa dos Restauradores. Em 2020,¬†foi ocupar um dos espa√ßos com esplanada e balc√£o do Time Out Market. E no ano em que celebra 40 anos, o Time Out Market √© que recebe o presente: um novo espa√ßo do Pin√≥quio com vista para o food hall. O Pin√≥quio √© um dos cl√°ssicos da cidade, em cujas mesas j√° se sentaram v√°rias gera√ß√Ķes de clientes. Um dos segredos para agradar a t√£o diferentes gera√ß√Ķes √© o servi√ßo que √© um dos mais consistentes da cidade, destacando-se pela simpatia e efici√™ncia. Francisco Rom√£o Pereira / Time OutPica-pau do Pin√≥quio Para¬†o sucesso contribuem tamb√©m os pratos-estrela da casa, como a cabe√ßa de garoupa, as am√™ijoas feitas na cafeteira a vapor e o Pica-Pau tenro com batatas √†s rodelas: um legado deixado pelo fundador do Pin√≥quio, Filipe Costa, e que se mant√©m inalterado desde os prim√≥rdios. Francisco Rom√£o Pereira / Time OutArroz de garoupa do Pin√≥quio Em carta vencedora n√£o se mexe e, por isso, no espa√ßo que o Pin√≥quio¬†acaba de abrir no Time Out Market, a carta tem a trilogia vencedora ‚Äď pica-pau, am√™ijoas e gambas ‚Äď, mas tamb√©m os arrozes, o bacalhau e a garoupa. "Poucas coisas nos deixam mais felizes que proporcionar boas experi√™ncias com as especialidades do Pin√≥quio.¬†A reabertura, agora, mesmo no cora√ß√£o do Time Out Market,¬†vem lembrar-nos a nossa miss√£o, para l√° do 'nosso cantinho', nos Restauradores. Continuamos, mais que nunca, empenhados em honrar e levar mais longe o melhor¬†da nossa t

Time Out Market: os websummiters também precisam de comer

Time Out Market: os websummiters também precisam de comer

Em Novembro, Lisboa acolhe mais uma vez aquela que √© a maior conven√ß√£o de tecnologia e inova√ß√£o do mundo e onde s√£o esperados mais de 70.000 participantes e 900 oradores de todo o mundo. Entre os dias¬†1 e 4, a cidade enche-se de praticantes de¬†networking ‚Ästentenda-se conversas de onde podem surgir ideias para um bom neg√≥cio. E se h√° s√≠tio onde a modalidade se pode praticar da melhor maneira √© no Time Out Market. √Č que os¬†websummiters¬†tamb√©m precisam de comer, beber e dan√ßar. Se o Parque das Na√ß√Ķes se transforma na meca da tecnologia e inova√ß√£o por estes dias, a meca da boa comida e bebida da cidade continua a ser o Time Out Market. √Č aqui que est√£o reunidos os melhores chefs e restaurantes de Lisboa e onde, na mesma mesa, se sentam 66 nacionalidades diferentes, a provar desde um tradicional bacalhau √† Br√°s at√© √† √ļltima cria√ß√£o de um chef estrela Michelin. Para dar m√ļsica ao grande acontecimento, h√°¬†DJ sets de Nelson Makossa (01/12), Lady G Brown (2/11), Groove Armanda (03/11) e R√°dio Safari (04/11). Arlindo CamachoTime Out Bar E para brindar, al√©m da carta habitual de cocktails de assinatura, o Time Out Bar criou uma nova carta de vinhos e um cocktail especial. ‚ÄúThe Summit‚ÄĚ leva Gin, Amaretto, Pur√© de maracuj√°, sumo de lim√£o e clara de ovo (10‚ā¨). + Outono o ano inteiro no Time Out Market

