Sara Sanz Pinto

Sara Sanz Pinto

Articles (11)

Rio de Janeiro in the numbers

Rio de Janeiro in the numbers

An unusual fact or a curious date can be a great icebreaker in a conversation and make you look super smart. There are plenty of numbers about Rio de Janeiro, from the years it served as Brazil's capital to the record heat index reached in 2024, and even the number of rivers named Janeiro (the literal translation of "Rio de Janeiro" is "January River"). Spoiler: there are none. Boost your knowledge and jot these down for when you want to impress someone. Recommended: The best beaches in Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro em n√ļmeros

O Rio de Janeiro em n√ļmeros

Um dado inusitado ou uma data curiosa podem ser √≥timos para quebrar o gelo em uma conversa. Ainda por cima, fazem voc√™ parecer inteligente que s√≥. S√£o muitos os n√ļmeros sobre o Rio de Janeiro, desde a quantidade de anos em que fomos capital do Brasil at√© o recorde de sensa√ß√£o t√©rmica atingido em 2024, passando ainda pelo n√ļmero de rios chamados Janeiro. Spoiler: n√£o h√° nenhum.¬†Enrique√ßa o seu conhecimento e anote tudo em um lugar acess√≠vel para quando quiser impressionar algu√©m.¬† Recomendado: Aprendendo a falar carioqu√™s

Dezassete restaurantes para dançar em Lisboa

Dezassete restaurantes para dançar em Lisboa

Escolher um sítio para jantar é, geralmente, muito fácil. Difícil costuma ser decidir para onde seguir a noite. Nada tema. A Time Out dá conta da tendência que nos vem facilitar a vida. Um dois em um. O que não falta agora são restaurantes com alma de bar e discoteca para todos os gostos. Dá para jantar, beber um copo (ou dois, ou três) e deixar-se ficar para dançar noite dentro. Marque mesa num destes restaurantes para dançar em Lisboa e comece e acabe a noite no mesmo sítio. Sempre em bom. Recomendado: Os melhores sítios para beber cerveja artesanal em Lisboa

Dez paragens obrigatórias na Avenida Sabóia

Dez paragens obrigatórias na Avenida Sabóia

Numa das suas cr√≥nicas no jornal P√ļblico, Miguel Esteves Cardoso escreveu:¬†"H√° poucos lugares no mundo que passam a minha prova dos cem: num m√°ximo de cem metros, tem de haver quatro atrac√ß√Ķes ‚Äď um s√≠tio onde tomar qualquer coisa, um s√≠tio onde comprar jornais e revistas estrangeiras, um s√≠tio onde se possa fazer umas comprinhas para levar para casa e, finalmente, um s√≠tio para estacionar o carro.¬†Agora vem a parte que choca toda a gente, mas que eu n√£o posso alterar, sob pena de desrespeitar uma regra que j√° vai com d√©cadas de tradi√ß√£o: esses cem metros incluem as desloca√ß√Ķes do carro at√© aos tr√™s estabelecimentos, de ida e de volta. Falta sempre qualquer coisa. Nas grandes cidades, falta o estacionamento. Nas pequenas, faltam os jornais franceses ou as revistas americanas. Mas no Monte Estoril, na Avenida Sab√≥ia, existem esses cem metros perfeitos". Caso queira ficar-se pelos cem metros de MEC, entre o Ray's Bar e a Queijaria do Monte, pode parar por a√≠, que fica lindamente. Mas caso queira andar mais uns metros para cima e para baixo, sugerimos-lhe dez paragens obrigat√≥rias na Avenida Sab√≥ia. Recomendado: Cascais ‚Äď para passar um dia ou a vida toda

Quintas no Douro com programas especiais de vindimas

Quintas no Douro com programas especiais de vindimas

De uma beleza que não passa de prazo, o Douro merece pelo menos uma visita por ano e a época das vindimas é a melhor altura para o fazer. A azáfama é grande no corte dos cachos, a encher as cestas de uvas, enquanto o rio segue a sua vida lá em baixo e os socalcos preenchem a vista, numa paisagem que é Património Mundial da UNESCO. No mês mais agitado do calendário para uma quinta vinhateira, há várias a abrir as portas a quem quiser ver e participar no trabalho das vindimas. Em jeito de incentivo para uma escapadinha, descubra os programas especiais desta época. Recomendado: Os melhores enoturismos para uma escapadinha de Lisboa

