Get us in your inbox

Nelma Viana

Nelma Viana

Articles (80)

Os melhores hotéis na Madeira

Os melhores hotéis na Madeira

Estar, ficar, sentir. E relaxar. A oferta hoteleira da Madeira tem andado a par e passo com as novas tend√™ncias tur√≠sticas e traz boas novas para 2022. Dos incontorn√°veis com d√©cadas de hist√≥ria aos cl√°ssicos do costume, passando pelos mais modestos, pelo luxo exacerbado, e ainda por dois novatos a dar cartas na ilha ‚Äď um tecnol√≥gico e pensado para agradar millennials inquietos e outro para quem procura sossego¬† ‚Äď, n√£o faltam s√≠tios¬†onde se instalar. Recomendado: Qual √© a melhor altura para visitar a Madeira?

Dos petiscos às estrelas Michelin, conheça os melhores restaurantes na Madeira

Dos petiscos às estrelas Michelin, conheça os melhores restaurantes na Madeira

A Madeira, al√©m de ser um jardim √† beira-mar plantado, √© uma das regi√Ķes portuguesas mais ricas no que toca √† variedade de coisas que se podem p√īr no prato. A lista √© longa: milho frito, peixe-espada (ou s√≥ espada como chamam os madeirenses), espetadas (em espeto de metal ou pau de louro), lapas, bolo do caco barrado em manteiga e alho, e um sem-fim de frutas a juntar aos √≠cones da ilha, a banana e o maracuj√° (n√£o estranhe se encontrar p√™ra-meloa, banana-p√™ra ou maracuj√°-tomate √† venda no Mercado dos Lavradores, no centro do Funchal). Al√©m de tudo isto, que poder√° encontrar facilmente em qualquer restaurante t√≠pico da ilha, n√£o h√° como deixar de fora outros sabores e propostas criativas que t√™m vindo a ganhar terreno no panorama gastron√≥mico da ilha. A oferta √© tanta ‚Äď com muitas, demasiadas, armadilhas para turistas √† mistura ‚Äď que cabe-nos a n√≥s encaminhar os leitores para aqueles que acreditamos serem os restaurantes imperd√≠veis na Madeira. Das tradicionais casas de pasto at√© √†s estrelas Michelin, dizemos-lhe onde tem mesmo de marcar mesa na pr√≥xima visita √† ilha. Recomendado: Sete raz√Ķes para visitar a Madeira

Eventos na Madeira que n√£o pode perder em 2022

Eventos na Madeira que n√£o pode perder em 2022

J√° l√° vai o tempo em que o queixume do ‚Äúaqui n√£o se passa nada‚ÄĚ fazia sentido. Hoje, com as pontes a√©reas cada vez mais frequentes e com pre√ßos ainda mais acess√≠veis, √© perfeitamente poss√≠vel apanhar um avi√£o √† hora de almo√ßo, em Lisboa, e aterrar no Funchal a tempo de um ser√£o cultural. Por isso, talvez n√£o seja demasiado ambicioso dizer que desde que o plano seja bom, a viagem vale sempre a pena. Na Madeira h√° uma infinidade de eventos a ter debaixo de olho, sobretudo no que diz respeito √† m√ļsica. Hip hop tuga, m√ļsica digital e jazz encontram-se na ilha para dar a conhecer os nomes mais sonantes de cada g√©nero, em tr√™s festivais √ļnicos no mundo. Al√©m disso, conte com exposi√ß√Ķes de fotografia e um ultra trail para gente rija, que junta aficionados de todo o mundo na conquista pelos pontos de maior altitude da ilha.¬†Tome nota do que vai estar em cartaz nos pr√≥ximos meses. Recomendado: Sete raz√Ķes para visitar a Madeira

Bagagem emocional. O universo madeirense representado nos livros, na m√ļsica e no grande ecr√£

Bagagem emocional. O universo madeirense representado nos livros, na m√ļsica e no grande ecr√£

Que a Madeira,¬†com o seu clima subtropical, as bonitas paisagens, a imensid√£o de frutas, e a simpatia do povo, √© inspiradora, toda a gente que j√° l√° esteve h√°-de concordar. N√£o √© por acaso que √© um dos cen√°rios de uma autobiografia vencedora de um pr√©mio Pulitzer em 2016, espa√ßo liter√°rio para uma aventura juvenil da famosa¬†dupla Ana Maria Magalh√£es e Isabel Al√ßada,¬†e terreno f√©rtil para a m√ļsica e cinema nacionais, com uma perninha em Bollywood (e esta, hein?!).¬†Antes, durante ou depois, o universo madeirense est√° a√≠ para o prender. Ora atente. Recomendado: Sete raz√Ķes para visitar a Madeira