Regresso à pista de dança no Rive-Rouge

Regresso à pista de dança no Rive-Rouge

As f√©rias grandes chegaram ao fim e Lisboa est√° novamente com a agenda cheia ‚Äď sem nunca ter estado propriamente parada ‚Äď e a prova disto √© a reabertura de um dos clubes mais ic√≥nicos do Cais do Sodr√©. O Rive-Rouge, o bar-discoteca do Time Out Market, inaugura esta quinta-feira, dia 15 de Setembro, uma nova temporada de noites √©picas. Tal como anteriormente, o clube vai funcionar √†s quintas, sextas e s√°bados. Ao comando do espa√ßo (e dos discos) continua Jo√£o Fernandes (Deejay Kamala) e a sua equipa, garantindo uma programa√ß√£o ecl√©tica que vai dos ritmos brasileiros √† m√ļsica mais electr√≥nica e urbana. ¬©Manuel MansoDeejay Kamala As noites de quinta-feira, a cargo da NightLifeLisbon, ser√£o Play Room, um conceito musical urbano que vai da electr√≥nica ao comercial. √Äs sextas regressam as noites D√©j√†-Vu, conceito musical que nos transporta a uma viagem aos √™xitos dos anos 80 √† actualidade. Os s√°bados acolhem as noites Mood, num registo musical mais comercial e que pode vir a ter noites tem√°ticas. Outras datas relevantes tamb√©m ter√£o celebra√ß√£o com programa√ß√£o pr√≥pria. Por agora, a ordem √© para dan√ßar. O Rive-Rouge funciona de quinta a s√°bado, das 00.00 √†s 06.00. A entrada √© feita atrav√©s de guest list e o contacto atrav√©s das redes sociais (Instagram e Facebook). +¬†O Frade chegou ao Time Out Market

Os pratos do dia de Marlene Vieira no Time Out Market

Os pratos do dia de Marlene Vieira no Time Out Market

Por mais restaurantes que abra e pratos que crie, o polvo estar√° sempre associado a Marlene Vieira como um dos seus pratos ic√≥nicos. √Č tamb√©m um dos mais pedidos no Time Out Market. Apesar de j√° n√£o ser prato do dia, continua na carta, onde tamb√©m constam outras propostas igualmente apetec√≠veis, como as famosas pataniscas, que j√° foram eleitas como as melhores de Lisboa e arredores. Cada prato que integra o menu deste espa√ßo da chef tem (uma) hist√≥ria. O menu dos pratos do dia podia bem ser um mapa de Portugal continental, j√° que h√° representantes de todas as regi√Ķes. ‚ÄúTodos os pratos do dia s√£o tipicamente portugueses‚ÄĚ, refere Marlene Vieira, que para este Ver√£o introduziu duas novidades sazonais na lista. A primeira, o prato do dia de segunda-feira, s√£o as costeletas de sardinha com arroz de tomate, um prato que neste mapa gastron√≥mico representa a regi√£o do Porto. Como h√° sardinhas at√© Setembro, este prato ‚Äď com as ditas abertas ao meio, sem espinhas, e panadas ‚Äď continuar√° na carta. A outra novidade come-se √† sexta-feira e √© um cl√°ssico do sul do pa√≠s: o franguinho grelhado com batata frita e salada algarvia. √Ä ter√ßa-feira, continuam a sair as pataniscas de bacalhau com arroz de tomatada e feij√£o; √† quarta √© dia de barriga de porco crocante com batatas √† padeiro; √† quinta, o bacalhau √† lagareiro √© sagrado; assim como o arroz de marisco com coentros ao s√°bado; e um bel√≠ssimo arroz de pato ao domingo. Cada prato do dia custa 9,90‚ā¨. Se optar pelo menu do dia (prato, bebida

O Frade chegou ao Time Out Market

O Frade chegou ao Time Out Market

Em 2019, S√©rgio Frade e o primo Carlos Afonso fizeram da Cal√ßada da Ajuda o epicentro da cozinha alentejana e muito mais, porque apesar das origens no Alentejo, a carta d‚ÄôO Frade sempre foi uma mistura de boa cozinha tradicional portuguesa ‚Äď de Tr√°s-os-Montes ao Algarve.¬†Nesta nova vida d‚ÄôO Frade, com S√©rgio Frade e o chef Diogo Carvalho aos comandos do novo espa√ßo no Time Out Market, quiseram trazer a cozinha alentejana e as suas ra√≠zes para o cora√ß√£o de Lisboa e, em consequ√™ncia disso, mostrar ao mundo o que fazem. Mariana Valle LimaA espalnada d'O Frade no Time Out Market De Bel√©m para o Time Out Market, O Frade manteve a sua ess√™ncia. Os pratos s√£o os mesmos, ainda que a carta no mercado seja um pouco mais reduzida, muito baseada em petiscos como a muxama de atum com ovos, a empada especial do Frade, o coelho de coentrada ou o pato de escabeche, mas tamb√©m contando com alguns pratos com mais subst√Ęncia, como o arroz de pato √† Frade, um dos √≠cones da casa, malandrinho, com sabor a laranja e chouri√ßo, ou o xer√©m de corvina com coentros e lim√£o. ‚ÄúA marinada √© a mesma, o bago do arroz Ronaldo tamb√©m e at√© a maneira como desfiamos o pato, √© igual‚ÄĚ, confirma o chef Diogo Carvalho. A carta n√£o ser√° sempre a mesma e ir√° rodar regularmente. ‚ÄúTemos mais de 150 receitas no receitu√°rio de origem d‚ÄôO Frade e a nossa ideia √© ir adaptando a carta ao p√ļblico, √† sazonalidade de alguns produtos e √†s cria√ß√Ķes dos chefs‚ÄĚ, explica S√©rgio Frade. ‚ÄúAbrimos em Agosto no Time Out Market com uma