Brunch em Lisboa todos os dias da semana

Brunch em Lisboa todos os dias da semana

√Č dif√≠cil encontrar quem, fim-de-semana sim, fim-de-semana n√£o, n√£o procure um s√≠tio para um brunch. Mas esta refei√ß√£o demorada (e com tudo a que tem direito)¬†deixou de ser exclusiva dos s√°bados e domingos¬†‚Äď e ainda bem. Antes de ir trabalhar, ou em jeito de almo√ßo ou lanche, escolha um destes s√≠tios para comer bem, e muito, e ainda ganhar energia para o resto da semana. Estes¬†20 s√≠tios s√£o uma amostra das¬†mesas fartas com ovos, croissants, tostas de abacate ou¬†smoothies para¬†todos os dias da semana.¬† Recomendado: Os melhores brunches em Lisboa

Sete grandes mitos sobres as bicicletas eléctricas

Sete grandes mitos sobres as bicicletas eléctricas

No √ļltimo ano, milh√Ķes de pessoas em todo o mundo¬†resolveram passar a mover-se de bicicleta pelos benef√≠cios f√≠sicos, emocionais e pr√°ticos que a mesma lhes proporciona. A liberdade, velocidade, divers√£o e comodidade que a bicicleta el√©ctrica nos oferece v√£o fazer dela, segundo v√°rios estudos, o ve√≠culo el√©ctrico mais popular da pr√≥xima d√©cada.¬† No entanto, para potenciar o seu uso no dia-a-dia, a Specialized¬†sabia que tinha de superar alguns obst√°culos importantes, como a circula√ß√£o com os carros, o poss√≠vel roubo da bicicleta e o armazenamento da mesma. J√° os mais c√©pticos para embarcarem nesta ben√©fica revolu√ß√£o, s√≥ t√™m de desconstruir os in√ļmeros mitos que ao longo dos tempos se foram formando nas suas cabe√ßas.¬† As novas bicicletas Turbo da¬†Specialized¬†foram¬†desenhadas para aumentar os¬†seus trajectos di√°rios. Sob as designa√ß√Ķes Turbo¬†Vado¬†e Turbo Como, s√£o bicicletas el√©ctricas suaves, silenciosas, potentes e seguras. N√£o acredita? Ent√£o esta lista acaba de fazer match consigo, caro leitor.

Férias 'comme il faut'

Férias 'comme il faut'

De Biarritz a Hossegor o leitor vai ser feliz. Pelo menos no Ver√£o. A sua vida ser√° simples,embora com uma certa sophistication europ√©enne, e isso s√≥ pode tornar as coisas melhores. De manh√£ sair√° de casa a p√© ou de bicicleta para comprar baguettes estaladi√ßas e ficar√° intrigado com a quantidade de senhoras francesas que desfilam com elas debaixo do bra√ßo, apenas com um guardanapo a impedir o contacto com as axilas. Porque n√£o as levam num saco?, perguntar-se-√° enojado. N√£o perca tempo com isso, nem a pedir croissants mistos (√© um crime com o qual se recusam a compactuar), ou a tentar dar mergulhos no mar fora da zona de banhos. J√° de pequeno-almo√ßo tomado e despachadas as tarefas matinais, ir√° para a praia, onde, se √© amante de sol, passar√° grande parte do seu tempo. ‚ÄúSous le soleil,¬†exactement‚ÄĚ, como cantava Gainsbourg. A costa de areia branca √© t√£o extensa e bonita que pode escolher uma por dia, sempre com a garantia de que a √°gua do mar estar√° morna. Isto porque uma corrente de √°gua quente do Golfo do M√©xico tamb√©m aqui p√°ra todos os anos por esta altura. Outra certeza √© que ao seu lado n√£o v√£o faltar mulheres em topless e, com alguma recorr√™ncia nas praias menos tur√≠sticas, fam√≠lias inteiras nuas. Viva o √†-vontade franc√™s. Apanhar√° tamb√©m outra corrente, a dos parisienses que, provavelmente j√° enjoados da C√īte d'Azur, aqui passaram a ir a banhos. Isso faz com que tudo, de parques de campismo (um luxo, em compara√ß√£o com os nossos) a hot√©is de cinco estrelas, como o H√ītel

Três sítios para fazer aulas de yoga em Lisboa

Três sítios para fazer aulas de yoga em Lisboa

Se se cruzou com este artigo por acaso e clicou nele por curiosidade, talvez seja um sinal. E se nunca foi a uma aula de yoga na vida, tal gesto poder√° ser o yoga¬†a chegar at√© si. Para acelerar a coisa, temos tr√™s s√≠tios para fazer yoga em Lisboa. Em todos eles pode marcar uma aula experimental e, quem sabe, converter-se. E n√£o, n√£o lhe estamos a impingir cantorias, cenas com sininhos e outras coisas estranhas. Aqui pratica-se¬†de verdade e o objectivo √© s√≥ um ‚Äď fortalec√™-lo da cabe√ßa aos p√©s, por dentro e por fora ‚Äď coisa que apenas se alcan√ßa com suor, aumento da frequ√™ncia card√≠aca e controlo da mente. Recomendado:¬†Prepare-se para ficar muito zen ¬†