As melhores festas tradicionais na Madeira

As melhores festas tradicionais na Madeira

Fort√≠ssima na entrega de um dos maiores espect√°culos de fogo-de-artif√≠cio do mundo ‚Äď que ganhou honras de festival ‚Äď, a Madeira n√£o se faz apenas de foguetes coloridos. Ao longo do ano, h√° v√°rias, muitas, festarolas de arromba, religiosas ou n√£o, que d√£o conta daquilo que o arquip√©lago tem de melhor: comida, bebida, m√ļsica e Natureza‚Ķ e, sempre que se imp√Ķe, bailarico √† mistura. Saiba quais as festas tradicionais em que vai querer participar na pr√≥xima visita √† Madeira. Recomendado:¬†Sete raz√Ķes para visitar a Madeira

As melhores praias e outros sítios para mergulhar na Madeira

As melhores praias e outros sítios para mergulhar na Madeira

Quando se pensa num para√≠so tropical √© natural que a mem√≥ria v√° buscar imagens de praias de areia branca, mar esmeralda e temperaturas acima de 30 graus. Na Madeira, por√©m, a no√ß√£o de tropical √© bastante mais abrangente e nela inclui esse mesmo mar transparente, o clima ameno e praias que se escondem em rochas e cujos acessos podem ser desafiantes, tanto quanto areais pintados a preto que s√£o o resultado da actividade vulc√Ęnica do ilha. Fugindo para o Porto Santo, √† dist√Ęncia de um voo de 15 minutos, encontrar√°, a√≠ sim, tudo o que √© prometido numa brochura de destino ex√≥tico, com a grande vantagem de ter muitos quil√≥metros de areal para aproveitar. Recomendado:¬†Sete raz√Ķes para visitar a Madeira

As melhores escapadinhas para o Dia dos Namorados

As melhores escapadinhas para o Dia dos Namorados

Ursinhos de peluche, bal√Ķes em forma de cora√ß√£o, ramos de flores e postais¬†com declara√ß√Ķes assolapadas¬†s√£o as apostas¬†t√≠picas quando o tempo e a carteira n√£o permitem grandes extravag√Ęncias. Mas √© certo e sabido que o amor n√£o tem pre√ßo, por isso uma escapadinha a dois pode ser a melhor forma de celebrar o Dia dos Namorados, especialmente se for uma surpresa de √ļltima hora¬†para aquela cara metade que insiste que toda esta foleirada eŐĀ soŐĀ para os outros. NaŐÉo acredite. Aposte na espontaneidade e vaŐĀ passear. Sugerimos-lhe¬†v√°rios hoteŐĀis para o Dia¬†de S√£o Valentim, onde naŐÉo faltam morangos, champanhe e tudo e tudo e tudo. Recomendado: Dia dos Namorados em Lisboa

As melhores actividades n√°uticas na Madeira

As melhores actividades n√°uticas na Madeira

Antes de qualquer coisa, importa deixar o aviso de que o mar da Madeira, embora c√°lido e aparentemente sereno, presta-se muito ao enjoo quando o assunto envolve passeios de barco. H√° um truque que partilhamos com os curiosos, para que, como n√≥s, se preparem convenientemente em terra antes de embarcar: observar o mar de um ponto alto e procurar pequenas apari√ß√Ķes de espuma que se formam nas ondas. Se elas l√° estiverem, √© quase certo que a viagem vai dar luta. Caso contr√°rio, est√° garantido um passeio tranquilo, sem sobressaltos e, se tudo correr bem, sem vest√≠gios de m√° disposi√ß√£o. Por outro lado, se entrar num barco estiver fora de quest√£o, aceite que vai deixar algumas coisas por ver (golfinhos, por exemplo) e foque-se na restante oferta de desportos n√°uticos que acontecem bem perto da costa, onde o mar, a√≠ sim, se apresenta com a calma necess√°ria a um dia bem passado. Recomendado: Sete raz√Ķes para visitar a Madeira