H√° uma nova Time Out Cascais gr√°tis em ingl√™s ‚Äď para turistas e residentes estrangeiros

H√° uma nova Time Out Cascais gr√°tis em ingl√™s ‚Äď para turistas e residentes estrangeiros

N√£o h√° estrangeiros em Cascais. Bem, que os h√°, h√° ‚Äď muitos, cada vez mais, sejam turistas ou residentes que se renderam aos encantos da riviera portuguesa. Mas √© como se n√£o houvesse. S√£o locais como os cascaenses e vivem a vida como eles: num esp√≠rito de Ver√£o o ano inteiro, entre mergulhos na praia, passeios no meio da natureza, corridas com vista para o mar e brindes em esplanadas animadas.¬† Se v√™m para ficar, mais ou menos definitivamente, t√™m √† sua espera dezenas de co-works para trabalhar, sempre com o oceano por perto. Mas mais: t√™m mesas fartas de peixe e marisco fresqu√≠ssimos, bem como de cozinha do mundo inteiro; t√™m um bairro cheio de museus; t√™m lojas e galerias de arte com muita pinta; t√™m dezenas de modalidades desportivas para experimentar, dentro ou fora de √°gua; t√™m hot√©is para todos os gostos e bolsos; e t√™m uma agenda cada vez mais animada, com muito para descobrir, ver e fazer. Para passar um dia ou a vida inteira, Cascais √© um mergulho inesquec√≠vel. Ganhe f√īlego e mergulhe connosco nestas duas revistas especiais, em ingl√™s, j√° dispon√≠veis no concelho ‚Äď uma de distribui√ß√£o gratuita, que pode encontrar nos postos de turismo, e uma premium, ainda maior e com mais conte√ļdos, para consultar em lugares seleccionados, como hot√©is ou museus da regi√£o.¬† Este √© um projecto especial da Time Out, feito com o apoio da Associa√ß√£o de Turismo de Cascais.¬† + Jardins do Sheraton Cascais voltam a acolher yoga em noites de lua cheia + El Clandestino, o latino americano que

As novidades de Vincent Farges no Time Out Market Lisboa

As novidades de Vincent Farges no Time Out Market Lisboa

Passaram seis meses desde o √ļltimo dia do ano de 2021, o mesmo em que Vincent Farges abriu o seu restaurante no Time Out Market. Meio ano permitiu ao chef e equipa testarem a sua cozinha num registo diferente daquele que servem habitualmente no restaurante com uma estrela Michelin EPUR. E quais foram as principais aprendizagens que agora se reflectem nos novos pratos? Uma maior aposta na descontrac√ß√£o e nos per√≠odos fora das refei√ß√Ķes principais. Num espa√ßo como o Time Out Market, onde v√°rios fusos hor√°rios convivem, n√£o h√° horas de almo√ßo ou jantar. Qualquer hora √© boa para petiscar, por isso o chef aumentou a lista de petiscos com pratos como um t√°rtaro de novilho em bolo do caco da Ilha da Madeira (9,50‚ā¨) ou umas sardinhas √† lisboeta com pimentos assados em p√£o cozido a lenha (10,50‚ā¨). Na lista de entradas brilham agora um pica-pau tradicional de novilho com pimentos e pickles (11,50‚ā¨) e um gratinado de mariscos da costa e cogumelos (11‚ā¨). ¬† Vincent Farges √© franc√™s, mas vive h√° mais de 20 anos em Portugal ‚Äď e se a t√©cnica de base √© francesa, muitos dos pratos e ingredientes que usa na sua cozinha s√£o nacionais. Desta nova carta sa√≠ram pratos mais franceses, como a salada de f√≠gados de aves ou a sobremesa baba au rhum, para darem lugar a pratos mais portugueses como o bacalhau √† portuguesa com batatas, br√≥colos, ovo, cebolada e broa de milho (13,50‚ā¨) e a bifana de porco com cebolada em bolo do caco (7,50‚ā¨), j√° para n√£o falar das sardinhas. Francisco Rom√£o Pereira / Time O

