Get us in your inbox

Teresa David

Teresa David

Jornalista

Articles (54)

Os melhores sítios para comprar bolo-rei em Lisboa

Os melhores sítios para comprar bolo-rei em Lisboa

Em forma de coroa e feito de massa l√™veda, o bolo-rei popularizou-se em Portugal no s√©culo XIX, seguindo uma receita origin√°ria do sul de Loire, que ainda hoje se mant√©m.¬†Conta a lenda que¬†a primeira casa a vend√™-lo foi a Confeitaria Nacional, que se mant√©m firme na lista dos melhores s√≠tios para comprar o bolo-rei em Lisboa. Ao longo do tempo, perdeu a fava, perdeu o brinde, mas n√£o h√° mudan√ßa que nos tire o bolo-rei da mesa de Natal.¬†E para¬†aqueles que lhe resistem, habitualmente queixando-se da fruta cristalizada, s√£o cada vez mais as varia√ß√Ķes.¬† Recomendado: Cabazes para oferecer este Natal

Onze sítios para comprar bolos em Lisboa e ser feliz

Onze sítios para comprar bolos em Lisboa e ser feliz

Quem disse que √© preciso uma ocasi√£o especial para comer um bolinho? Seja para levar para aquele jantar com amigos, seja para celebrar um anivers√°rio ou outra data, um bolo √© sempre uma boa ideia. Das alternativas¬†mais cl√°ssicas, como o bolo de chocolate ou o bolo de bolacha, a outras mais arrojadas, como um "bolo feio" que anda por a√≠ nas bocas do mundo, h√°¬†v√°rios s√≠tios onde vale a pena¬†comprar bolos em Lisboa ‚Äď e¬†o melhor de tudo √© que nem todos precisam de ser encomendados com tempo. Basta aparecer na loja.¬† Recomendado:¬†As melhores chocolatarias em Lisboa

Programa das festas para Novembro em Lisboa

Programa das festas para Novembro em Lisboa

Dizem que a movida √© madrilena, mas nos dias que correm Lisboa n√£o lhe fica atr√°s. O que n√£o falta aqui¬†s√£o s√≠tios¬†para dan√ßar at√© de manh√£. E o melhor √© que o programa das festas para este m√™s √© bem recheado. H√° de tudo: festas que apelam a¬†reggaetoneros, aos¬†amantes da electr√≥nica, aos que t√™m o samba no p√©, e at√© aos que n√£o vivem sem a m√ļsica de outros tempos. Seja qual for o seu veneno, o importante √© sair e viver a cidade. E lembre-se de beber √°gua porque tamb√©m n√£o queremos manh√£s dif√≠ceis.¬† Recomendado: As melhores coisas para fazer em Lisboa este m√™s

Os melhores passeios em Lisboa para fazer este mês

Os melhores passeios em Lisboa para fazer este mês

Cal√ßado e roupa confort√°veis, uma garrafa de √°gua e vontade de se p√īr a caminho. Estes s√£o os¬†essenciais para um passeio pela bonita cidade de Lisboa e arredores. As op√ß√Ķes s√£o v√°rias e¬†adequam-se a todos os gostos e formas f√≠sicas, mas fique atento: algumas destas actividades requerem reservas ou inscri√ß√Ķes pr√©vias. Aproveite para juntar a fam√≠lia ou um grupo de amigos e¬†conhe√ßa as vistas e as hist√≥rias da cidade de Lisboa (e n√£o s√≥) ao mesmo tempo que pratica algum exerc√≠cio e aproveita o ar puro. Recomendado: As melhores coisas para fazer em Lisboa este m√™s

Cinco coisas para comer e beber na noite de Halloween em Lisboa

Cinco coisas para comer e beber na noite de Halloween em Lisboa

O¬†Halloween est√° a√≠ √† porta e o terror j√° est√° instalado, mas se ainda n√£o tem planos, nada tema. Fomos √† descoberta do que h√° de melhor e de mais assustador na cidade e reunimos¬†cinco propostas para o tirar de casa e dar-lhe a provar (comer e beber) coisas especialmente pensadas para o dia das bruxas. Afinal, nesta data especial, nem tudo tem de ser uma festa de mascarados, ainda que¬†isso lhe possa valer uns pr√©mios.¬†Confira as nossas¬†sugest√Ķes deliciosamente assombradas na lista que se segue.¬† Recomendado: Aqui n√£o h√° travessura: prove estes doces de Halloween em Lisboa

Aqueça nos melhores bares com lareira

Aqueça nos melhores bares com lareira

Nem todos podem ter uma casa com lareira. Mas a verdade é que quando está frio dá muito jeito. Felizmente é fácil fingir durante uns minutos que está no seu chalé na Suíça a reflectir sobre neutralidade helvética e sigilo bancário. Basta fazer proveito dos melhores bares com lareira na Grande Lisboa, desde clássicos até bares na praia, porque é possível aquecer-se sem perder o privilégio da vista para o mar. Espreite a lista que se segue, vista um agasalho e vá beber um copo para um destes spots. Recomendado: Os novos cocktails do Time Out Bar para brindar a 2022