A Madeira em n√ļmeros

A Madeira em n√ļmeros

Numa visita √† Madeira pode ser muito √ļtil dispor de informa√ß√£o adicional sobre a ilha, sobretudo se 1) quiser impressionar um local; 2) precisar de quebrar o gelo numa conversa. O ‚Äúsabias que‚Ķ?‚ÄĚ ser√° sempre um √≥ptimo reduto para parecer bem aos demais e para aumentar os n√≠veis de confian√ßa do interlocutor. Saber quantas variedades de banana se produzem na ilha ou quantos quil√≥metros tem o t√ļnel mais comprido n√£o salva a vida a ningu√©m mas faz um brilharete numa din√Ęmica de grupo.¬†Tome nota dos seguintes n√ļmeros e decore-os, podem dar-lhe jeito na pr√≥xima viagem. Recomendado: Sete raz√Ķes para visitar a Madeira

Os melhores sítios para sair à noite na Madeira

Os melhores sítios para sair à noite na Madeira

A din√Ęmica da noite na Madeira tem uma caracter√≠stica particular, acontece maioritariamente em dois ambientes distintos: nos bares de rua e nos bares de hotel, acabando invariavelmente numa das muitas discotecas do Funchal. E do mesmo modo que se sabe quase sempre onde vai acontecer o √ļltimo copo, h√° tamb√©m que saber que o primeiro da noite ser√° a famosa poncha, a bebida criada por pescadores para aquecer noites frias. Entretanto, e por motivos que envolvem a sa√ļde do f√≠gado, rapidamente se percebeu que uma noite inteira regada a aguardente podia ser contraproducente, pelo que locais e turistas come√ßaram a explorar formas mais ligeiras (e menos imprevis√≠veis) para aproveitar a noite. Da√≠ apareceram os bares de cocktails e os bares de hotel abertos ao p√ļblico, no mesmo registo dos estabelecimentos de rua, com a grande vantagem de a maior parte oferecer vista para o mar. Recomendado: Sete raz√Ķes para visitar a Madeira

As melhores praias e outros sítios para mergulhar na Madeira

As melhores praias e outros sítios para mergulhar na Madeira

Quando se pensa num para√≠so tropical √© natural que a mem√≥ria v√° buscar imagens de praias de areia branca, mar esmeralda e temperaturas acima de 30 graus. Na Madeira, por√©m, a no√ß√£o de tropical √© bastante mais abrangente e nela inclui esse mesmo mar transparente, o clima ameno e praias que se escondem em rochas e cujos acessos podem ser desafiantes, tanto quanto areais pintados a preto que s√£o o resultado da actividade vulc√Ęnica do ilha. Fugindo para o Porto Santo, √† dist√Ęncia de um voo de 15 minutos, encontrar√°, a√≠ sim, tudo o que √© prometido numa brochura de destino ex√≥tico, com a grande vantagem de ter muitos quil√≥metros de areal para aproveitar. Recomendado:¬†Sete raz√Ķes para visitar a Madeira

Dez lembranças para trazer da ilha da Madeira

Dez lembranças para trazer da ilha da Madeira

As boas viagens n√£o se esquecem facilmente, mas trazer uma lembran√ßa do s√≠tio onde se foi feliz √© meio caminho andado para se voltar ao lugar ‚Äď e h√° quem n√£o se contente com um simples √≠man na hora de trazer um souvenir para casa. Nesta lista damos-lhe dez boas ideias de lembran√ßas para trazer da ilha da Madeira (√≠manes inclu√≠dos, claro). Alguns com sentido pr√°tico para al√©m do decorativo, como o ‚Äúcaralhinho‚ÄĚ para p√īr m√£os √† obra e reproduzir aquela poncha que bebeu √†s 10.00 da manh√£ na ilha ou umas garrafinhas de rum ou vinho Madeira em tamanho de viagem. Recomendado: Sete raz√Ķes para visitar a Madeira

Listings and reviews (196)