Seis noites que não pode perder no Lux até ao fim do ano

Seis noites que não pode perder no Lux até ao fim do ano

Quem melhor do que Pedro Fradique, um dos respons√°veis pela programa√ß√£o do Lux, para lhe dizer que noites n√£o pode mesmo perder? Fal√°mos com um dos ide√≥logos da melhor discoteca de Lisboa e devolvemos-lhe a conversa em discurso directo e mais que optimizada ‚Äď data de actua√ß√£o, nome do DJ, explica√ß√£o da escolha e¬†sets¬†para cada um deles. Quanto aos motivos que determinaram esta agenda para o que ainda resta de 2016, a m√°xima √© a seguinte (e tamb√©m serve de resolu√ß√£o de ano novo): ‚Äú√Äs vezes vale a pena insistir naquilo ou, melhor dizendo, naqueles em quem se acredita.‚ÄĚ

Os Love Lisboa Awards de Fernando Medina

Os Love Lisboa Awards de Fernando Medina

"Sr. presidente, posso tirar uma selfie?" Pedem-lhe isto muitas vezes?¬†Quase sempre v√™m-me falar, a maioria apenas para cumprimentar-me mas tamb√©m para me chamar a aten√ß√£o para certas coisas. Os pedidos de selfies acontecem, mas mais ocasionalmente.¬†J√° lhe devem ter pedido coisas estranhas ou imposs√≠veis...¬†V√°rias vezes. As melhores acontecem quando sou abordado ao mesmo tempo por pessoas que pretendem precisamente o oposto uma da outra. H√° uns tempos passava em Campo de Ourique e enquanto um senhor me manifestava a sua discord√Ęncia completa com a reorganiza√ß√£o do estacionamento em frente ao cemit√©rio, duas senhoras aproximaram-se para me agradecer vivamente a mesma solu√ß√£o. √Č uma boa s√≠ntese da fun√ß√£o de presidente da C√Ęmara Municipal de Lisboa: gerir interesses divergentes.¬†H√° algo que s√≥ exista no Porto, onde nasceu, e que gostaria de ter em Lisboa?¬†Em Lisboa temos excelente peixe, mas a concentra√ß√£o de restaurantes econ√≥micos que servem o mesmo em Matosinhos √© √ļnica.¬†Deixe aproveitar esta ocasi√£o para tirar nabos da p√ļcara: que planos tem para Xabregas, Po√ßo do Bispo, Beato?¬†A zona oriental entre Santa Apol√≥nia e a Expo √© o grande desafio para a pr√≥xima d√©cada. Da√≠ iniciativas como transformar a antiga Manuten√ß√£o Militar numa das maiores incubadoras da Europa, o investimento nos terrenos do Vale de Santo Ant√≥nio para que mais de 3000 fam√≠lias possam ter casa a pre√ßos acess√≠veis ou o Plano Verde do Vale de Chelas, que vai dar origem √† maior mancha verde da cidade depois de

News (51)

PRIO Softboard Heroes: o campeonato de surf mais solidário do país está de volta a Santa Cruz

PRIO Softboard Heroes: o campeonato de surf mais solidário do país está de volta a Santa Cruz

O PRIO Softboard Heroes, marcado 12 de Julho em Santa Cruz, est√° a√≠ √† porta com um objectivo claro ‚Äď doar 18.000‚ā¨ a institui√ß√Ķes de solidariedade portuguesas. O evento j√° vai na sua quarta edi√ß√£o e este ano as organiza√ß√Ķes a serem beneficiadas s√£o a Associa√ß√£o Humanit√°rios dos Bombeiros Volunt√°rios de Torres Vedras, a Terra dos Sonhos, a Ajuda de Ber√ßo e a Skoola. Como de costume, estas¬†v√£o ser representadas por equipas compostas por surfistas profissionais, jovens promessas e figuras p√ļblicas. Entre os participantes h√° atletas como Francisco Alves, Jo√£o Kopke, Lu√≠s Perloiro e Francisco Almeida, assim como personalidades como Rita Pi√ßarra e Ant√≥nio Raminhos. Todos ir√£o competir com softboards, ou seja pranchas de surf com um acabamento de material macio como a espuma, semelhante √†s pranchas de bodyboard, em vez de serem revestidas a fibra de vidro. O evento, aberto ao p√ļblico, tamb√©m conta com a participa√ß√£o de artistas, tais como Skeleton Sea, Arroz de Polvo, Gon√ßalo Mar e The Trash Traveller, com uma exposi√ß√£o exclusiva das suas obras de arte na praia, e actua√ß√Ķes de bandas, incluindo uma da Associa√ß√£o Skoola. A Time Out esteve √† conversa com Tiago ‚ÄėSaca‚Äô Pires, o primeiro portugu√™s a pertencer ao circuito mundial, que ap√≥s se ter reformado da elite promove a solidariedade atrav√©s do surf. FRANCISCO CRAVEIROTiago 'Saca' Pires Como √© que surgiu esta ideia de um evento de surf solid√°rio com umas pranchas molinhas, por assim dizer?A ideia de fazermos este evento surgiu duran