Nove restaurantes escondidos em Lisboa para uma refeição discreta

Nove restaurantes escondidos em Lisboa para uma refeição discreta

Escondidos por detrás de um espelho, no primeiro piso de um edifício banal, dentro de um centro comercial fantasma ou sem qualquer identificação à entrada. Há portas em Lisboa que escondem um bom restaurante japonês, restaurantes de fine dinning ou indianos clássicos. Não tenha medo de entrar num beco sem saída sem nenhum traseunte. Provavelmente é lá que vai encontrar o melhor sítio para almoçar ou jantar. Na lista que se segue dizemos-lhe alguns dos restaurantes escondidos em Lisboa que vale a pena procurar, para uma refeição longe de olhares indiscretos.  Recomendado: Oito brunches buffet em Lisboa para aproveitar sem culpa

Os melhores novos restaurantes em Lisboa

Os melhores novos restaurantes em Lisboa

As novidades na restaura√ß√£o multiplicam-se de tal forma que, √† medida que¬†damos conta¬†dos restaurantes que abriram nos √ļltimos meses, novas mesas j√°¬†nos esperam. Felizmente,¬†os projectos que tinham ficado em suspenso d√£o-se agora a conhecer. H√° restaurantes de alta-cozinha, comida democr√°tica e street food, refei√ß√Ķes para qualquer hora, pratos daqui e do mundo.¬†Fazemos-lhe um guia com os melhores novos restaurantes em Lisboa, abertos nos √ļltimos meses. N√£o se deixe sentir desactualizado e marque j√° uma mesa ‚Äď √© s√≥ escolher o que mais lhe apetece hoje. Recomendado: Os melhores novos brunches em Lisboa

Konnichiwa, Lisboa. Os novos restaurantes japoneses que o v√£o p√īr √† prova

Konnichiwa, Lisboa. Os novos restaurantes japoneses que o v√£o p√īr √† prova

A vida retomou a normalidade e as novidades gastron√≥micas sucedem-se em Lisboa, de tal forma que fica at√© dif√≠cil de acompanhar. Nos √ļltimos meses, apareceram na cidade e arredores novos restaurantes japoneses que prometem dar que falar ‚Äď na verdade, alguns j√°¬†t√™m dado e a prova disso √© a dificuldade em arranjar mesa. Nem todos se fazem de sushi porque a gastronomia japonesa √© mais rica do que isso. Nestes novos restaurantes japoneses, h√° pre√ßos em conta, mas tamb√©m contas¬†que podem pesar mais¬†porque os restaurantes n√£o s√£o todos iguais ‚Äď e ainda bem que assim √©. Recomendado: Os melhores restaurantes japoneses em Lisboa ¬†

Dez restaurantes em Lisboa com novidades para toda a semana

Dez restaurantes em Lisboa com novidades para toda a semana

Entre novos restaurantes, mudanças nas cartas ou trocas de chefs, todas as semanas perdemos a conta às mesas onde nos sentamos para que nunca lhe faltem novidades. Aqui reunimos dez restaurantes onde vai querer reservar mesa, seja para celebrar uma ocasião especial, seja para ficar a par das mesas que têm dado que falar por aí. Há menus especiais, pratos novos em restaurantes com estrela Michelin, bares com comida de chef, terraços escondidos e outros na praia, comidas do mundo e daqui. Se está à procura de uma sugestão para marcar mesa, veio ao sítio certo. Recomendado: Os melhores novos restaurantes em Lisboa  

√Č preciso ter tomates para ir a Oeiras este fim-de-semana

√Č preciso ter tomates para ir a Oeiras este fim-de-semana

Vinho, comida e mulheres que os t√™m no s√≠tio. Mulheres com Tomates, uma iniciativa da NUTS para promover nomes femininos na cozinha,¬†est√° de regresso para uma quarta edi√ß√£o, que junta v√°rias mulheres √† mesa para falar sobre gastronomia e turismo.¬†O encontro est√° marcado para este domingo, 15 de Maio, a partir das 14.30,¬†nos jardins do Pal√°cio do Marqu√™s de Pombal.¬† V√£o estar presentes Ana Moura, do restaurante Lamelas (Porto Covo);¬†Ang√©lica Salvador, do restaurante In Diferente (Porto);¬†Maria Solivellas, do restaurante Ca na Toneta (Mallorca);¬†Marlene Vieira, do restaurante Marlene, (Lisboa); No√©lia Jer√≥nimo, do restaurante No√©lia e Jer√≥nimo (Tavira); e¬†Carla Rocha,¬†vereadora do Turismo e Comunica√ß√£o do Munic√≠pio de Oeiras, numa conversa¬†moderada por Patr√≠cia Conde, da NUTS.¬†O¬†tema ser√° "As¬†Chefs¬†e a Cidade".¬† Pela primeira vez, o evento vai incluir a performance¬†Vino Verita, por Patr√≠cia Gabriel, autora de v√°rias instala√ß√Ķes gastron√≥micas, e ainda uma cria√ß√£o com Villa Oeiras, um vinho de Carcavelos, pela¬†chef¬†pasteleira Sara Soares.¬† Este ano, o¬†Mulheres com Tomates acontece em paralelo com o H√° Prova em Oeiras, uma¬†mostra enogastron√≥mica de tr√™s dias (a come√ßar esta sexta-feira)¬†que quer dar a conhecer as iguarias do concelho. Na antecipa√ß√£o do encontro, a Time Out¬†fez tr√™s perguntas a cada uma das chefs.