Gal√°xia Skyfood

Gal√°xia Skyfood

Sem querer p√īr press√£o numa actividade j√° por si super exigente, e longe de se querer embarcar em futurologias bacocas, o restaurante do Savoy √©, sem d√ļvida, um forte candidato a estrela Michelin. Carlos Gon√ßalves, chef executivo do Savoy Signature, inspirou-se no ambiente gal√°ctico, com paredes azul petr√≥leo, tectos cintilantes e paredes de vidro com vista alargada para o mar, de um lado, e para o Funchal, do outro, para criar tr√™s menus de degusta√ß√£o, um dos quais 100% vegetariano, onde casa os produtos e receitu√°rio da ilha com t√©cnicas de confec√ß√£o de v√°rias geografias - com clara influ√™ncia asi√°tica nos molhos e temperos. Na lista de imperd√≠veis est√£o os tacos de cozido panelo, como entrada e a truta com funcho, ambos tamb√©m dispon√≠veis √† carta. Para terminar, a banana prata em v√°rias texturas, um exemplar de cozinha molecular que est√° nos finalistas das 7 Maravilhas da Nova Gastronomia. Depois do jantar, aproveite o Skybar, distribu√≠do por dois pisos exteriores, onde pode come√ßar a noite com um cocktail de autor e uma vista soberba para a cidade.

Kampo

Kampo

Quando abriu, em meados de 2020, chegou a partilhar o nome e o espa√ßo ‚Äď um edif√≠cio de tr√™s pisos ‚Äď, com uma padaria tradicional onde os p√£es de fermenta√ß√£o lenta, desde a focaccia e a chiabata, ao brioche e p√£o de Deus serviam de amparo a um menu de sandes que estavam dispostas em montras aquecidas, qual padaria francesa. Apostado no ideal de ‚Äúhappy food‚ÄĚ, o chef J√ļlio Pereira decidiu, ent√£o, investir na vertente gastron√≥mica do espa√ßo e agora assume-o como restaurante puro e duro, aceitando que o p√£o, que continua a produzir, ser√° sempre um complemento indispens√°vel da sua cozinha. √Č de l√° que saem pratos dedicados aos produtos locais, que aqui s√£o trabalhados com respeito e uma dose saud√°vel de arrojo. Caso disso s√£o o excelso corneto de t√°rtaro de atum da costa e o foi gras com maracuj√° e banana, pequenos entret√©ns de boca que fazem as vezes de uma refei√ß√£o completa e que t√™m a vantagem de deixar espa√ßo para as cookies caseiras de manteiga de amendoim que v√£o perfumando o ambiente, a pedir para serem companhia do caf√© que d√° por encerrado o almo√ßo. Ao jantar as propostas viram-se para a comida de conforto e, por isso, √© certo que quase tudo o que chega √† mesa ter√° passado obrigatoriamente pelo forno, como a p√° de borrego com migas e batatas bravas. Em dias de sol, vale a pena ocupar um dos lugares na esplanada no largo vizinho, um poiso calmo em pleno centro hist√≥rico.

G√īut

G√īut

√Ä volta do Mercado de Lavradores √© natural que o olhar se perca no movimento e que alguma informa√ß√£o valiosa fique por processar. √Č o caso do G√īut, um restaurante conceptual ‚Äď √© assim que √© apresentado ‚Äď que quase passa despercebido no meio de tantas lojas de souvenirs e antigas casas de pasto. Al√©m do brunch a qualquer hora, conte com uma cozinha de fus√£o que n√£o √© o declaradamente. Ou seja, espere um encontro improv√°vel entre os sabores belgas e madeirenses, com uma perninha na cozinha √°rabe e japonesa. Numa localiza√ß√£o hiper privilegiada, vale-se da decora√ß√£o minimalista e, diga-se, de muito bom gosto, e das grandes janelas que deixam ver a cidade a acontecer l√° fora. A carbonara de lulas em couscous de pasta e as tartes tatin (que v√£o mudando conforme a vontade da cozinha) s√£o absolutamente obrigat√≥rias.

Alameda

Alameda

izzas, pastas, sandes e saladas bem (mas mesmo bem) compostas s√£o as propostas do restaurante al fresco do Savoy Palace. Com uma esplanada colocada estrategicamente no jardim de palmeiras do hotel, serve almo√ßos e jantares de inspira√ß√£o mediterr√Ęnica, privilegiando os produtos locais e da bacia sul europeia, sobretudo It√°lia e Gr√©cia. Do forno a lenha saem as massas de fermenta√ß√£o lenta (a massa de pizza fica quatro dias a levedar ao frio) e o p√£o sempre quente que chega √† mesa para entreter antes da refei√ß√£o propriamente dita. Nota extra para a loi√ßa de cer√Ęmica artesanal, a lembrar que a eleg√Ęncia n√£o tem de ser incompat√≠vel com a rusticidade.