Ophelia. Para quem se perde de amores por bolos, panquecas e waffles

Ophelia. Para quem se perde de amores por bolos, panquecas e waffles

Mora em Cascais e, por si, vivia a panquecas, waffles e croissants? Ent√£o √© com¬†um sorriso na cara que o informamos que ali entre a zona da Guia e o Bairro do Ros√°rio abriu h√° cerca de um m√™s um espa√ßo chamado Ophelia, onde se pode sentar e pedir brunch a qualquer hora do dia. Composto por sumo de laranja natural, iogurte com frutas e granola caseira ou panquecas, ovos √† escolha, e caf√©, americano ou ch√° (14‚ā¨), esta √© uma das in√ļmeras op√ß√Ķes existentes na carta.¬† Segundo a propriet√°ria, Isabel Gaspar, de 28 anos, o prato que mais sa√≠da tem tido s√£o as panquecas salgadas (7‚ā¨). ‚ÄúPor cima levam ovo estrelado, bacon e maple syrup‚ÄĚ, explica. O ovo frito com p√£o de focaccia aberto com bacon, abacate e cebola desidratada (7,50‚ā¨) tamb√©m √© muito pedido, conta-nos, a par do Aquece o Cora√ß√£o, com queijo brie, avel√£s e cogumelos (12‚ā¨). ‚ÄúVai ao forno e vem com um p√£ozinho para as pessoas partilharem e acompanharem por exemplo com um copo de vinho.‚Ä̬† Nascida na Guarda, em 2018, a Ophelia come√ßou por ser uma empresa de eventos. ‚ÄúDepois, com a pandemia, tivemos de arranjar outra forma de manter o neg√≥cio a funcionar e n√£o deixar a marca morrer. Assim, come√ß√°mos a entregar kits de bolos de anivers√°rio em casa, com flores e espumante. Al√©m disso, tamb√©m vend√≠amos cestinhas com brunches‚ÄĚ, recorda Isabel, sublinhando que ambas as iniciativas correram muito bem. A parte dos eventos mant√©m-se, continuam a organizar ‚Äúfestas de anivers√°rio ou baby showers‚ÄĚ, e tamb√©m entregam brunches em empresas, s√≥

Senhor Manuel, o novo seafood bar na Rua Amarela em Cascais

Senhor Manuel, o novo seafood bar na Rua Amarela em Cascais

A Rua Amarela, em pleno centro de Cascais, tem um novo inquilino, chamado Senhor Manuel, um seafood bar que nasceu no lugar de uma mercearia tradicional que ali havia. ‚ÄúH√° cerca de um ano surgiu a oportunidade de ficarmos com este espa√ßo e agarr√°mo-la com unhas e dentes‚ÄĚ, recorda um dos seis s√≥cios, Jos√© Maria Vilar Gomes, de 52 anos. Os outros cinco s√£o propriet√°rios do restaurante vizinho, o animado e mexicano Malacopa, que apesar de recente muito tem feito pelas noites na vila. ‚ÄúComo muita gente aqui em Cascais sabe, isto antigamente era uma mercearia com muita tradi√ß√£o. O senhor Manuel √© uma pessoa muito conhecida e ach√°mos que seria bom mantermos aqui alguma continuidade e, de alguma forma, tentar perpetuar o seu nome e o da mercearia‚ÄĚ, explica Jos√© Maria, sublinhando que foi esta a ideia que esteve na g√©nese do conceito. Assim, optaram por deixar ficar o bonito terrazzo em tons de verde-√°gua e preto no ch√£o, as elegantes janelas e portas com caixilhos em ferro, e decoraram as paredes com retratos do senhor Manuel e da sua mulher, a dona Ol√≠tia.¬† ‚ÄúDe in√≠cio a ideia era ter uma marisqueira, mas n√£o no formato tradicional, e o nome que encontr√°mos para isso foi um seafood bar. Quisemos trazer para aqui marisco, ostras, gambas, camar√£o, e por a√≠ fora, e ao mesmo tempo aqueles produtos mais caracter√≠sticos de uma cervejaria ‚Äď um bom prego, um bom croquete, um bom bife do lombo ‚Äď, e parece-me que estamos a conseguir‚ÄĚ, afirma o propriet√°rio, confessando que um dos objectivos q