16 restaurantes para dançar em Lisboa

16 restaurantes para dançar em Lisboa

Escolher um sítio para jantar é, geralmente, muito fácil. Difícil costuma ser decidir para onde seguir a noite. Nada tema. A Time Out dá conta da tendência que nos vem facilitar a vida. Um dois em um. O que não falta agora são restaurantes com alma de bar e discoteca para todos os gostos. Dá para jantar, beber um copo (ou dois, ou três) e deixar-se ficar para dançar noite dentro. Marque mesa num destes restaurantes para dançar em Lisboa e comece e acabe a noite no mesmo sítio. Sempre em bom. Recomendado: Os melhores sítios para beber cerveja artesanal em Lisboa

Listings and reviews (2)

Maria Croissant

Maria Croissant

O aroma a croissant acabado de sair do forno sente-se logo √† entrada da Maria Croissant, na Pra√ßa de Londres. Tal como a identidade dos respons√°veis, a receita da massa √© um segredo absoluto. ‚ÄúInspirei-me na Maria Antonieta, que levou da √Āustria a receita do croissant folhado, e criei um meio folhado com um sabor bem portugu√™s. Considero-me uma fus√£o entre o croissant original e a tradicional pastelaria portuguesa‚ÄĚ, diz o respons√°vel pela marca, que prefere manter o anonimato. O croissant pode ser pedido simples ou com um dos muitos recheios doces e salgados. ‚ÄúDos doces, os que se t√™m destacado como preferidos dos mes chers s√£o o de creme de ovo (2‚ā¨), creme de avel√£ (2,20‚ā¨) e ma√ß√£ e canela (2,70‚ā¨); j√° nos salgados t√™m sido o de doce ab√≥bora e queijo creme (2,50‚ā¨), salm√£o (3,90‚ā¨) e frango (3,70‚ā¨)‚ÄĚ, enumera. Os mais tradicionais, como o misto (2‚ā¨), s√£o uma op√ß√£o segura para quem gosta pouco de arriscar. √Ä carta cl√°ssica junta-se o ‚Äúcapricho do m√™s‚ÄĚ, com edi√ß√Ķes limitadas. Nesta corte, como lhe chama a marca, al√©m dos croissants servem- -se tamb√©m produtos de cafetaria e sumos naturais. H√° ainda menus de pequeno-almo√ßo e almo√ßo (com sopa inclu√≠da). A est√©tica √© muito semelhante √† da primeira loja, que abriu em Dezembro de 2020 no Centro Comercial Oeiras Parque. A da Pra√ßa de Londres √© a segunda, e recentemente chegaram em grande ao Centro Comercial Colombo.

Croissanteria Tradicional

Croissanteria Tradicional

Aqui n√£o se fazem as coisas pela metade. Falamos do croissant, claro, que √© generoso em tamanho, um dos pontos diferenciadores da nova Croissanteria Tradicional. O de assinatura √© uma mistura entre brioche e folhado, mas tamb√©m est√° dispon√≠vel o cl√°ssico croissant franc√™s ‚Äď que at√© tem uma vers√£o vegan. Para lhe dar um toque extra, h√° op√ß√Ķes doces e salgadas. Para os gulosos destaca-se o tradicional doce de ovo com am√™ndoa (2,20‚ā¨), a ma√ß√£ e canela (2,80‚ā¨), o caramelo salgado (3‚ā¨) e a nutella (2‚ā¨). Quem √© do team dos salgados tem √† disposi√ß√£o o recheio de queijo fresco, tomate e or√©g√£os (3,20‚ā¨); requeij√£o, doce de ab√≥bora e noz (3,20‚ā¨), e presunto, queijo parmigiano e r√ļcula (3,80‚ā¨). Esta pequena e despojada loja em Benfica, com algumas mesas no interior e uma esplanada, √© um neg√≥cio de fam√≠lia dos irm√£os Leonor Oliveira e V√≠tor Sousa, que s√£o doidos por croissants desde que s√£o mi√ļdos, e do filho de Leonor, Gon√ßalo Oliveira.