Recharge

Recharge

Ao chegar √† Madeira, Carlos Gon√ßalves, chef executivo do grupo Savoy, fez uma investiga√ß√£o afincada sobre a mat√©ria-prima local e concluiu que entre a Madeira e o Havai havia semelhan√ßas ineg√°veis, desde logo na forma√ß√£o vulc√Ęnica de ambos os arquip√©lagos, mas tamb√©m, e sobretudo, nas esp√©cies de peixe que d√£o √† costa, na coragem de assumir o agridoce como pe√ßa fundamental da cozinha local e tamb√©m na permeabilidade a cozinhas, aromas e sabores de outras latitudes. √Č assim, no encontro de culturas que se desenha a carta de almo√ßos do restaurante do hotel Next, com uma esplanada imbat√≠vel em cima da piscina e a dois passos do mar. Apostado em refei√ß√Ķes ligeiras, ultra-saborosas e ex√≥ticas q.b, tem nas espetadinhas de frango Yaki e de polvo teriyaki e no bao de camar√£o (o primeiro bao a ser confeccionado no Funchal) os imperd√≠veis da carta. Por marca√ß√£o, o chef organiza sess√Ķes de showcooking √† beira da piscina, com visita inclu√≠da ao mercado, e aproveita para dar √† prova algumas das experi√™ncias mais recentes da cozinha, como a Kombucha, a primeira de muitas fermenta√ß√Ķes em que Carlos Gon√ßalves quer apostar.

Beauty Café

Beauty Café

Catarina e Clara Melim, m√©dica e maquilhadora, respectivamente, e irm√£s, decidiram unir esfor√ßos e especialidades para trazer ao Funchal ‚Äúum novo significado √† defini√ß√£o de beleza‚ÄĚ. Empenhadas em passar a mensagem de que ‚Äúbeleza tamb√©m √© sa√ļde‚ÄĚ e n√£o apenas um conceito que se esgota na apar√™ncia, decidiram desconstruir a ideia do cl√°ssico sal√£o de beleza com salas de tratamento e zona lounge, sempre t√£o silencioso e impessoal. Assim nasceu, no centro hist√≥rico do Funchal, o Beauty Caf√©, que como o nome anuncia, √© um caf√© dedicado aos assuntos da beleza, num espa√ßo partilhado e comunicante. Logo √† entrada fica a cafetaria, com um menu nutricionalmente equilibrado onde n√£o faltam bolinhas energ√©ticas, bowls, p√£o e bolos caseiros sem a√ß√ļcar, lactose ou gl√ļten e o imperd√≠vel Caf√© Beauty, com espuma de leite e colag√©nio em p√≥, um potente aliado contra o envelhecimento da pele e que pode ser acrescentado √†s bebidas dispon√≠veis. Do outro lado da cortina, acontecem sess√Ķes e workshops de maquilhagem, massagens e tratamentos de unhas, rosto e corpo. √Ä sa√≠da deite o olho √† vitrine da ‚Äúloja‚ÄĚ, com granolas e muesli e maquilhagem bio, e aproveite para conhecer a Nada +, marca madeirense de sabonetes naturais e √≥leos essenciais.

Arraial da Imperatriz

Arraial da Imperatriz

Aproveitando a renova√ß√£o da Rua Imperatriz D. Am√©lia, que agora est√° pintada de fresco e com floreiras garridas, o Savoy Signature aproveitou um conjunto de edif√≠cios renovados para criar o primeiro food court do Funchal, um espa√ßo dedicado √† comida portuguesa. Inaugurado em meados de 2021 com a miss√£o de alargar a oferta gastron√≥mica √† comida de rua, est√° decorado a preceito com luzes de arraial, mesas corridas e onda industrial, e tem menus para todos os gostos, desde sushi a cozinha italiana, passando pelo leit√£o e, claro est√°, pelos hamb√ļrgueres gulosos, pelas espetadas e pelas sandes em bolo do caco.

Solmar

Solmar

Estava com saudades de um cl√°ssico? Ei-lo aqui. Depois de uma manh√£ a subir e descer rochas para chegar ao mar da Praia do Seixal, √© inevit√°vel que pela hora de almo√ßo os n√≠veis de energia estejam j√° em m√≠nimos hist√≥ricos. E quando assim √©, corre-se o risco de ‚Äúparar onde der‚ÄĚ e ‚Äúcomer o que houver‚ÄĚ. N√£o tem de ser assim, sobretudo quando a cerca de 400 metros da praia est√° o Solmar, um porto seguro da cozinha tradicional madeirense, que garante boa comida de panela, servi√ßo atencioso e uma bela vista de mar a partir da esplanada nas traseiras. Para petiscar ou para um almo√ßo demorado, v√° pelas lapas acompanhadas de bolo do caco torrado com manteiga e a seguir passe pelos filetes de espada com arroz de tomate malandrinho.