Em Cascais, a boutique de carnes Hangus soma e segue, desta feita com um bistr√ī

Em Cascais, a boutique de carnes Hangus soma e segue, desta feita com um bistr√ī

A Hangus Carnes Premium surgiu da cren√ßa de que um churrasco n√£o √© uma mera refei√ß√£o, √© um evento. Hoje, pela aflu√™ncia da loja, em plena Avenida 25 de Abril, em Cascais, a cren√ßa foi uma aposta ganha e dela surge agora um pequeno bistr√ī que serve sandu√≠ches de carne, preparada lentamente a baixas temperaturas.¬† ‚ÄúSempre tivemos vontade que esse espa√ßo pudesse ser um ponto de encontro para os apaixonados por carne‚ÄĚ, afirma o propriet√°rio Allan Chan Matos, explicando que este Ver√£o, durante as feiras e festivais em que participaram, ‚Äúas carnes preparadas em modo de defuma√ß√£o, recorrendo a equipamentos espec√≠ficos, como a pit smoker‚ÄĚ, foram¬†as que mais sucesso fizeram. Sem quererem ser um restaurante nos moldes tradicionais e apostando no que mais acreditam, ou seja, ‚Äúum espa√ßo informal e descontra√≠do, onde as pessoas se podem reunir‚ÄĚ, contam com 12 lugares sentados no interior e 12 l√° fora.¬† Do balc√£o saem tr√™s sandes diferentes, bem aconchegadas entre duas fatias de p√£o da Gleba, pensadas pela chef Fabiana Rodrigues. Elas s√£o a brisket sandwich, a hump sandwich (ou de cupim, original do Brasil) e a mundialmente famosa pulled pork sandwich, todas servidas com sour cream e picles variados. Pode consumi-las sentado, no local, no formato pegar e levar, ou encomend√°-las atrav√©s das apps de entrega de comida, ‚Äúneste momento apenas ainda num raio pr√≥ximo de Cascais‚ÄĚ, avisa Allan, prometendo mais novidades para breve. ¬© Hangus ‚ÄúTamb√©m temos √† disposi√ß√£o outras op√ß√Ķes em modo take-aw

Cascais tem um novo Museu dos Bombeiros com a ‚Äúmelhor colec√ß√£o do pa√≠s‚ÄĚ

Cascais tem um novo Museu dos Bombeiros com a ‚Äúmelhor colec√ß√£o do pa√≠s‚ÄĚ

Inaugurado este m√™s, o novo Museu dos Bombeiros encontra-se instalado num quartel projectado em 1930 pelo arquitecto Norte J√ļnior para a Associa√ß√£o Humanit√°ria de Bombeiros Volunt√°rios de Alcabideche (AHBVA) e ocupa os dois pisos deste edif√≠cio. Para al√©m de elementos que contam a hist√≥ria desta associa√ß√£o, desde a sua constitui√ß√£o em 1911, o¬†local acolhe ainda ‚Äúa melhor colec√ß√£o de miniaturas e de material para combate a inc√™ndios existente no nosso pa√≠s‚ÄĚ, garante a C√Ęmara Municipal de Cascais em comunicado. As pe√ßas fazem parte do vasto esp√≥lio¬†de Jos√©¬†Neto, antigo director da AHBVA, composto por mais 300 mil objectos,¬†e podem agora ser vistas na √°rea de exposi√ß√Ķes tempor√°rias no piso t√©rreo do museu.¬† Nascido em Lisboa, em 1941, Jos√© Neto foi chefe de pessoal do Hotel Estoril Sol e do Hotel do Guincho, at√© integrar a direc√ß√£o da AHBVA. O modelismo e a hist√≥ria dos bombeiros cedo se transformaram nas suas distrac√ß√Ķes favoritas, tendo estabelecido uma rede de permutas em Portugal e no estrangeiro, abra√ßando o estudo de cada um dos modelos que adquiriu, montou ou construiu de raiz. Para aprofundar os seus conhecimentos recorreu a uma infinidade de livros, jornais e revistas especializados, constituindo assim uma grande biblioteca. Desde 1981 que pe√ßas da sua colec√ß√£o foram sendo exibidas em locais como a Feira Internacional de Lisboa, o Casino Estoril, a Junta de Turismo da Costa do Estoril, o CascaiShopping e em diversas colectividades do concelho. Em 2021 foram depositadas

KBueno Steakhouse, ‚Äúuma marina, sol, e um conceito com boas carnes‚ÄĚ grelhadas em Cascais

KBueno Steakhouse, ‚Äúuma marina, sol, e um conceito com boas carnes‚ÄĚ grelhadas em Cascais