News (195)

Chefs on Fire: a próxima festa à volta da fogueira dura três dias

Chefs on Fire: a próxima festa à volta da fogueira dura três dias

O Chefs on Fire vai voltar √† Fiartil - Feira de Artesanato do Estoril em 2023 para mais uma edi√ß√£o dedicada √† cozinha de fogo,¬†e desta vez ter√° a dura√ß√£o de tr√™s dias ‚Äď 8, 9 e 10 de Setembro, anunciou a organiza√ß√£o esta ter√ßa-feira.¬† ‚ÄúA nossa casa fica cheia num instante e, se √© um orgulho esgotar desde o primeiro dia, queremos conseguir receber todos os que se querem juntar a n√≥s e que ainda n√£o conseguiram, sem alterar a din√Ęmica do que √© o Chefs on Fire‚ÄĚ, diz o produtor executivo do projeto, Gon√ßalo Castel-Branco, para justificar o dia extra.¬† Por enquanto, ainda n√£o h√° cartaz de bandas e chefs, mas a julgar pelos anos anteriores esperam-se nomes¬†grandes. Ainda assim, os bilhetes j√° est√£o √† venda em chefsonfire.pt.¬† Nos pre√ßos tamb√©m h√° novidades. Est√° √† venda, pela primeira vez, um passe de tr√™s dias, com direito a 15 doses de comida e 10 bebidas no total, por 200‚ā¨. J√° o bilhete di√°rio, que inclui 5 doses de comida e 2 bebidas, custa 75‚ā¨. A entrada √© livre para crian√ßas at√© aos 6 anos e dos 6 aos 12, o bilhete custa 20‚ā¨ e d√° acesso √† zona kids e √† comida preparada pelos mini chefs nessa √°rea.¬† +¬†Scoop‚Äėn Dough leva os seus d√≥nutes e gelados vegan para Cascais +¬†Fernando Tordo canta ‚ÄúAs Can√ß√Ķes dos Oper√°rios de Natal‚ÄĚ no Estoril ¬†

Scoop‚Äėn Dough leva os seus d√≥nutes e gelados vegan para Cascais

Scoop‚Äėn Dough leva os seus d√≥nutes e gelados vegan para Cascais

Depois do sucesso da Scoop‚Äôn Dough nas Portas de Santo Ant√£o, Restauradores, onde n√£o faltam momentos concorridos, com fila √† porta e tudo, a marca de d√≥nutes e gelados vegan e artesanais dos irm√£os Darchite e Jimite Kantelal d√°-se agora a conhecer na Linha, mais concretamente em Cascais, com os cl√°ssicos de sempre.¬† "Temos muitos clientes desta zona que iam de prop√≥sito √† loja dos Restauradores e receb√≠amos muitos pedidos para abrir em Cascais. Tivemos a oportunidade de abrir numa boa localiza√ß√£o e decidimos arriscar‚ÄĚ, diz Darchite num comunicado enviado √† Time Out. "Acreditamos que √© tamb√©m muito positivo em termos de presen√ßa de marca, uma vez que ainda n√£o existia ningu√©m no nosso segmento de mercado, ou seja, no ramo da alta pastelaria ou dos d√≥nutes artesanais a proporcionar uma experi√™ncia. O nosso conceito pode definir-se como gourmet fun‚ÄĚ, completa o respons√°vel.¬† DR Ao contr√°rio do que acontece na loja de Lisboa, que tem apenas alguns lugares na esplanada, esta nova Scoop‚Äôn Dough, situada mesmo no centro da vila, conta com um¬†p√°tio interior ‚Äď um dos grandes desejos que Darchite e Jimite para esta abertura. A decora√ß√£o √© inspirada nos p√°tios marroquinos, mas tamb√©m h√° elementos portugueses e indianos a enfeitar a sala.¬† H√° algumas novidades pensadas para o futuro, mas por agora os irm√£os Kantelal levam para Cascais os cl√°ssicos de Lisboa, como os d√≥nutes raspberry & vanilla (4,90‚ā¨) e o chocolate tart (4,90‚ā¨), assim como as edi√ß√Ķes especiais com produtos sazonais, c

O gin continua na berra? No Bar 1855 Gin Garden sim

O gin continua na berra? No Bar 1855 Gin Garden sim

Apelativo para os olhos, prazeroso na boca, sexy e sofisticado. H√° mais de dez anos que o gin se transformou numa bebida de culto em v√°rias partes do mundo ‚Äď uma moda que teima em n√£o desaparecer e que continua a fazer nascer espa√ßos especializados em Lisboa. Prova disso √© o Bar 1855 Gin Garden, no Hotel Martinhal Chiado, aberto desde Junho na Rua das Flores, no Chiado, e inaugurado agora. A carta de cocktails, assinada por Peter O'Connor, do Onda, na Gra√ßa, √© na sua maioria preparada com gin. No dia a dia, Rui Barbosa √© o barman de servi√ßo.¬† Aqui, o ambiente ‚Äď escuro, intimista, acolhedor ‚Äď convida a um copo descontra√≠do, mesmo que o espa√ßo perten√ßa a um edif√≠cio hist√≥rico imponente, de 1855. Da decora√ß√£o simples e bonita, com azulejos e plantas, salta √† vista um BMW Isetta estacionado √† entrada. ‚ÄúEste carrinho tem uma hist√≥ria. Relaciona-se com o Martinhal. Em todos os hot√©is temos uma carrinha p√£o de forma, mas quando viemos para aqui n√£o t√≠nhamos espa√ßo para ela, ent√£o decidimos colocar este carrinho, que √© um BMW Isetta‚ÄĚ, esclarece Rosa Santos, directora de marketing do Martinhal.¬† Mariana Valle Lima Al√©m de servir o hotel, h√° uma porta para a rua a chamar quem l√° passa. ‚ÄúQuer√≠amos fazer uma coisa apelativa para um mercado local. N√£o propriamente aquele mercado mais novo que vem para a noite, mas sim as pessoas que querem beber um copo e comer umas tapas depois do trabalho, que v√£o ao teatro ou aos espect√°culos aqui perto‚ÄĚ, diz Rosa Santos. J√° a escolha do gin como a