Terreiro

Terreiro

Cozinha honesta, simples sem ser simplista, e apostada nos sabores tradicionais portugueses, √© aquilo a que se prop√Ķe o restaurante do Savoy Palace, instalado num edif√≠cio insular que se estende a um jardim relvado, perfeito para jantares intimistas a meia-luz ou para um brunch refor√ßado antes de um dia de sol e passeio. A carta de almo√ßos e jantares come√ßa por sugerir os t√≠picos dentinhos, dos quais se destacam os riss√≥is de berbig√£o, os croquetes de cozido de panelo e as asinhas de frango, aos quais se seguem, ent√£o, os petiscos para qualquer hora do dia, os pratos de peixe, carne e vegetarianos, mais direcionados para refei√ß√Ķes demoradas. V√° pela ventrecha de atum e, se sobrar fome e vontade, n√£o deixe escapar o b√£o de leit√£o, perfeito para fazer caminha antes da sobremesa. Excelente garrafeira e servi√ßo de vinhos exemplar.

Maktub

Maktub

H√° uma hora espec√≠fica do dia, cerca de uma hora antes de o sol se p√īr, em que o cen√°rio se pinta de v√°rios tons de azul e laranja e o pared√£o em frente ao mar come√ßa a ser ocupado por gente de todas as idades com copos na m√£o, em jeito de brinde de agradecimento por mais um dia no para√≠so. O Maktub, al√©m da localiza√ß√£o privilegiada, na ponta sul da ilha, mais precisamente no Pa√ļl do Mar, podia ser s√≥ mais um bar de praia, dado as cores garridas com que est√° decorado, os cocktails ex√≥ticos que serve e o ambiente informal, mas n√£o, apresenta-se como um ref√ļgio familiar onde se promove o conv√≠vio, a partilha de ideias e conhecimento e, sobretudo, a boa onda. A banda sonora, apostada no Reggae e em beats dan√ß√°veis, combina na perfei√ß√£o com o cocktail estrela da casa, o mojito, que aqui se assume como par ideal para acompanhar aquele que √© anunciado como ‚Äúo melhor p√īr-do-sol da Madeira‚ÄĚ. Semanalmente h√° espect√°culos de m√ļsica ao vivo que quase sempre resultam numa festa animada.

Cloud Bar

Cloud Bar

Assim de repente, e sem desm√©rito para os restantes varandins sobre o mar que populam o Funchal, o Cloud Bar est√° na corrida pelo t√≠tulo de s√≠tio mais cool da cidade, n√£o s√≥ pelo ambiente cosmopolita que se explica pela tr√≠ade piscina, bar e vista de mar, mas tamb√©m pela extensa da carta de cocktails, que aqui seguem o fio condutor da onda tropical com combina√ß√Ķes ex√≥ticas apresentadas com eleg√Ęncia e muita criatividade. Aproveitando o cen√°rio magn√≠fico oferecido por este rooftop do hotel Next, sugere-se, entre as in√ļmeras propostas de bebidas, come√ßar por um New Dawn, uma esp√©cie de embaixador dos sabores da ilha, com gin, licor de maracuj√°, mel√£o e pepino macerado, clara de ovo e xarope de a√ß√ļcar infusionado em canela e lim√£o. Perfeito para ir bebericando √† beira da piscina ou na varanda que se estende at√© ao mar. Espreite a carta de comidas, com v√°rias op√ß√Ķes frescas, entre bowls, sandes bem recheadas e saladas.

O Ideal

O Ideal

Talvez estejamos a ser demasiado optimistas ao querer encaixar a sangria na categoria de cocktail. Tecnicamente n√£o o ser√°, mas tamb√©m n√£o andar√° muito longe disso, especialmente quando resulta de uma receita trabalhada durante anos at√© atingir a perfei√ß√£o. √Č o que acontece com a sangria de O Ideal, um restaurante de petiscos de mar muito bem cotado, com uma esplanada simp√°tica a ocupar uma esquina da rua e com vista para o mar. A copo ou em jarro, a sangria de maracuj√° √© um dos must-haves da casa, logo depois de um copo de poncha regional.