Três anos depois, o Santo António à la Time Out está de volta

Três anos depois, o Santo António à la Time Out está de volta

Depois de dois anos sem festa, os arraiais est√£o de volta √† cidade e a Time Out n√£o fica de fora das celebra√ß√Ķes dos Santos. A festa mais popular do ano regressa, finalmente, a 3 de Junho,¬†dando¬†o pontap√© de partida de um m√™s longo e de muita festa. O arraial come√ßa √†s 19.00 e o palco √© bem familiar para quem n√£o √© novo nestas andan√ßas: o ‚Äč‚ÄčMuseu Nacional de Hist√≥ria Natural e da Ci√™ncia, no Pr√≠ncipe Real. N√£o v√£o faltar sardinhas e bifanas, pregos, salgadinhos, doces, e muito mais. Sempre ao ritmo de m√ļsica popular e com bar aberto durante toda a noite. Por isso mesmo, n√£o √© permitida a entrada a menores de 18 anos. Para come√ßar j√° a agu√ßar o apetite, saiba que este ano¬†pode contar com p√£es de queijo, coxinha e past√©is de feira d‚ÄôA Lanchonete, croquetes do Fullest, sardinhas do Sea Me, petiscos libaneses do Sumaya, pregos do Prego da Peixaria, petiscos do Atalho do Cais ou brownies, brigadeiros e salame da Miss Brownie. A comida, assim como as bebidas, √© √† discri√ß√£o, mas limitada ao stock existente. Os¬†bilhetes¬†custam 30‚ā¨ por pessoa e j√° est√£o √† venda. N√£o durma em servi√ßo: olhe que¬†tendem a esgotar rapidamente. O Santo Ant√≥nio √† la Time Out 2022 conta com o patroc√≠nio de: Super Bock, Somersby,¬†Schweppes, Pernod Ricard e Vinhos de Lisboa e com o apoio da¬†Fidelidade. Reveja aqui os melhores momentos do √ļltimo Santo Ant√≥nio √† la Time Out: ¬†Santo Ant√≥nio √† la Time Out 2022. Museu Nacional de Hist√≥ria Natural e da Ci√™ncia. Rua da Escola Polit√©cnica, 54-60, 1250-102 Lisboa. 3 de

"Uma viagem ao Martim Moniz pode ser meio caminho andado para um Nasi Goreng incrível"

"Uma viagem ao Martim Moniz pode ser meio caminho andado para um Nasi Goreng incrível"

1) Como surgiu a ideia para este livro? Quando a editora Zero a Oito me contactou para fazer um livro de receitas, eu j√° o tinha todo delineado na minha cabe√ßa. Este √© um livro que faz todo o sentido dado que parte do meu trabalho nos √ļltimos anos tem sido desenvolver os workshops para a Academia Time Out que passam muito pelas cozinhas do mundo. 2) Qual √© o melhor conselho que podes dar a quem quer cozinhar um prato t√≠pico de outro pa√≠s que n√£o o seu? N√£o ter medo de arriscar e de experimentar novos ingredientes. Por vezes a melhor coisa que podemos fazer √© sair da nossa √°rea de conforto. E uma viagem ao Martim Moniz pode ser meio caminho andado para um Nasi Goreng incr√≠vel. 3) As receitas deste livro s√£o fi√©is √†s originais? A ideia do livro √© ser fiel √† receita original, mas sempre usando ingredientes que n√£o nos obriguem a apanhar um avi√£o para ir comprar. 4) Se tivesses que escolher a tua receita preferida do livro, qual seria? A receita com mais significado para mim √© a da Piadina Romagnola porque me foi ensinada pela av√≥ de um grande amigo meu italiano. Mas tamb√©m tenho de referir o bolo de cenoura da minha sogra, ou posso vir a ter problemas‚Ķ 5) Se tivesses de construir um menu perfeito com tr√™s ou quatro receitas deste livro, quais seriam? O menu perfeito seria composto por uma salada tailandesa de amendoim, um ceviche cl√°ssico e uma mousse de banana. Com estes tr√™s pratos de confec√ß√£o simples e cheios de sabor, conseguimos quase dar a volta ao mundo com pratos. 6) Ba

O Time Out Market faz 8 anos!