Quem a viu e quem a v√™. Durante muito tempo ignorada pelos cascaenses, ap√≥s um curto per√≠odo inicial de alguma agita√ß√£o nocturna, a marina de Cascais √©¬†hoje um local simp√°tico, movimentado e sempre com novidades. A √ļltima chama-se KBueno Steakhouse e aposta maioritariamente nas carnes grelhadas, embora tamb√©m tenha op√ß√Ķes para outros regimes alimentares. ‚ÄúTrabalhamos com carnes maturadas, carnes muito boas, e esse √© o nosso prato mais consumido‚ÄĚ explica o propriet√°rio, Carlos Rodrigues, de 60 anos. ‚ÄúDepois temos outros pratos, acima de tudo para dar um equil√≠brio [√† carta] e conseguir satisfazer as pessoas que n√£o querem carne ‚Äď podem comer umas ostras, podem comer um salm√£o, um atum‚ÄĚ, acrescenta. Decorado em tons de verde e madeira e com motivos tropicais, o KBueno Steakhouse conta com 62 lugares no interior e mais 150 na esplanada com vista para o mar. ‚ÄúPenso que o facto de ter vivido bastante tempo na cidade de Miami influenciou-me bastante. Isto √© muito t√≠pico na cidade de Miami: uma marina, sol, e um conceito com boas carnes, mas tamb√©m um pouco de marisco e peixe‚ÄĚ, afirma, sublinhando ter residido no estrangeiro a maior parte da sua vida e ter viajado pelo mundo todo por motivos profissionais. D. R. Na carta, que reflecte em parte o percurso internacional de Carlos, encontra entradas como ostras com picle de ma√ß√£ verde e malagueta (2,90‚ā¨), thai salad, um mistura de pepino, pimentos, cenoura, laranja, coentros e hortel√£ (6,90‚ā¨), as cl√°ssicas chicken wings, asas de fran

K Thai: a street food tailandesa aterrou em Cascais

K Thai: a street food tailandesa aterrou em Cascais

Para os f√£s de comida picante, surgem boas-novas dos lados de Cascais. Aberto h√° uns meses, o K Thai √© o novo restaurante tailand√™s do bairro da Torre, cada vez mais completo em termos de¬†oferta ‚Äď √© a√≠ que tamb√©m encontra, por exemplo,¬†o pioneiro P√°teo do Petisco,¬†o MOA Sushi, ou o¬†MA√ģDE, especialista em brunches e receitas asi√°ticas. Pequeno e discreto, o K Thai conta com 20 lugares no interior e mais 16 na esplanada. ‚ÄúO meu s√≥cio e eu conhecemos muito bem a √Āsia e adoramos esta comida. A ideia de abrir um restaurante tailand√™s surgiu porque esta √© uma gastronomia que ainda n√£o est√° muito desenvolvida em Portugal. Ach√°mos que seria uma boa oportunidade‚ÄĚ, explica Andr√©s Sousa, um dos propriet√°rios, acrescentando que t√™m outro espa√ßo em Carcavelos, ‚Äúapenas em delivery porque, infelizmente, h√° uma falta generalizada de pessoal na √°rea da restaura√ß√£o‚ÄĚ. ‚ÄúEst√° tudo pronto, s√≥ faltam os funcion√°rios‚ÄĚ, sublinha.¬† D. R.Sopa de camar√£o ‚ÄúAbrimos a 8 de Mar√ßo para delivery e take-away. A nossa ideia n√£o era¬†fazer um restaurante mas os reviews a pedir um espa√ßo foram tantos, mas tantos, que decidimos abrir aqui um pequeno restaurante, muito ao estilo street food‚ÄĚ, explica. Quanto aos pratos mais pedidos, o propriet√°rio n√£o hesita em responder que s√£o os de caril, presentes na carta em oito vers√Ķes, todos acompanhados de arroz, e com diferentes intensidades de picante. Assim, quem¬†aprecia¬†calores s√ļbitos e ardor na l√≠ngua, ficar√° garantidamente feliz com o caril vermelho de frango (13.5

Oktoberfest. A grande festa da cerveja est√° volta ao Porto

Oktoberfest. A grande festa da cerveja est√° volta ao Porto

N√£o precisa de ir at√© √† Alemanha para¬†viver um pouco da¬†anima√ß√£o que √© a Oktoberfest. A cerveja Nortada encarrega-se de trazer √† Invicta uma vers√£o do festival alem√£o, que nesta quinta edi√ß√£o acontece entre 16 de Setembro e 8 de Outubro, com comida t√≠pica e muita cerveja artesanal. Ao longo destes dias,¬†a casa da cerveja artesanal em pleno centro hist√≥rico do Porto ter√° novas cervejas criadas para o evento, um menu especialmente preparado para a ocasi√£o e diversos jogos tem√°ticos. Com entrada gratuita, o brewpub vai estar equipado a rigor, desde os colaboradores at√© √†s mesas t√≠picas da Baviera, para que a festa seja aut√™ntica. As novidades nas cervejas deste Oktoberfest s√£o a Munich Helles, dispon√≠vel exclusivamente nas torneiras do brewpub da Nortada, e uma reedi√ß√£o do sucesso de 2021 ‚Äď uma m√§rzen servida em garrafa e √† press√£o. J√° o menu festivo inclui um pretzel para entrada, uma escolha de prato principal entre weisswurst (uma selec√ß√£o de salsichas) ou um schnitzel com molho de cogumelos e, claro, uma caneca de m√§rzen de 0,5L para acompanhar a refei√ß√£o como manda o protocolo. Tudo isto por 15‚ā¨ por pessoa. Se ainda houver espa√ßo para a sobremesa,¬†pe√ßa o tradicional Apfelstrudel (4,50‚ā¨). F√°brica Nortada. Rua de S√° da Bandeira, 210 (Porto). Aberto de ter√ßa a domingo. +¬†The Stranglers e Gipsy Kings actuam no Douro & Porto Wine Festival em Setembro +¬†MIMO Festival estreia-se na Invicta com concertos de Don Letts e Chico C√©sar ¬† ¬† ¬†