Maroon 5 vão levar o novo disco (e os êxitos) ao Passeio Marítimo de Algés

Maroon 5 vão levar o novo disco (e os êxitos) ao Passeio Marítimo de Algés

Os norte-americanos Maroon 5, liderados pelo vocalista Adam Levine, anunciaram esta ter√ßa-feira uma digress√£o europeia que arranca em Portugal, a 13 de Junho de 2023, com um concerto no Passeio Mar√≠timo de Alg√©s.¬† A banda, que actuou pela √ļltima vez em Portugal no Rock in Rio Lisboa de 2016, vir√° apresentar o seu mais recente √°lbum de est√ļdio, Jordi, editado em 2021. Ainda assim, n√£o dever√£o faltar √™xitos como ‚ÄúSunday Morning‚ÄĚ e ‚ÄúShe Will Be Loved‚ÄĚ no alinhamento.¬† Os bilhetes para o concerto ser√£o postos √† venda esta sexta-feira, 18 de Novembro, √†s 10.00, mas j√° se conhecem os pre√ßos. Para a plateia em p√©, que ter√° dois espa√ßos, os pre√ßos diferem: 65‚ā¨ ou 160‚ā¨. J√° os bilhetes para o Golden Circle custar√£o 90‚ā¨. Os ingressos mais caros, e que ter√£o um valor de 200‚ā¨, incluem entrada antecipada e acesso ao Golden Circle. Depois de Lisboa, a digress√£o ir√° passar por cidades como Madrid, Barcelona, Berlim, Paris e Londres.¬† Passeio Mar√≠timo de Alg√©s (Alg√©s). 13 de Junho (Ter). 65‚ā¨-200‚ā¨ +¬†Ant√≥nio Zambujo e Miguel Ara√ļjo voltam a tocar juntos em 2023 +¬†Lionel Richie √© o primeiro nome confirmado para o Cooljazz 2023

Tempero Brasil: festival brasileiro de gastronomia aterra em Lisboa e Cascais

Tempero Brasil: festival brasileiro de gastronomia aterra em Lisboa e Cascais

A gastronomia portuguesa e brasileira v√£o ser as estrelas do festival cultural e gastron√≥mico Tempero Brasil Portugal, que come√ßa j√° na sexta-feira, dia 11 de Novembro, e que se prolonga por dez dias em seis restaurantes¬†de Lisboa e Cascais. Esta √© a primeira edi√ß√£o do festival no pa√≠s. No Brasil, o evento j√° conta com mais de 20 edi√ß√Ķes. ‚ÄúPromover o Tempero em Portugal √© fomentar a economia criativa e misturar tudo num grande caldeir√£o de entretenimento, experi√™ncias e celebra√ß√£o da cultura dos dois pa√≠ses‚ÄĚ, diz Djanira Dias, organizadora do festival, numa nota enviada √† imprensa. Como acontece nas edi√ß√Ķes brasileiras do evento, o circuito traz chefs curadores: aqui V√≠tor Sobral, um dos maiores aficionados da cozinha portuguesa; e a embaixadora da gastronomia baiana e brasileira Tereza Paim. At√© 20 de Novembro, os v√°rios chefs dos restaurantes convidados ‚Äď Tasca da Esquina, O Boteco, Palaphita Cascais, Lota da Esquina, Qui√ß√°! e Dali Cozinha Surreal ‚Äď v√£o criar pratos com sabor a Brasil e Portugal.¬† A isto junta-se uma aula de show cooking (com degusta√ß√£o) com a dupla de chefs Vitor Sobral e Tereza Paim, no dia 12 de Novembro, pelas 16.30. ‚ÄúBrasil e Portugal ‚Äď Uma Mistura de Sabores‚ÄĚ vai ter lugar no n√ļmero 12 da Avenida da Liberdade, e √© uma parceria com a Casa Brasil Bicenten√°rio e organizado pela ApexBrasil e pela Embaixada do Brasil. A participa√ß√£o √© gratuita, mas √© necess√°ria inscri√ß√£o aqui.¬† N√£o seria um festival sem m√ļsica e por isso, no dia 13 de Novembro, a partir da

Três dias de copo na mão. Mercado de Vinhos, no Campo Pequeno, dá destaque à Bairrada

Três dias de copo na mão. Mercado de Vinhos, no Campo Pequeno, dá destaque à Bairrada