News (2)

Esta quinta-feira há aulas de dança grátis no novo Selina Navis Cowork

Esta quinta-feira há aulas de dança grátis no novo Selina Navis Cowork

O nov√≠ssimo espa√ßo de cowork do grupo Selina transforma-se em sal√£o de dan√ßa. As aulas s√£o gratuitas‚Ķ mas s√≥ amanh√£.¬†Depois do primeiro hotel no Porto, seguiram-se Lisboa, Vila Nova de Milfontes e Ericeria. O grupo Selina sofre de bicho-carpinteirite cr√≥nica¬†e desde que aterrou em Portugal, no final de 2018, gostou tanto do que encontrou na nossa Invicta que decidiu abrir os cord√Ķes √† bolsa para alargar a oferta da marca a um glorioso espa√ßo de Cowork em nome pr√≥prio.¬† O exagero no adjectivo √© propositado e explica-se com o facto de este ser possivelmente o primeiro projecto do g√©nero a apostar na reabilita√ß√£o de um pr√©dio centen√°rio do centro da cidade para transform√°-lo num espa√ßo de trabalho partilhado. Falamos do emblem√°tico Edif√≠cio √Ārabe, um bel√≠ssimo exemplar da corrente arquitect√≥nica neo√°rabe, constru√≠do em 1908 e que ter√° sido, em tempos, um dos mais importantes agregados cer√Ęmicos da Pen√≠nsula Ib√©rica. ¬† Congressos, workshops e exposi√ß√Ķes s√£o alguns dos eventos que a sala polivalente vai receber ¬© Jo√£o Saramago ¬† Desse tempo ficou apenas a fachada, forrada a azulejos, os arabescos e as janelas de madeira. L√° dentro, nada ficou como dantes e hoje o espa√ßo de 700 metros quadrados est√° ocupado com 90 lugares sentados e cinco escrit√≥rios privados. Mais uma quantidade (muito) generosa de plantas, mobili√°rio de design com apontamentos de outros tempos, letreiros luminosos e est√° feito o cen√°rio perfeito para quem trabalha por conta pr√≥pria e sonha h√° anos com uma casa

Topotents: acampar nunca foi t√£o f√°cil

Topotents: acampar nunca foi t√£o f√°cil

E aquele ideia √≥ptima¬†que se teve h√° uns anos de que a vida podia ser igual aos an√ļncios de cerveja e que o Ver√£o para ser Ver√£o tinha de envolver road trip, tenda, mochila de campismo e aquele nervoso miudinho constante, t√≠pico da idade? Era bom, mas foi p√©ssimo para as costas. Acampar √© das melhores coisas da vida‚Ķ se for feito em condi√ß√Ķes. Al√©m disso h√° sempre aquele problema da tralha. Fazer campismo exige uma log√≠stica que muitas vezes nos leva a desistir. S√£o muitas coisas para levar √†s costas e a tenda √© sempre uma delas. Ora √© aqui que entra A TOPO, uma boa not√≠cia tanto para os amantes de campismo selvagem que adorariam voltar √† pr√°tica mas que j√° n√£o t√™m vagar para montar o pr√≥prio quarto, como para todos os que compraram bilhete para um festival tarde de mais e ficam sem alojamento. S√≥ √© preciso ter um carro com barras transversais, o resto fica por conta da empresa. A ideia √© montar tendas para duas ou tr√™s pessoas por cima do tejadilho de qualquer carro com a ajuda de uma estrutura met√°lica que serve de suporte e um escadote de acesso. Sim, o colch√£o est√° inclu√≠do e uma cobertura para o sol tamb√©m. Isso mesmo: √© poss√≠vel dormir por cima do carro, em basicamente qualquer lugar onde apete√ßa parar (aten√ß√£o √† lei!). Os pre√ßos come√ßam nos 33‚ā¨ por noite e incluem a total despreocupa√ß√£o com o processo de montagem. No dia e √† hora combinada, s√≥ tem de se dirigir a uma oficina associada da marca e os t√©cnicos tratam de tudo, incluindo montagem da tenda e explica√ß√£o detal

The best things in life are free.

Get our free newsletter ‚Äď it‚Äôs great.

Loading animation
Déjà vu! We already have this email. Try another?

ūüôĆ Awesome, you're subscribed!

Thanks for subscribing! Look out for your first newsletter in your inbox soon!