O Time Out Market faz 8 anos!

Depois de dois anos sem festejar o anivers√°rio devido √† pandemia, que obrigou o mercado a encerrar portas, em 2022 o Time Out Market volta a fazer a festa. E s√≥ isso, j√° √© motivo mais do que suficiente para estarmos nas nuvens‚Ķliteralmente. At√© ao final do m√™s, o tecto do Time Out Market enche-se de bal√Ķes de diferentes tamanhos, que recriam o efeito de nuvens. Para celebrar estes oito anos, em que o Time Out Market Lisboa se tornou num p√≥lo de atrac√ß√£o para os que aqui vivem e um dos pontos de visita obrigat√≥ria de todos os que passam pela cidade ‚Äď visitantes de todos os continentes (66 nacionalidades diferentes numa s√≥ semana) ‚Äď, vamos ter festa durante todo o dia 18 de Maio, com m√ļsica non-stop, contando com DJ sets e actua√ß√Ķes ao vivo. O dia come√ßa com R√°dio Cacheu (12.00-15.00) para marcar j√° o ritmo da festa, segue com a ‚Äúincendi√°ria‚ÄĚ de pistas Jungle Julia (17.00-19.00), numa viagem pelos cl√°ssicos disco, soul, R&B e muito groove. √Äs 19.30 √© tempo do Desfile Colombina Clandestina, um colectivo que celebra o Carnaval todos os dias, descer ao food hall para uma actua√ß√£o com dan√ßa e percuss√£o, que n√£o vai deixar ningu√©m parado.¬† A anima√ß√£o continua a cargo de Andr√© Henriques e Filipe Gon√ßalves das 21.00 √†s 23.00. E porque um anivers√°rio num espa√ßo como o Time Out Market, que re√ļne os melhores chefs e restaurantes da cidade debaixo do mesmo tecto, tem de ter comida e bebida, vamos oferecer um banquete do mercado para oito pessoas ao vencedor do quiz que lan√ß√°mos online. Ac

Bateu Matou em modo baile no Est√ļdio Time Out

Bateu Matou em modo baile no Est√ļdio Time Out

Em Janeiro de 2022, Lisboa continuava semi-confinada e a vontade de dan√ßar crescia cada vez mais. ‚ÄúDois anos no p√°ra-arranca, nem o bicho morre nem a gente dan√ßa‚ÄĚ, suspiravam os Bateu Matou, uma banda de tr√™s bateristas formada por Ivo Costa (Batida, Carminho, Sara Tavares), Quim Albergaria (Paus) e Rui Pit√© (‚ÄúRiot‚ÄĚ dos Buraka Som Sistema).¬† Desde o primeiro momento que os Bateu Matou se assumiram como uma ‚Äúbanda de baile‚ÄĚ, apostada em proporcionar divers√£o e alegria. E agora marcou-se finalmente uma data para a primeira edi√ß√£o do evento Bateu Matou Bailou: 28 de Abril ‚Äď quatro meses depois do que estava inicialmente previsto, devido √†s restri√ß√Ķes e outras quest√Ķes.¬† E o que vai ser afinal este evento? Um concerto, uma discoteca ou um encontro de v√°rios artistas no mesmo palco? Todas as respostas est√£o correctas. Ser√£o quatro horas para dan√ßar, em que o trio vai partilhar o palco com alguns dos artistas que participaram no primeiro disco Chegou, lan√ßado em Maio de 2021.¬† √Č o caso de H√©ber Marques, Sc√ļru Fitch√°du ou Selma Uamusse.¬† A banda deixa o alerta: "Queremos toda a gente fresca, vacinada, vitaminada e preparada porque¬†√© dia 28 de Abril que abrimos a pista.¬†O que estamos a preparar para este Bailou vai precisar que tirem o dia seguinte de f√©rias. Quem vos avisa‚Ķ". Amigo √©, pois claro. ‚ÄúBateu Matou Bailou‚ÄĚ, Est√ļdio Time Out, Time Out Market. Qui 21.00,. Os bilhetes custam 15‚ā¨ e est√£o √† venda na Ticketline, locais habituais e no dia do evento √† porta. + Rosal√≠a regressa a

The best things in life are free.

Get our free newsletter ‚Äď it‚Äôs great.

Loading animation
Déjà vu! We already have this email. Try another?

ūüôĆ Awesome, you're subscribed!

Thanks for subscribing! Look out for your first newsletter in your inbox soon!