H√° mais do que leit√£o na Bairrada. Na verdade, √© a maior regi√£o produtora de espumante em Portugal, e √© terra de brancos frescos e arom√°ticos e tintos robustos. Por isso, a Bairrada √© a regi√£o convidada na 9.¬™ edi√ß√£o do Mercado de Vinhos, um evento v√≠nico que regressa ao Campo Pequeno entre os dias 11 e 13 de Novembro. S√£o tr√™s dias de copo na m√£o e esperam-se muitas novidades. Este ano, al√©m de poder provar e comprar vinhos, o Mercado de Vinhos vai distinguir ‚ÄúA escolha do Mercado‚ÄĚ com um concurso de vinhos coordenado pela Associa√ß√£o de Escan√ß√Ķes de Portugal (AEP). Os profissionais desta associa√ß√£o tamb√©m v√£o liderar as ‚Äúconversas e um copo de vinho‚ÄĚ, no audit√≥rio, para discutir temas relacionados com o sector, altura em que os visitantes se podem inscrever gratuitamente para os cursos de inicia√ß√£o √† prova. J√° a Exposi√ß√£o dos Aromas vai dar a conhecer as castas portuguesas e aromas identificativos dos vinhos ‚Äď uma exposi√ß√£o interactiva que promete despertar os sentidos. N√£o faltar√£o ainda ac√ß√Ķes de sensibiliza√ß√£o para o consumo moderado de vinho.¬† Campo Pequeno. Sex 16.00-21.00, S√°b 11.00-21.00, Dom 11.00-20.00. 5‚ā¨ sem copo ou 8‚ā¨ com copo +¬†Marlene Vieira convida Rui Paula, S√° Pessoa e √ďscar Geadas para um jantar de Outono +¬†Quando o fine dining √© MAU, √© para comer tudo

Mais do que um jantar, uma experiência. O Sky Bar Oriente estreia-se nos dinner shows

Mais do que um jantar, uma experiência. O Sky Bar Oriente estreia-se nos dinner shows

Nos dias 11 e 12 de Novembro, chega ao Sky Bar Oriente do Hotel Tivoli, em Lisboa, o Cook&Fun: um dinner show que combina gastronomia, m√ļsica, performance, mixologia e representa√ß√£o. Uma experi√™ncia, recomendada a maiores de 18 anos, que promete ser, segundo uma nota enviada √† imprensa, ‚Äúmultissensorial e imersiva‚ÄĚ, e que j√° aconteceu com sucesso em Espanha.¬† E √© de Espanha que chega tamb√©m o chef Tito Fern√°ndez, do restaurante Laborat√≥rio Canalla, na Corunha, que √© palco deste tipo de experi√™ncias h√° anos. √Č ele quem assegura a vertente gastron√≥mica do evento, com Angelina Cavaleiro, chef do Tivoli. Espera-se um menu de 12 momentos, preparado com ingredientes premium, e harmonizado com cocktails, cervejas e ‚Äúdrinks divertidos‚ÄĚ.¬† ‚ÄúA gastronomia vai ser uma das partes do espect√°culo. A surpresa vai estar n√£o s√≥ na forma como os sabores est√£o conjugados, mas tamb√©m como s√£o apresentados. Mas, na base, est√£o ingredientes de excel√™ncia, com uma base atl√Ęntica ‚Äď algo que une Portugal √† Galiza‚ÄĚ,¬†escreve Tito Fern√°ndez.¬† Grande parte da experi√™ncia vive-se √† mesa, mas a aventura come√ßa logo √† entrada do hotel Tivoli Oriente Lisboa, decorado com inspira√ß√£o no pintor e cineasta americano Andy Warhol. As reservas podem ser feitas aqui, pelo pre√ßo de 85 euros por pessoa. Sky bar Oriente,¬†Hotel Tivoli Oriente.¬†Av. Dom Jo√£o II n.¬ļ 27 (Parque das Na√ß√Ķes).¬†Sex-S√°b 20.30-1.00. 85‚ā¨. O dress code √© informal +¬†Marlene Vieira convida Rui Paula, S√° Pessoa e √ďscar Geadas para um jantar de Outono +

Atalho Burgers & Ribs: um cantinho para amantes de hamb√ļrgueres e piano, em Campo de Ourique

Atalho Burgers & Ribs: um cantinho para amantes de hamb√ļrgueres e piano, em Campo de Ourique

N√£o h√° duas sem tr√™s. H√° pouco mais de uma semana, o Mercado de Campo de Ourique ganhou mais um restaurante do grupo Atalho,¬†no lugar antes morava a hamburgueria DC Brothers. Depois da loja Atalho, que serve v√°rios cortes de carne; e do AlterEgo, uma alternativa vegan, com op√ß√Ķes de street food; √© a vez de deixar os hamb√ļrgueres e o piano brilharem no Atalho Burgers & Ribs. ‚Äú[Os hamb√ļrgueres e o piano] fazem parte do nosso leque de produtos que fazemos muito bem e temos muita criatividade para trazermos novidades e metermos novas ideias em ac√ß√£o‚ÄĚ, explica um dos donos, Tarek Mabsout.¬† Mariana Valle Lima A abertura deste terceiro espa√ßo, que vem solidificar a presen√ßa do grupo no Mercado de Campo de Ourique, era h√° muito desejada. ‚ÄúN√≥s estamos neste mercado h√° j√° nove anos. Inici√°mos com a nossa loja do Atalho, crescemos para a nossa loja do AlterEgo, e para n√≥s faz sentido termos mais um espa√ßo aqui. J√° h√° muito tempo que quer√≠amos, est√°vamos √† espera da ocasi√£o certa para ficarmos com a loja‚ÄĚ, conta. ‚ÄúInteressa-nos que haja este tipo de concorr√™ncia interna. √Č saud√°vel‚ÄĚ, acrescenta o respons√°vel.¬† Mariana Valle LimaSlow (8‚ā¨), com carne desfiada e cozinhada a baixa temperatura, com molho de salsa criolla, filamentos de malagueta e cebola roxa No menu h√° ent√£o piano de vaca cozinhado a baixa temperatura durante 12 horas (15‚ā¨ para uma pessoa; 25‚ā¨ para duas), mas tamb√©m hamb√ļrgueres cl√°ssicos, entre eles o Gorgonzola (8‚ā¨), com queijo gorgonzola, alface, cebola caramelizada e