H√° mais de 150 cervejas artesanais para provar no Harvest Fest

H√° mais de 150 cervejas artesanais para provar no Harvest Fest

O Harvest Fest est√° de regresso a Vila Verde, ap√≥s a √ļltima edi√ß√£o em 2019 que contou com cerca de 5000 participantes. O evento vai decorrer entre 16 e 18 de Setembro e promete¬†tr√™s dias em cheio com¬†m√ļsica, anima√ß√£o e, claro, muita cerveja. A organiza√ß√£o ficou a cargo da¬†minhota Letra e a zona envolvente √† f√°brica da mesma, bem no centro de Vila Verde, foi o local escolhido para acolher o Harvest Fest que espera receber o dobro das pessoas da edi√ß√£o anterior.¬† A representar Portugal v√£o estar, al√©m da anfitri√£, marcas como a Musa, a Vadia, a A√ßor, a Alvares, a Madam Lindinha Lucas, a Love Craft, a Alma ou a Tough Love.¬†J√° a famosa Domus de Toledo vir√° em representa√ß√£o de nuestros hermanos e¬†o evento contar√° ainda com a presen√ßa de um projecto de sidras artesanais.¬† Porque cerveja artesanal e m√ļsica andam lindamente lado a lado, conte com os Cosmic Mass, os On The Road e o DJ Mister Teaser no primeiro dia de festival. Ao comando do segundo dia estar√£o os Quadra, We Rythm & Blues e o DJ Rufia Terno, e o encerramento ser√° feito ao som dos ritmos brasileiros com os Obra e o DJ Lucas de Freitas. Para animar ainda mais a malta,¬†haver√° ainda v√°rias iniciativas como √© o caso dos cocktails feitos com cerveja a cargo do bar Billa, dos showcookings cervejeiros com a Alquimia, das provas de novos produtos como o hidromel e chocolates, ou mesmo de uma aula para aprender a fazer cerveja em casa.¬† Para os que t√™m a mania que a cerveja engorda, relaxem e bebam √† vontade, pois haver√°¬†uma par

Mozzafiato, o novo inquilino da Rua Amarela em Cascais

Mozzafiato, o novo inquilino da Rua Amarela em Cascais

A alegre Rua Amarela, em Cascais, tem um novo inquilino, que chegou directamente de It√°lia. O Mozzafiato, que em portugu√™s significa uma coisa incr√≠vel, deslumbrante ou de cortar a respira√ß√£o, instalou-se ao lado da veterana (e conterr√Ęnea) La Contessa, que h√° muito que ali serve carpaccios e piadinas de devorar e chorar por mais. O¬†Grupo Bar do Guincho, respons√°vel pelo espa√ßo, explica que a carta, com ‚Äúboas massas, bons risottos e as obrigat√≥rias pizzas‚ÄĚ, vai ao encontro daquilo que no seu entender estava a faltar ali ‚Äď um oferta que agradasse a toda a fam√≠lia. Francisco Rom√£o Pereira / Time OutA cl√°ssica carbonara all‚ÄôItaliana, um dos pratos mais pedidos Assim, conte com primi piatti como bruschetta de camar√£o (7,50‚ā¨) ou burrata e pesto de cajus caseiro (9‚ā¨) e, entre os secondi piatti, cl√°ssicos como o bife alla Milanese (16‚ā¨), o linguini al Nero di seppia com camar√£o (16‚ā¨), a carbonara all‚ÄôItaliana (13‚ā¨), e o risotto de vieiras e lima (16‚ā¨). Por seu turno, na sec√ß√£o das pizzas h√° seis op√ß√Ķes: Margherita e manjeric√£o (10‚ā¨), burrata e prosciutto (13‚ā¨), porcini e fiambre (11‚ā¨), tartufo e porcini (13‚ā¨), pepperoni (11‚ā¨), e camar√£o e pasta de coentros e cebola (13‚ā¨). Para rematar, pe√ßa uma das sobremesas tradicionais italianas, como a panna cotta de baunilha natural e frutos silvestres¬†(4‚ā¨) ou o tiramis√Ļ all‚Äôamaretto (4‚ā¨). Francisco Rom√£o Pereira / Time OutPizza de burrata e prosciutto O Mozzafiato conta com 40 lugares sentados, entre espa√ßo interior e esplanada, e est√° abe