Marlene Vieira convida Rui Paula, S√° Pessoa e √ďscar Geadas para um jantar de Outono

Marlene Vieira convida Rui Paula, S√° Pessoa e √ďscar Geadas para um jantar de Outono

Sempre atenta √† sazonalidade na cozinha, a chef Marlene Vieira vai organizar¬†quatro jantares anuais, cada um dedicado a uma esta√ß√£o do ano, nos quais se v√£o utilizar os melhores produtos de cada √©poca. O arranque √© j√° no dia¬†15 de Novembro, ter√ßa-feira, com um jantar que celebra o Outono.¬†Neste dia, Rui Paula (duas estrelas Michelin na¬†Casa de Ch√° da Boa Nova), Henrique S√° Pessoa (duas estrelas Michelin no Alma) e √ďscar Geadas (uma estrela Michelin na G Pousada) juntam-se √† chef na cozinha do Marlene, no Terminal de Cruzeiros de Lisboa. ‚Äú√Č com muito orgulho que recebo os chefs Rui Paula, Henrique S√° Pessoa e √ďscar Geadas, tr√™s amigos, com quem me identifico profissionalmente, e com os quais partilho o respeito e o gosto pelos produtos da √©poca‚ÄĚ, diz a chef, citada em comunicado.¬†‚ÄúCada esta√ß√£o do ano desafia-nos a criar pratos com t√©cnicas contempor√Ęneas que elevam a qualidade e a ess√™ncia do produto sazonal, numa ode √† nossa portugalidade, que tanto valorizamos. Acredito que somos privilegiados com os produtos que temos em Portugal, estes jantares v√£o faz√™-los ‚Äúbrilhar!‚ÄĚ, acrescenta. Na ter√ßa-feira, o menu de degusta√ß√£o ter√° sete momentos. Marlene Vieira prepara os snacks e as sobremesas; Rui Paula trabalha o marisco, Henrique S√° Pessoa o peixe e √ďscar Geadas a carne. A harmoniza√ß√£o v√≠nica est√° a cargo de Gabriela Marques, sommelier do Marlene, com vinho espumante das Caves de S√£o Jo√£o, vinhos da Herdade da Aldeia de Cima, e refer√™ncias do produtor Jos√© Maria da Fonseca.¬† O j

Durante um mês, o Burger King de Belém é 100% vegan

Durante um mês, o Burger King de Belém é 100% vegan

As cores caracter√≠sticas da cadeia de fast food Burger King ‚Äď o vermelho e o laranja ‚Äď foram substitu√≠das por um verde vibrante no restaurante em Bel√©m, que a partir desta sexta-feira, 4 de Novembro, √© o primeiro espa√ßo 100% vegan da marca na Pen√≠nsula Ib√©rica. Mas apenas durante um m√™s. Mariana Valle Lima Esta √© uma experi√™ncia, um teste, j√° realizado noutros pa√≠ses da Europa, como Inglaterra e Su√≠√ßa, e que ter√° a dura√ß√£o de pelo menos um m√™s. ‚ÄúEstamos a tentar democratizar este tipo de produtos. Dar a oportunidade a qualquer consumidor de consumir os nossos produtos‚ÄĚ, diz o director-geral do Burger King Portugal e Espanha, Jorge Carvalho. Durante este per√≠odo, o que se serve na loja Burger King em Bel√©m √© de origem vegetal.¬† Mariana Valle Lima Tudo isto s√≥ √© poss√≠vel pela parceria entre a cadeia e a marca The Vegetarian Butcher, que produz ingredientes feitos √† base de plantas ‚Äď uma colabora√ß√£o que j√° existe desde 2019, ano em que a Burger King introduziu algumas alternativas vegetais ao menu, feitas com soja. Mas se noutro restaurante da Burger King √© poss√≠vel que exista uma contamina√ß√£o do hamb√ļrguer (pelo contacto com hamb√ļrgueres de carne), em Bel√©m n√£o se corre esse risco. ‚ÄúDa√≠ estarmos a garantir que √© 100% vegan, aqui n√£o h√° riscos‚ÄĚ, explica.¬† Mariana Valle Lima At√© Dezembro, quem visitar o espa√ßo de Bel√©m ter√° ent√£o v√°rias op√ß√Ķes, entre elas alguns dos favoritos da marca ‚Äď vers√£o vegan. √Č o caso do Whopper Vegan, com maionese, alface, tomate, cebola, ketchup,

Masterchef estreia a 26 de Novembro, na RTP1, com novos jurados

Masterchef estreia a 26 de Novembro, na RTP1, com novos jurados

A competi√ß√£o culin√°ria Masterchef est√° de volta √† RTP1, a partir do dia 26 de Novembro, com novos jurados e tamb√©m¬†15 aspirantes a cozinheiros, que ao longo de 12 semanas v√£o enfrentar desafios em est√ļdio ou em lugares emblem√°ticos do pa√≠s.¬† A vers√£o portuguesa do formato internacional criado por Franc Roddam, h√° mais de 30 anos, vai ter os chefs Ricardo Costa, do The Yeatman (duas estrelas Michelin), no Porto; Pedro Pena Bastos, do Cura (uma estrela Michelin), em Lisboa; e No√©lia Jer√≥nimo (pr√©mio ‚ÄúGarfo de Prata‚ÄĚ pelo Guia Boa Cama Boa Mesa), do No√©lia e Jer√≥nimo, em Tavira, como jurados desta edi√ß√£o, que √† semelhan√ßa do ano passado n√£o ter√° apresentador.¬† ‚ÄúEst√° a ser maravilhoso. Nunca pensei que ia estar aqui hoje‚ÄĚ, comenta a chef No√©lia. ‚ÄúPara mim n√£o s√£o as t√©cnicas que importam, √© o sabor. Se a comida n√£o tiver sabor e eles tiverem feito n√£o sei quantas coisas para mim n√£o passa‚ÄĚ, acrescenta a jurada, apesar de n√£o se considerar a mais exigente. Pedro Pena Bastos partilha a mod√©stia, dizendo que leva ‚Äúuma carga enorme de humildade e de respeito de quem quer fazer mais e quem quer aprender‚ÄĚ.¬† J√° Ricardo Costa confessa que aprendeu v√°rias coisas com o programa, que j√° est√° em grava√ß√Ķes h√° cerca de oito semanas (teve at√© uma ideia para um prato que est√° em fase de testes no seu The Yeatman). ‚ÄúAprende-se sempre em tudo o que fazemos. Foi por isso que eu tamb√©m aceitei este desafio. Queria sair um pouco do meu conforto, do meu dia-a-dia, das minhas rotinas‚ÄĚ, diz.¬† O programa

STAY: Upon Lisbon abre hamburgueria com vista para o Est√°dio da Luz

STAY: Upon Lisbon abre hamburgueria com vista para o Est√°dio da Luz

A vista √© para o Est√°dio da Luz, mas dentro da STAY ‚Äď a nova hamburgueria do hotel Upon Lisbon, no Alto dos Moinhos ‚Äď, n√£o se liga a clubismos. Todos os adeptos s√£o bem-vindos, at√© mesmo aqueles que levam o drag√£o ao peito. O convite √© para comer um hamb√ļrguer num espa√ßo que lembra uma selva urbana, com plantas por toda a parte e p√°ssaros a enfeitar os candeeiros. Os neons na parede tamb√©m pedem uma fotografia para o Instagram. Francisco Rom√£o Pereira O ambiente √© jovem e descontra√≠do, mas nem sempre foi assim. ‚ÄúAntes t√≠nhamos um restaurante de comida portuguesa. Tinha uns encargos muito altos. Na altura da pandemia pens√°mos como √© que pod√≠amos reduzir custos, e em brainstorming com todos pens√°mos num monoproduto. Decidimos apostar numa hamburgueria. Nesta zona a oferta n√£o √© muita‚ÄĚ, conta Nuno Brand√£o, o director-geral do hotel. ‚ÄúTir√°mos aquela decora√ß√£o mais pesada e de casa de av√≥ que t√≠nhamos antigamente‚ÄĚ, acrescenta Sara Alves, a respons√°vel pelo restaurante. Compensou. ‚ÄúMud√°mos para uma hamburgueria sem saber qual seria a rea√ß√£o do cliente. N√≥s temos muitos clientes habituais. Mas a realidade √© que est√° a correr melhor. Temos tido boa ades√£o, bom feedback, muitos clientes novos,¬†tem corrido muito bem‚ÄĚ, garante Sara Alves. A casa cheia ao almo√ßo denota isso mesmo. Em dias de jogo, consta que ainda mais. Francisco Rom√£o PereiraCroquetes e ovos rotos Na carta preparada pelo chef Diogo Seixas (e que est√° dispon√≠vel das 12.30 √†s 22.30) mandam os hamb√ļrgueres, como o fier

The best things in life are free.

Get our free newsletter ‚Äď it‚Äôs great.

Loading animation
Déjà vu! We already have this email. Try another?

ūüôĆ Awesome, you're subscribed!

Thanks for subscribing! Look out for your first newsletter in your inbox soon!