Festival Craft regressa a Gaia com mais de 100 cervejas artesanais

Festival Craft regressa a Gaia com mais de 100 cervejas artesanais

Oito dias, 23 marcas, mais de 100 cervejas artesanais ‚Äď se isto n√£o √© alegria (quem n√£o gosta da bebida que nos perdoe), desconhecemos o que ser√°. J√° na sua terceira edi√ß√£o, o festival Craft est√° de volta ao quarteir√£o cultural de Vila Nova de Gaia, durante dois fins-de-semana seguidos, de 29 de Setembro a 2 de Outubro e de 6 a 9 de Outubro.¬† Al√©m de mais cerveja durante mais dias (este ano houve uma extens√£o das datas do festival), as Beer Talks, que v√£o dar a conhecer tem√°ticas ligadas ao mundo da cerveja, s√£o outra das¬†surpresas deste ano. Apresentadas as novidades, importa agora esclarecer que os ingredientes principais desta festa mant√™m-se: 23 cervejeiros que trar√£o mais de 100 cervejas artesanais¬†diferentes, m√ļsica e anima√ß√£o a cargo dos DJs oficiais, e pontos de alimenta√ß√£o com petiscos tradicionais para que n√£o lhe d√™ nenhuma fraqueza. O evento ser√° uma vez mais de entrada gratuita. Quem quiser beber, dever√° comprar um copo do evento (2‚ā¨) e uma pulseira (2‚ā¨) para carregar com o saldo pretendido. O copo e a pulseira s√£o v√°lidos para os oito dias de festa. Quanto √†s marcas de cerveja presentes conte com A√ßor, Aldeana, Barona, Burguesa, Colossus, D‚Äôos Diabos, Deuses do Malte, Dois Corvos, Epicura, Iberwolf, Letra, Love Craft Brews, Lupum, Madame Lindinha Lucas, Nortada, Oitava Colina, Piratas Cervejeiros, Post Scriptum Brewery, Praxis, Rima, Sovina, Tough Love e Vadia. Quarteir√£o cultural de Vila Nova de Gaia.¬†Rua do Choupelo, 39. De 29 de Setembro a 2 de Outubro e de 6

The Stranglers e Gipsy Kings actuam no Douro & Porto Wine Festival em Setembro

The Stranglers e Gipsy Kings actuam no Douro & Porto Wine Festival em Setembro

√Č com m√ļsica e vinho que o Douro & Porto Wine Festival recebe os seus convidados no fim-de-semana de 17 e 18 de Setembro, num dos mais id√≠licos cen√°rios do mundo, a regi√£o do Alto Douro Vinhateiro. Se no primeiro dia sobem ao palco principal Sons do Douro, a banda do filme ‚ÄúVaria√ß√Ķes‚ÄĚ, Faf√° de Bel√©m e Gipsy Kings by Diego Baliardo, como cabe√ßa de cartaz, no segundo conte com Irma, Tiago Bettencourt, The Stranglers e, a fechar a noite, Pedro Abrunhosa. Musica √† parte, haver√° atrac√ß√Ķes, gastronomia regional e experi√™ncias sensoriais, sempre regadas pelos melhores n√©ctares dos deuses ‚Äď os vinhos do Douro. Engane-se quem pensa que o¬†segundo palco √© o parente pobre no que toca √† programa√ß√£o. O¬†cook stage, nome oficial, contar√° com a curadoria e modera√ß√£o do chef Miguel Castro e Silva que, entre espect√°culos de live cooking, degusta√ß√Ķes, m√ļsica e palestras, ir√° tratar de forrar o est√īmago aos visitantes. Entre outros ilustres para cozinhar, comer, beber ou falar, conte com JJ Vint√©m, Ant√≥nio Loureiro, Marlene Vieira, Catarina Nascimento, Tiago Bonito, Jos√© Guedes, Dirk Niepoort, David Guimaraens, Fernando Alvim e Miguel Gameiro. Mas h√° mais. O Douro & Porto Wine Festival garante ainda outras experi√™ncias e actividades. √Č o caso da √°rea de food trucks e das wine houses: pequenas casas de madeira distribu√≠das de forma organizada pelo espa√ßo, onde √© poss√≠vel degustar, provar e comprar vinhos das mais variadas quintas da regi√£o demarcada do Douro. Para os que j√° est√£o a pensar no aloja